quinta-feira, 17 de abril de 2008

Motorista deve ter atenção com buracos


Thiago Cafardo
da Redação

Cuidado redobrado nas estradas. Por causa das chuvas, muitos buracos apareceram. As CEs que passam pela região do Cariri apresentam o pior estado de conservação. As BRs-222, 304 e 020 também estão em estado de alerta


17/04/2008 01:09

De acordo com o DER, os trechos da CE 060, entre Barbalha e Jardim; e Iguatu e Várzea Alegre são pontos críticos que devem ter a atenção redobrada dos motoristas (Foto: FCO FONTENELE) De acordo com o DER, os trechos da CE 060, entre Barbalha e Jardim; e Iguatu e Várzea Alegre são pontos críticos que devem ter a atenção redobrada dos motoristas (Foto: FCO FONTENELE)

A chuva que caiu nos últimos meses no Ceará está obrigando os motoristas a redobrar a atenção nas principais rodovias que cortam o Estado. Buracos e desníveis na pista já começaram a aparecer nas BRs e CEs e podem prejudicar o tráfego no feriado prolongado de Tiradentes, no próximo dia 21 de abril - segunda-feira. As rodovias federais, de acordo com o inspetor Stênio Pires, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), requerem alguns cuidados. "Elas estão em boas condições, mas já começaram a aparecer alguns buracos. As BRs 222, 304 e 020 são as que verificamos os maiores problemas", afirma.


Nas rodovias estaduais, a Região do Cariri e o Sertão de Iguatu foram os mais atingidos pelas chuvas. De acordo com o coordenador de Engenharia Rodoviária do Departamento de Edificações e Rodovias do Ceará (DER), André Pierre, os trechos entre Crato e Farias Brito (CE-386), Crato e Nova Linda (CE-388), Barbalha e Jardim (CE-060) e Iguatu e Várzea Alegre (CE-060) registram o maior número de buracos ao longo da via. "Esses municípios sofreram um bocado com as chuvas, mas temos equipes trabalhando diuturnamente na recuperação desses trechos", afirma Pierre.


Cuidados
Mesmo nas rodovias que apresentam bom estado de conservação, o motoristas precisam redobrar o cuidado nesta época de chuvas. Qualquer desatenção pode provocar acidentes entre os veículos. Segundo o inspetor Stênio Pires, da PRF, o motorista deve trafegar com velocidade reduzida e respeitar a distância entre os veículos. "A pista molhada dificulta a frenagem, muda a aderência. E deve-se verificar a situação dos pneus, que precisam estar em boas condições de uso", afirma Pires.


Fonte: Jornal O Povo
Postar um comentário