terça-feira, 18 de agosto de 2009

Metrô do Cariri constrói estações, oficina e remodela linha ferroviária

O investimento total é de cerca R$ 22 milhões e deverá estar operando no próximo ano.

A construção de nove estações, a remodelação da linha, a construção de uma oficina de manutenção e os serviços de drenagem estão em andamento para a implantação do Metrô do Cariri, que interligará os municípios de Juazeiro do Norte e Crato. O Metrô faz parte de um conjunto de ações do Governo do Estado voltadas para a requalificação do transporte ferroviário de passageiros em alguns municípios do Interior do Estado, a começar por Crato e Juazeiro do Norte, que contam com cerca de 400 mil habitantes. O investimento total é de cerca R$ 22 milhões e deverá estar operando no próximo ano.

Para possibilitar a implantação dessa linha ferroviária, uma antiga reivindicação daquela população, a Seinfra, mediante a Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrô de Fortaleza), está realizando a restauração daquele trecho ferroviário, de 13,6 km de extensão, seguindo o antigo ramal ferroviário do Crato utilizado pela Rede Ferroviária Federal S.A. (RFFSA), até o início dos anos 1980.

Atualmente, a remodelação da via permanente acontece entre o bairro de Vila Fátima, em Juazeiro do Norte, e o bairro de Muriti, no Crato, com a substituição de boa parte dos dormentes e substituição de lastro entre outros serviços. O investimento é de cerca de R$ 7,7 milhões. Em Juazeiro do Norte está sendo realizada ainda uma obra de drenagem na avenida Paulo Maia, paralela à via ferroviária. Estão sendo investidos no serviço R$ 2,1 milhões devendo ficar pronto em seis meses.

Também estão sendo implantadas as nove estações de passageiros e oficina de manutenção. As estações estão na fase de colocação das estruturas metálicas. Em Juazeiro do Norte são: Juazeiro, Padre Cícero, Muriti, Antônio Vieira, Teatro, São Pedro e Fátima; No Crato a de Crato e São José.

O Metrô do Cariri utilizará Veículos Leves sobre Trilhos (VLT), denominado Transporte Rápido Automotriz (Tram), já comprados e que passam agora por testes. Os veículos foram contratados através do Consórcio Tram, com montagem em unidade no município de Barbalha a um custo de R$ 4,4 milhões, incluindo os serviços de manutenção. O material rodante é composto por duas composições com tração diesel hidráulico mecânica, formado por dois carros equipados com ar condicionado, com capacidade de transporte de 330 passageiros por composição. A demanda inicial estimada é de 5 mil passageiros por dia e que fará um total de 76 viagens/dia operando numa velocidade máxima operacional de 60 quilômetros por hora.

Assessoria de Imprensa da Seinfra

José Milton (comunicacao@seinfra.ce.gov.br / 3101.3765)

Postar um comentário