sábado, 18 de abril de 2009

XIV Festival de Violeiros

XIV Festival de Violeiros mobiliza a classe trabalhadora da Cidade de Farias Brito 

     O Município de Farias Brito, localizado no Sul do Ceará e antigamente denominado de Quixará, tem as  suas raízes históricas ligadas aos índios Cariús  e recebeu a  atual denominação no ano de 1953, em homenagem ao filósofo cearense Raimundo de Farias Brito.

     Há 14 anos, a classe trabalhadora do Município se reúne em torno do Festival de Violeiros, no dia 1º de Maio, um evento que reúne cantadores e repentistas de diversas cidades do Estado do Ceará e da Região Nordeste.

     O referido evento, promovido pela Prefeitura Municipal é uma forma de resgatar as antigas tradições do Município, enraizadas nas famosas "rodas de violas" e "cantorias" ainda muito presentes na vida do povo e que se perpetuam na memória histórica sertaneja..

     Artistas regionais e locais, amantes da poesia e em especial os trabalhadores, fazem parte do público presente, todos com o objetivo de cultuar a alma  camponesa pela apreciação do toque saudoso da viola. Neste ano, o Festival traz uma homenagem ao Poeta Patativa do Assaré, por ocasião do centenário de seu nascimento. Contam os antigos que a Serra do Quincuncá neste Município, foi por diversas vezes palco das apresentações do renomado poeta.

     A festa de viola é organizada pela Secretaria de Educação e Cultura do Município e pela Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, num clima de entrosamento e participação das escolas e da classe roceira. Na ocasião, são lançados cordéis produzidos pelos alunos, como forma de manter viva tão propagada tradição.

     Junto a esta programação anual fazem parte do calendário cultural do Município de Farias Brito o "Arraiá do Povão", no período junino e a tradicional vaquejada que acontece no mês de setembro atraindo pessoas de todo o Cariri.

     A religiosidade popular cultua a Imaculada Conceição no período de 28 de novembro de 08 de dezembro, período de reflexão religiosa, quermesses e leilões, numa união do sagrado e do profano na vida do povo.

     Desponta com vigor a festa do milho em seu segundo ano, sinalizando o tempo da colheita,oportunidade em que uma comunidade rural do Município é o palco do acontecimento, que reúne uma grande multidão de participantes numa disputa artísticad erainhas, pratos típicos e maior espiga.

     Assim , Farias Brito cresce culturalmente a cada dia, procurando resgatar o que de mais belo existe na alma e no sentimento de sua gente trabalhadora.

Postar um comentário