quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Bactéria do Amor



Um certo dia conheci uma morena
Nunca vi mulher tão linda
Nunca vi nada igual.
Horas depois comecei a sentir dor
Fui procurar um doutor
Me sentindo muito mau.

Chegando lá disse o que estava sentindo,
O doutor ficou sorrindo,
Como que zomba de mim.
Falei pra ele, doutor o assunto é sério
Quero saber o mistério
Porque é que estou assim.

Meu coração bate forte acelerado
Ele está despedaçado
Como é grande a minha dor!
Fiz um exame para ver qual a doença
E acusou a presença
Da bactéria do amor.

Estou que estou, estou que estou apaixonado...
Coração despedaçado
Está enfermo de amor!
Esta doença não tem remédio que cure
A não ser que eu procure
Quem que me contaminou.

Vais ser difícil porque não sei onde anda
Eu nem sei como se chama
Quem que me contaminou,
Se não encontrar vou morrer apaixonado
Porque estou contaminado
Com a bactéria do amor.

Francis Gomes
Postar um comentário