segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Festa da Padroeira - Programação

Teve início deste o dia 28 último a Festa da Padroeira, Nossa Senhora da Conceição, com o levantamento do Pau da Bandeira.
O Tema do ano de 2009 escolhido pelo Vigário Padre José Coringa: MARIA, ESTRELA DA EVANGELIZAÇÃO, porque Maria nos ensina que ser missionário é acolher a palavra de Deus e vivê-la, levando-a aos confins do mundo.
Seque programação com encerramento dia 8 com missa solene as 9 horas e procissão as 17 horas.

Dia

Setores Urbanos

Setores Rurais

Segmentos/Órgãos/entidades

28/11

Caminhada com o Pau da Bandeira e Abertura da Festa

Comunidade em Geral

Sítio Clemente e Riacho da Roça

Motoristas, Mototaxistas e Ciclistas

29/11

Tema: MARIA, A NOSSA SENHORA DA FÉ

Bairro: Gabriel e Hospital

São Vicente,Macambira, Cachoeira,Riacho Verde,Patarabia,Canabrava,Sítio Sousa,Taquari,Cardoso,Samambaia, Lagoado e Trapíá

Secretaria de Agricultura, Pecuaristas,Sindicato Rural,Agentes Rurais, Associações Comunitárias.

30/11

Tema: A IMACULADA CONCEIÇÃO: HUMANIDADE LIBERTADA DO PECADO.

Bairro: Independência, Sítio Volta e Mutirão I e II

Umarí, Quincuncá, Fazenda, Cajuí, baixio dos Costas,Boa Vista e Belo Horizonte.

Secretaria de Educação, Escolas Públicas e Particulares, Associações de Pais, Grêmios, Estudantes e Banda de Música Municipal.

01/12

Tema: AVE MARIA, CHEIA DE GRAÇA!

Ruas: Antonio Ferreira Lima,Antonio L. de Menezes I, Manoel Pinheiro de Almeida, Liberalino Brandão e Boa Vista.

Lagoa Seca,Ribeirinha,Tabuleiro,Areias, Sizudo, Timbaúba,Extrema,Freixeira,Palmeira, Antas,Coberto, Mimosos,Capueiro e Barreiro do Jorge.

Poder Executivo,Gabinete do Prefeito,Secretaria de Administração, Infra-Estrutura e Transportes.

02/12

Tema: A VIRGINDADE DE MARIA: O DIVINO SE HUMANIZA PARA NOS TORNARMOS DIVINOS.

Ruas: Praça e Rua Moriá e Alecrim

Motas,Baraúnas,Sales,Barriga,Betânia e São João.

Poder Legislativo, Conselhos Municipais, Clube de Mães,Funcionários Públicos e Sindicato dos Servidores.

03/12

Tema: MARIA, MULHER EUCARÍSTICA

Ruas: 13 de Maio, Augusto Moreira,Antonio Liberalino II e Cruzeiro.

Cariutaba,Cachoeira,Carnaúba,Caiçara,Cajueiro, Sitio Alves,Guarani,Oitis,Grossos e Várzea.

Secretaria de Saúde,CAPS, Agentes de Saúde, Médicos, Enfermeiras e profissionais da Saúde.

04/12

Tema: MATERNIDADE RESPONSÁVEL DE MARIA

Ruas: Carmelita Leite, Casas Populares,Alto da Boa Vista e Fundação

Pobre,Carás,Fresco,Cipó,Queimadas,Morada Nova, Tabuleiro dos Dinos e Catingueira.

Secretaria de Ação Social, Grupo da Terceira Idade e Projetos Sociais.

05/12

Tema: A ASSUNÇÃO DE MARIA AOS CÉUS

Ruas: Pça Enoch Rodrigues, Otacílio Correia, Beija Leite, Antonio Fernandes de Lima

Cajazeira,Recanto,Santa Rosa,Gangorra,Baraúnas e Monte Alegre.

Poder Judiciário, Policia Militar, Conselho Tutelar, Conselho de Direitos, Comerciantes, Barraqueiros, Verdureiros, Lavadeiras e Garís.

06/12

Tema: ATITUDE PROFÉTICA DE MARIA NO PROCESSO DE LIBERTAÇÃO

Ruas: José Liberalino Duarte e Sabino Mota

Monte Pio,Lenços,Cedro,Contendas,Soturno,Cariçoba, Carnaúba dos Marcos, Bom Jesus, Lambedouro, e Carnaúba dos Batistas.

Aposentados e Pensionistas, Banco do Brasil, BRADESCO, Correios.

07/12

Tema: MARIA, MODELO DE LIBERTAÇÃO DOS OPRIMIDOS.

Sítio Escondido

Lamaju,Lagoa, Extrema, Crueiro,Pé da Serra, Juá e Contínuo.

Apostolado da Oração, Visitantes e Filhos da Terra,ECC e Terço dos Homens.

08/12

9h – Solene Concelebração

( Batizados e Consagrações)

17h – Procissão de Encerramento

Parte Social da Festa: Parque Silva Antero

Barraca da Comissão

Organização: ECC

Todos os Dias:

5h- Ofício, caminhada a visitas ás famílias

16h – Atendimento de Confissões

19h - Novena e Missa




domingo, 29 de novembro de 2009

Participe da comunidade de Farias Brito no orkut



Acesse e participe:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=726665

Sobre o orkut:
O Orkut é uma rede social filiada ao Google, criada em 24 de Janeiro de 2004 com o objetivo de ajudar seus membros a criar novas amizades e manter relacionamentos.

sábado, 28 de novembro de 2009

CCJ vota projetos que proíbem o fumo

CCJ vota projetos que proíbem o fumo
[Foto: ]

Na pauta da reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) de quarta-feira (2) estão três projetos que proíbem ou restringem o consumo de produtos derivados do tabaco em ambientes fechados. A relatora da matéria, senadora Marina Silva (PV-AC), apresentou voto favorável à aprovação do Projeto de Lei do Senado (PLS) 315/08, de autoria do senador Tião Viana (PT-AC), e pela rejeição dos PLS 420/05 e 316/08, de autoria dos senadores Magno Malta (PR-ES) e Romero Jucá (PMDB-RR), respectivamente.

As três propostas alteram a Lei nº 9.294/96, que dispõe sobre as restrições ao uso e à propaganda de produtos fumígenos, bebidas alcoólicas, medicamentos, terapias e defensivos agrícolas. Mas, enquanto o projeto apresentado por Tião Viana proíbe cabalmente proíbe o uso de produtos fumígenos em ambientes fechados, públicos ou privados, as outras duas propostas permitem seu uso em áreas segregadas dos ambientes comuns.

A relatora lembra que somente a proposta de Tião Viana se ajusta à Convenção-Quadro para o controle do uso do tabaco, assinada pelo Brasil em 16 de junho de 2003. A Convenção, assinala Marina Silva, "foi o primeiro tratado internacional de saúde pública, desenvolvido ao longo de quatro anos, a pedido dos 192 países membros da Organização Mundial da Saúde (OMS), com o objetivo de proteger as gerações presentes e futuras das devastadoras consequências sanitárias, sociais, ambientais e econômicas geradas pelo consumo e exposição à fumaça do tabaco". Essa Convenção enfatiza que "ventilação e filtração do ar não são suficientes para reduzir a exposição passiva aos malefícios da fumaça".

A relatora apresentou uma emenda ao projeto, para que a proibição do fumo seja exigida somente em ambientes coletivos fechados, "uma vez que a redação atual do projeto inviabilizaria o uso de produtos fumígenos inclusive na residência do fumante, constituindo-se em restrição desarrazoada a direito, considerada a legalidade do uso de tais produtos".

A emenda, porém, tal qual está no voto de Marina Silva, altera também o tipo de ambiente. O projeto original de Tião Viana restringe o fumo apenas em ambientes fechados: "É proibido o uso de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou qualquer outro produto fumígero, derivado ou não de tabaco, em ambiente fechado, público ou privado". Já a emenda da relatora fala em recintos coletivos, não importando se fechados ou não: "É proibido o uso de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou qualquer outro produto fumígeno, derivado ou não do tabaco, em recinto coletivo, privado ou público". A legislação em vigor, por sua vez, determina: "É proibido o uso de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou de qualquer outro produto fumígero, derivado ou não do tabaco, em recinto coletivo, privado ou público, salvo em área destinada exclusivamente a esse fim, devidamente isolada e com arejamento conveniente".

Já com relação aos termos fumígeno e fumígero, ressalte-se que os dicionários Aurélio e Huaiss abonam o primeiro, mas não reconhecem o segundo.

A senadora citou diversos malefícios ambientais causados pelo cigarro. Segundo ela, para a produção de cada 300 cigarros, uma árvore é queimada nos fornos à lenha que secam as folhas do fumo antes de serem industrializadas. Agricultores e o ecossistema são prejudicados pelo uso de potentes agrotóxicos usados para melhorar a produtividade das plantações de tabaco. Marina Silva disse ainda que os filtros de cigarros atirados em lagos, rios, mares, florestas e jardins demoram 100 anos para se degradarem e que aproximadamente um quarto de todos os incêndios são provocados por pontas de cigarros acesas.

Com relação aos malefícios à saúde das pessoas, a relatora citou dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) segundo os quais há 30 milhões de fumantes no Brasil, onde o fumo provocou, nos últimos 30 anos, 1 milhão de óbitos e deve provocar, nos próximos 15 anos, mais de 7 milhões de mortes. Ainda segundo o Inca, o Sistema Único de Saúde gasta pelo menos R$ 19,15 milhões por ano com diagnóstico e tratamento de doenças causadas pelo tabagismo passivo. Essas despesas aumentam com o pagamento, pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), de mais de R$ 18 milhões por ano com pensões e benefícios relacionados ao fumo passivo.

A senadora enfatizou ainda a inexistência de estudos que comprovem qualquer efeito negativo sobre o comércio ou a indústria hoteleira e de turismo com a entrada em vigor de leis antifumo.

A discussão sobre a proibição nacional de uso de derivados do tabaco em ambientes fechados vem no momento em que diversas cidades brasileiras criam leis similares ou debatem sua criação, como no caso de São Paulo e Rio de Janeiro. Na capital federal o fumo em ambientes fechados já é restrito, respeitando o que está escrito na legislação em vigor.

José Paulo Tupynambá / Agência Senado

Metrô do Cariri será inaugurado segunda-feira (30)

O anúncio foi feito nesta sexta-feira (27) pelo governador Cid Gomes durante reunião do Mapp.

O Governo do Estado vai entregar à população do Cariri o primeiro projeto de requalificação do transporte de passageiros no Interior do Estado. O Metrô do Cariri, que liga as cidades do Crato e Juazeiro do Norte, será inaugurado na próxima segunda-feira (30). A definição da data da inauguração aconteceu nesta sexta-feira (27) durante reunião do governador Cid Gomes com todo o secretariado para a última avaliação do Monitoramente de Ações e Programas Prioritários (Mapp) de 2009, na Residência Oficial.

A solenidade de inauguração do Metrô do Cariri será feita em duas fases. A primeira, às 19h30min, a cerimônia será na Estação do Crato; e às 20 horas, a inauguração será na Estação de Juazeiro do Norte. Nesse mesmo momento, Cid Gomes assinará ordem de serviço para a construção da rodovia que liga Jardim a Barbalha. A obra terá 38 quilômetros de extensão e receberá investimento de R$ 18,67 milhões. O prazo de construção é de 360 dias.

O Metrô do Cariri está orçado em R$ 25.190.720,90. Nessa primeira fase, o Metrô irá circular dentro da chamada operação branca, cuja principal característica é a não cobrança de bilhetagem. É um período de adaptação durante o qual serão verificados o desempenho dos equipamentos e a adaptação de funcionários e população ao novo serviço. O Metrô vai começar a circular com três estações concluídas: Crato, Teatro e Juazeiro. Ao longo desse período, segue a execução da obra das seis demais estações.

Na segunda fase de funcionamento do Metrô, terá início a operação comercial parcial, em que o serviço funcionará num horário ampliado. Após concluída essa fase, o Metrô entra finalmente na operação completa, em que o trem circulará de 5h30min às 22h30min, com 38 viagens em cada sentido, num total de 76 viagens/dia. A previsão é que o Metrô do Cariri atenda uma demanda de cinco mil passageiros por dia, em média.

O percurso de 13,6 quilômetros entre as cidades de Juazeiro do Norte e Crato será feito em 28 minutos por veículos leves sobre trilhos (VLTs). São duas composições com tração diesel hidráulico mecânica, formado por dois carros. cada uma, equipados com ar condicionado, com passagem tipo gangway e capacidade de transporte de 330 passageiros por composição. Os trens foram fabricados pela empresa Bom Sinal, do município de Barbalha, também no Cariri. Tratam-se dos primeiros trens de passageiros fabricados na América do Sul nos últimos 20 anos.

Mapp

O governador Cid Gomes se reúne durante toda a sexta-feira (27) com todo secretariado e diretores de órgãos vinculados para discutir o Monitoramento de Ações e Projetos Prioritários (MAPP) do Estado. Durante o encontro, são acompanhados todas as ações e projetos do Governo de 2009 e a previsão de projetos para 2010. A avaliação também se estenderá durante este sábado (28), a partir das 11 horas.

Nessa sexta, foram avaliados o Mapp das seguintes secretarias: Infraestrutura, Justiça e Cidadania, Trabalho e Desenvolvimento Social, Cultura, Fazenda, Esporte, Saúde e Cidades. Os debates entre governador e secretários sobre o MAPP são definidos como reuniões de trabalho. A partir deles é possível fazer uma avaliação sobre o andamento de cada projeto em todas as secretarias e órgãos vinculados do Estado.

Coordenadoria de Imprensa do Governo

Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br/85 3101.6247

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

IV CONFERÊCIA MUNICIPAL DA CIDADE





Seduc divulga resultado da primeira fase do Concurso para Professor

A lista está disponível no site da Cespe: http://www.cespe.unb.br/concursos/seducce2009/

Seduc divulga resultado da primeira fase do Concurso para Professor

Foto: Divulgação

A Secretaria da Educação(Seduc) divulga o resultado da primeira fase do Concurso para Professor da Rede Estadual, aplicada no dia 1º de novembro passado. O Concurso é uma realização do Governo do Estado, por meio das Secretarias da Educação (Seduc) e do Planejamento e Gestão(Seplag). Serão ofertadas 4 mil vagas, distribuídas nas diversas disciplinas do Ensino Médio.

A convocação para a próxima etapa, que corresponde à prova prática está prevista para o próximo dia 4 de dezembro. Nesta fase que é de caráter eliminatório e classificatório, o candidato irá dar uma aula na disciplina que está concorrendo.

Veja as informações no site do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/Unb), responsável pela organização do Concurso: http://www.cespe.unb.br/concursos/seducce2009/

Assessoria de Imprensa da Seduc

Jacqueline Cavalcante (jacquelinec@seduc.ce.gov.br / 85 3101.3972)

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Memórias da ditadura militar


Diário do Nordeste

REVELAÇÃO NO CARIRI (23/11/2009)

Após 30 anos, Aristides Neto, de São Paulo, descreve seu trabalho no resgate de famosos presos políticos

Crato. O pesquisador Aristides Neto, que trocou São Paulo por Farias Brito, no Sul do Ceará, onde se dedica ao resgate de documentos antigos sobre a história do Cariri, quebrou o silêncio em torno do trabalho que realizava em São Paulo na época da ditadura militar. Falou sobre os famosos presos políticos que passaram por sua avaliação, entre eles o ex-presidenciável Júlio Prestes, o historiador Caio Prado Júnior, o historiador Sérgio Buarque de Holanda, a pesquisadora Ana Maria de Almeida Camargo e o cantor-compositor Geraldo Vandré.

Suas memórias datam de 1979-1983, quando ele atuou em um grupo de técnico e pesquisadores engajado na caçada de documentos de presos políticos, uma espécie de agência de recolhimento, mantida por um fundo privado que se dividia em três equipes, para atuar na capital e no interior do estado.

Trinta anos depois da aprovação da Lei da Anistia, o pesquisador falou para o professor Eldinho Pereira, que aponta esta entrevista como importante na revelação de fatos que envolveram a ditadura militar e que não foram devidamente esclarecidos. "Os exilados perderam quase tudo, inclusive a sua vida pessoal, intervenção na vida pública e a destruição das personalidades pela ditadura de 64", diz Eldinho. "Os torturadores brasileiros ainda estão soltos, sem a necessária exposição pública ou constrangimento das autoridades federais. Ter acesso aos arquivos da ditadura é um passo fundamental para encontrarmos estas raízes. Estamos distantes da democracia real e da efetiva liberdade de opinião, inclusive na academia", complementa o professor, responsável por "arrancar" de Aristides informações importantes para os arquivos da história.

Durante 12 anos, Aristides Neto trabalhou no arquivo da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo (Imesp), e no Arquivo Público do Estado de São Paulo, então situado à Rua Antônio de Queiroz. Naquela instituição, atuou como operador de fotocopiadora e auxiliar de almoxarifado. Pouco tempo depois, fez treinamento de arquivista pela Fundação do Estado de São Paulo (Fundap) e passou a lidar com manutenção, catalogação e publicação.

"Quando o grupo encontrava documentos a respeito da morte de gente conhecida, a reação dos técnicos era semelhante a dor da perda de um ente querido", recorda Aristides, acrescentando que "o incômodo causado pelos relatos de torturas era além da conta e, por sua vez, sensibilizava a todos que liam os autos dos processos recolhidos". As próprias viagens, feitas à noite, agravavam o clima de insegurança entre os técnicos. Mas, faziam assim, por motivos relacionados à manutenção da história, da dignidade humana e da própria sobrevivência, justifica o pesquisador.

Os integrantes da comissão, segundo Aristides, misturavam-se a multidão, não falavam sobre o assunto e quando entravam no lugar indicado, fechavam as entradas. Assim, seriam poupados de perseguição.

DESCOBERTAS
Pesquisa perigosa marcada pelo medo

Crato A pesquisa foi iniciada no Instituto Médico Legal (IML) onde conheceram os livros com registros das causas das mortes e de suas diversas naturezas (atropelamentos, assassinatos, mortes naturais e os dos presos políticos, das torturas etc). Em seguida, o grupo passou a trabalhar condições mais desagradáveis, já que havia material escondido em sótão, porão, poço, no meio do mato, entre paredes. Para salvar alguns pertences de Júlio Prestes, escondidos em uma fazenda de Itapetininga, Aristides Neto arriscou-se. Teve que descer num poço que mal lhe cabia.

No fundo do poço, o técnico encontrou sacolas de documentos que a família do político jogara para salvá-los do regime. Junto às sacolas, havia rato, lacraia, barata, papel podre e muita umidade. Em seguida, colocou os papéis em um saco e o mandou para fora do poço. Outra equipe encarregou-se de secar e limpar os papéis que seriam aproveitados, inventariados e contextualizados.

Os bens de Caio Prado reavidos pelo "grupo técnico" foram, na grande maioria, livros de autores contestadores (comunistas), muitos dos quais, proibidos pelos militares de então, que os confiscavam e queimavam aos montes. Para a família de Sérgio Buarque foram reavidos muitos livros, textos políticos, dentre outros. Ana Maria era filha de um ativista da Revolução Constitucionalista de 1932, que teria a sua coleção de folhetins restaurada, catalogada e divulgada por ocasião dos 50 anos de revolução. No acervo dela, localizou-se outra raridade, a carta de despedida escrita por Santos Dumont. Porém, o importante no resgate é o caráter investigativo que, para todo efeito, deve ficar por trás do resultado apresentado.

A relação de Aristides com Geraldo Vandré é marcante. Na vida do técnico, a música sempre foi como um remédio. Associado ao espírito investigativo, a paixão por música o levou ao artista torturado e anunciado como louco pelos militares. "Um dia encontrei com Vandré, conversamos e nós ficamos muito amigos. E ajudei a fazer a recuperação das obras dele.


Opinião do especialista
Identidade local e resistência popular


Os aspectos jurídicos e historiográficos aqui ressaltados fortalecem a identidade local e a resistência popular frente à habitual impunidade brasileira. Tal procedimento evitaria o ressurgimento de novas ditaduras, em um País que não abriu os arquivos do regime militar ainda. Nem tão pouco, ousou levar a julgamento os acusados de tortura contra milhares de políticos, estudantes, jornalistas, sindicalistas etc. Vítimas de instrumentos como pau-de-arara, choques elétricos, "pimentinha" e dobradores de tensão, afogamento e outros mais. As memórias dos presos políticos e de cidadãos como Aristides ensina-nos muito. Ensina a reavaliar nossas trajetórias, a nos posicionarmos diante das situações e a planejarmos melhor o futuro desejado. Cabem aos arquivistas, historiadores, jornalistas, artistas e educadores, a difícil tarefa de conscientizar as novas gerações e evitar a volta de experiências totalitárias, desumanas e degradantes. Só uma sociedade autoritária e violenta, com um modelo educacional sucateado, poderia negar, a tais profissionais, uma posição digna de destaque. Os arquivos públicos que revelam a história da ditadura brasileira, serão abertos à população dentre poucos meses. "Os 64 mil processos recebidos pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, vão compor o acervo do Memorial da Anistia Política", afirmou o boletim.

Eldinho Pereira da Silva
Professor e pesquisador

Antônio Vicelmo
Repórter

IRMÃOS ILUMINADOS - HUMANOS NÃO TÊM CONSCIÊNCIA CÓSMICA-

Luiz Domingos de Luna*
Ao contemplar o emaranhado Cósmico do Universo, todo ser humano se sente impotente diante de tanta existência, satélites, planetas, quasares, galáxias, buracos negros e uma infinitude que o pensamento dos seres humanos, mesmo para os mais brilhantes gênios da humanidade, fica sempre a pergunta para que tudo isto? Que engenharia é esta? Como foi feito? Por que foi feito, como? Existe até os mais audaciosos que perguntam realmente estamos sós? É assustador saber que os seres humanos com todo o conhecimento adquirido ainda não tenham respostas para: De onde viemos? Para onde vamos? Porque estamos aqui? Qual a Missão humana? Diante de tanta beleza inteligível da existência, penso que outros seres universais já ultrapassaram a inteligência humana há muito {de longe}. Pois a morte é algo muito obsoleto, a dependência dos seres humanos com o meio ambiente é muito grande, estes animais racionais precisam de água, ar, gravidade, alimento, só sabem viver em grupos, parece que estão sempre assustados. Esta dependência exagerada do meio ambiente é com certeza um atraso intelectual muito grande. É muita repetição. A dor, o sofrimento e a morte são provas cabais de que a humanidade não está pronta para ter o controle do universo. Porém, entendo que outros irmãos nestas alturas, já têm a chave do controle universal, de há muito, a posse do bóson de higgs, que jamais poderá ser encontrado em fissão de partículas, ou de aceleração em velocidade variada, ou não, visto, a força gravitacional forte da terra ser impedimento pleno. Até quando teremos que clamar pela caridade intelectual dos nossos irmãos iluminados, que com certeza estão rindo destes seres racionais, em tese, mas que não conhecem a razão da existência do universo em expansão. Seres humanos - os grandes construtores de desertos.

Aos Seres Humanos - Onda de Luz!
Quebrando correntes
No tempo a passar
Mistérios a desvendar
A todo o momento

Se tudo fosse diferente
Teria o ser humano
O pensar, um plano.
Da existência presente

Que show arriscado
De um palco sem fim
O infinito vem a mim
Ou já foi programado

Tanta existência
Quem vai usufruir
O tempo destruir
Ou há consistência

A Vida acompanha
As etapas da curva
Existe uma luva
De potência tamanha

Controlar o processo
De toda imensidão
É plenitude da razão
Ou pensamento, ao inverso.

É do ser humano obrigação
Conhecer todo o infinito
Ou existe um conflito
Buscando interrogação?

Já não é chegado
A hora de saber
Do universo o porquê ?
Na existência – postado.
(*) Colaborador do Blog Farias Brito

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Avaliação do SPAECE começa na próxima terça-feira (24)

Diagnosticar a qualidade da educação pública cearense para implementar melhorias no ensino ofertado. Esse é um dos ganhos obtidos pela Secretaria da Educação (Seduc) ao implementar o Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará(SPAECE) que realizará mais um ciclo de aplicação na próxima terça-feira, dia 24, para mais de 600 mil alunos dos ensinos fundamental e médio das escolas estaduais e municipais.

Nesse primeiro momento, entre os dias 24 e 26 de novembro, serão avaliados 346.758 estudantes do Ensino Médio da rede estadual. Nos dias 2 e 3 de dezembro, a avaliação abrangerá, respectivamente, os 142.242 alunos do 2º ano do Ensino Fundamental, público-alvo do SPAECE-Alfa, e 150.030 matriculados no 5º ano desse mesmo nível de ensino nas escolas municipais e estaduais.

O SPAECE avaliará as competências e habilidades nas áreas de Língua Portuguesa e Matemática dos alunos do 5º ano do Ensino Fundamental e das 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio. A Seduc conhecerá o nível de leitura, além das competências nessas disciplinas dos alunos do 2º ano do Ensino Fundamental(Spaece-Alfa). É política do governo estadual a alfabetização dos alunos na idade certa.

Além dos testes aplicados, o SPAECE incluirá aspectos contextuais coletados por meio dos questionários: do aluno, para obter o perfil socioeconomico e hábitos de estudo; do professor e do diretor, para traçar o perfil e a prática docente e de gestão desses profissionais. O Sistema tem por objetivo fornecer subsídios para formulação, reformulação e monitoramento das políticas educacionais, além de possibilitar aos professores, dirigentes escolares e gestores um quadro da situação da Educação Básica da rede pública de ensino.

A avaliação será realizada de forma censitária em aproximadamente 600 escolas estaduais e 6 mil escolas municipais, dos 184 municípios do Ceará. Os indicadores têm servido de base para a implementação de políticas e de novas práticas pedagógicas nas escolas e nos municípios que se utilizam dessas informações.

Por considerar a avaliação um instrumento eficaz de gestão, a Seduc ampliou, a partir de 2007, a abrangência do SPAECE, instituindo a avaliação da alfabetização e expandindo a avaliação do Ensino Médio para as três séries de forma censitária. Desde então, o SPAECE passou a ter três focos: Avaliação da Alfabetização SPAECE-Alfa (2º ano), Avaliação do Ensino Fundamental (5 e 9º anos) e Avaliação do Ensino Médio (1ª, 2º e 3ª séries).

Assessoria de Imprensa da Seduc

Jacqueline Cavalcante (jacquelinec@seduc.ce.gov.br / 85 3101.3972)

domingo, 22 de novembro de 2009

Tanta existência - por quê ?

Luiz Domingos de Luna*
Às vezes começo a viajar no infinito, percorro na minha medição, as tantas formas existentes, são planetas, estrelas, luz, escuridão, quasares, gargantas de buracos negros são tudo uma imensa interrogação. Planetas lindos, inculisve, solitários, amorfos, gelados, consistentes, as mais das vezes verdadeiras obras de arte, obras de arte que, talvez nunca seja apreciada pelos seres humanos. E triste saber que a humanidade ainda não pode contemplar todo este carrossel existencial, giratório, de um passo de uma galáxia para outro é um questão de fração de segundos, o mais interessante são as formas, todas as formas são totalmente diferentes, na verdade não existe igual ou semelhante à outra. Tudo é encantador, talvez o encantamento seja o fato de a cada pisada tudo ser diferente, o que causa repugnância é realmente a primeira pisada, a gente sempre tem a impressão de que está em outro mundo.

Nunca passa pela nossa cabeça de que estamos no mesmo universo. O que chama a atenção não é bem a pisada em si, mas a compactação da pisada, não sei se é um fator psicológico ou não, mas parece que estamos pisando em uma geléia, ou algo que vai nos afundar, talvez a gravidade no planeta terra seja o responsável por esta sensação estranha, na verdade me sinto um estranho, um invasor, um desbravador, um pioneiro de uma história que talvez nunca acontecerá, até porque, as nossas atividades no planeta terra não oferecem esta oportunidade de forma plena para o pensar humano nesta dimensão. Talvez um impedimento psicológico, o medo do desconhecido, a certeza de um vazio que jamais tem fim.

Outro dia eu fui até os confins do universo, foi um passeio maravilhoso, não tem como explicar, o eixo giratório do universo consegue apagar toda a sensação da compreensão do que temos como real aqui na terra. Confesso que a viagem foi muito divertida, pois, tudo no universo não se repete é sempre o nascimento de um novo mundo - me senti a pessoa mais feliz do mundo, eu pensava que aquele passeio era um presente único, que eu tinha sido o escolhido para contemplar e apreciar o universo como um todo. Na verdade, quando eu já tinha atravessado boa parte do universo, por um impulso, que não sei explicar o porquê - pedi para o meu guia parar a nave - por alguns instantes, o que fui atendido prontamente. Parei e entendi o motivo de minha solicitação, é que, no meu íntimo, o meu referencial é o planeta terra, e eu queria ver a minha querida e amada terra.

Levei um susto muito grande, procurei a terra, pedi a meu guia uma luneta, girei a luneta em todos os sentidos e nada de terra. Quando eu vi que não tinha condição de ver a terra que se encontrava a anos luz de distância, entrei em desespero, depressão, crise de pânico, enfim, só me vinha à certeza de que eu estava perdido no universo; ou o contrário, o universo sem terra não é universo, presumo que se fosse outra pessoa que tivesse esta oportunidade teria continuado a viagem sem nenhum prejuízo para, se iria ter ou não um referencial para viver, ou dizer - eu sou um sem humano com terra, ou sem, para mim foi como uma fatalidade -se a terra não está presente, eu também não estou, diante deste raciocínio tolo, tive que retornar o planeta terra e deixar de contemplar todas as maravilhas do cosmo.

(*) Professor da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra – Aurora (CE).

(*) Colaborador blog Farias Brito

Defensoria Pública lança manual para o público feminino

A Defensoria Pública do Estado do Ceará (DPGE) demonstra o seu compromisso e a sua preocupação com a efetivação dos direitos humanos das mulheres. Na próxima quarta-feira, 25 de novembro, a Defensoria Pública, através do seu Núcleo de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, irá lançar na praça José de Alencar o manual voltado, exclusivamente, para o público feminino.

O Manual da Cidadania, edição Direitos Humanos das Mulheres é uma publicação da Defensoria Pública do Estado do Ceará em parceria com o Ministério da Justiça (Pronasci), que traz a proposta de esclarecer, de uma forma simples e objetiva, o que é violência doméstica e familiar, quais os tipos de violência, qual deve ser o procedimento da mulher que acaba de ser agredida, quem pode denunciar, o que diz a Lei Maria da Penha, como a Defensoria Pública do Estado pode ajudar essas mulheres, para onde recorrer nesses casos, enfim, uma série de informações que irá ajudar a nossa população num trabalho de conscientização, orientação e prevenção contra a violência doméstica e familiar.

Na quarta-feira, 25 de novembro, serão oferecidos múltiplos serviços na praça José de Alencar. Das 13h30 às 17h30, a população poderá retirar 1ª e 2ª via, do RG e CPF, contar com orientação e atendimento jurídico promovido pela própria Defensoria Pública, cadastrar no projeto Primeiro Passo, cortar o cabelo, fazer o teste de HIV, tirar dúvidas sobre as DSTs e câncer de mama. Estará presente a biblioteca volante da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará, a Unidade Móvel do SINE/IDT, o Corpo de Bombeiros realizando atividades recreativas e tirando dúvidas sobre primeiros socorros, entre outros serviços. O encerramento do evento será no jardim do Teatro José de Alencar, com uma apresentação do cordelista Tião Simpatia, a partir das 17h30. A entrada é gratuita.

A campanha não se restringirá apenas a capital. No dia 3 de dezembro, das 8h às 12h, a comunidade de Caucaia receberá o evento. Em seguida, será a vez do município de Juazeiro do Norte, no dia 10 de dezembro, lançar o manual.

Dia 25 de novembro

O dia 25 de novembro marca a luta pela erradicação da violência contra as mulheres e a garantia dos direitos humanos. Nesta data, no ano de 1991, foi iniciada a Campanha Mundial pelos Direitos Humanos das Mulheres, sob a coordenação do Centro de Liderança Global da Mulher, que propôs os 16 dias de Ativismo por conta da Violência contra as Mulheres, começando no dia 25 de novembro e encerrando no dia 10 de dezembro.

Ana Sílvia Magalhães
Assessora de Comunicação
Defensoria Pública do Estado do Ceará
(85) 3101.4372 / 8711.3130
imprensa@defensoria.ce.gov.br

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

BENEFÍCIO DO BOLSA FAMÍLA 55 mil bloqueados no Ceará

Os segurados devem procurar gestores do programa e regular a situação para desbloquear o benefício

Um total de 55.769 famílias cearenses inscritas no Bolsa Família tiveram o benefício bloqueado este mês. O motivo foi a falta de atualização cadastral, que deveria ter sido realizada até o dia 31 de outubro, conforme o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

Com a medida, o dinheiro do beneficiário, pago entre os dias 17 e 30 de cada mês, será depositado na Caixa Econômica Federal (CEF) e só poderá ser liberado depois que o cadastro for devidamente atualizado.

A coordenadora do Bolsa Família no Estado, Silvana Crispim, destaca que a ausência desta atualização está relacionada a dois fatores: um, ao próprio beneficiário que não se encaminhou às secretarias municipais para colocar seus dados em dia; o outro, à existência de um problema tecnológico no sistema informatizado do Governo Federal. "Em muitos dos casos, aparecem erros processuais quando os municípios enviam as informações para serem atualizadas na base nacional", esclarece.

Independente das razões que provocaram o bloqueio, a orientação é que os beneficiários procurem os gestores municipais do programa para solucionar a situação. Caso a atualização não seja efetuada até janeiro, o benefício será cancelado em definitivo.

A possibilidade de bloqueio está prevista em decreto presidencial publicado em março de 2008. O documento estabelece que a cada dois anos o governo faça uma atualização cadastral dos beneficiários do programa a fim de evitar que famílias que tenham tido aumentos salariais continuem recebendo o dinheiro do programa.

No País, 975.601 benefícios foram bloqueados. Os estados que registraram mais índices foram São Paulo (165 mil), Bahia (97 mil) e Minas (91 mil).

Para se tornar um beneficiário, é preciso que a família mantenha os filhos na escola, a agenda de saúde em dia e o cadastro atualizado, com informações como renda, endereço e escola dos filhos.

BENEFÍCIOS

975
mil benefícios foram bloqueados em todo o País. O motivo do bloqueio foi a falta de atualização cadastral, que deveria ter sido realizada até o dia 31 de outubro

165
MIL bolsas famílias foram bloqueadas no Estado de São Paulo, o estado que registrou maior índice, seguido de Bahia (97 mil) e Minas (91 mil), cada um deles

DELY SÁTIRO
ESPECIAL PARA NACIONAL
Fonte: www.diariodonordeste.com.br

terça-feira, 17 de novembro de 2009

O Poder do erro


Por Luiz Domingos de Luna

Errar é humano, com este bordão a sociedade vem nas curvas do espaço tempo construindo a sua civilização - pela linha espiritualizada, o erro entra no perdão, do perdão absolvição e assim a roda da vida continua, já na linguagem material, os erros precisam ser reparados, com penas e mais penas - o erro é corrigido, assim o pulsar vivo continua, porém o erro sempre presente na historia da humanidade.

O Brasil de hoje, depois de há muito, vem reconhecendo o poder do erro, já está sendo naturalizado no seio da sociedade brasileira que existem erros causados pelos comuns e pelos incomuns, o erro dos comuns ainda está sendo reparado com as mesmas técnicas estabelecidas pelas leis e pelo cumprimento do Estado Democrático de Direito, sem nenhum prejuízo para os que já estão conseguindo espaço para ser incomum, portando sem a obrigatoriedade de reparar os seus próprios, razão de serem incomuns, e, já, na naturalização de que os incomuns podem mudar o ritmo pulsativo da ética que era comum a todos.

Esta divisão do erro desprestigiado, como um anti valor para sociedade, portando sendo o causador ativo, de reparação é um modelo bastante arraigado no seio da sociedade, implantado desde o surgimento do homem na era cenozóica do período do pleistoceno aos dias atuais.

O Erro dos incomuns, que na verdade não chega a ter o privilegio de ser um erro de verdade, pois é totalmente diferente do conceito do erro, já devidamente registrado na história é um poder, onde uns poucos podem usar e se manter acima dos comuns é algo novo e que causa certo charme para os que podem ter esse privilegio.

O Grande problema é na verdade o tempo, pois os comuns de hoje poderão ser os incomuns do amanhã, ou em caso extremado, todos terem o foro privilegiado de ser um eterno incomum, podendo mostrar o seu erro como o troféu de seu poder, ou seu prestigio na sociedade, assim, teremos que escrever duas cartas de contrato social, uma para os comuns e outras para os incomuns.

O Problema nasce quando uma parcela significativa da sociedade pensar que não quer mais ser comum, portando o poder do erro está justamente em ser incomum, pois o erro comum pode não ter o poder do erro incomum.

(*)Professor da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra – Aurora – Ceará

CARAVANA MAIS ALIMENTOS REÚNE 1400 PESSOAS NA CIDADE DO CRATO

CARAVANA MAIS ALIMENTOS MARCA PRESENÇA NO CARIRI E ENVOLVE 42 MUNICÍPIOS DA REGIÃO.

Sucesso é a palavra que sintetiza tudo o que ocorreu, na manhã desta segunda-feira, 16, na cidade do Crato-CE, precisamente no Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcante. Trata-se do lançamento do Programa Mais Alimentos, que movimentou, aproximadamente, 1400 pessoas, dentre autoridades estaduais, federais, municipais, lideranças políticas, comunitárias, técnicos da Embrapa, gerentes dos escritórios da Ematerce, eextensionistas, sindicalistas,agricultores familiares e representantes de órgãos financeiros (Banco do Brasil e Banco do Nordeste) e de indústrias de Sao Paulo, Santa Catarina, Paraná. Representando o presidente da Ematerce, Engº Agrº José Maria Pimenta, o diretor técnico Engº Agrº Walmir Severo Magalhães.

O Mais Alimentos é um programa do Governo Federal, com apoio do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), da Secretaria da Agricultura Familiar (Saf) e do Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural (Dater), além do envolvimento do Governo do Ceará, através da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) e da EMATERCE, Embrapa, Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Bancos do Brasil e do Nordeste.

VOLUME DE NEGÓCIOS

Segundo o gerente regional/Cariri, da Ematerce, Engº Agrº Francisco Adonias Sobreira, toda a organização do evento ficou a cargo da Ematerce. Informou, ainda, que, o evento envolveu 42 municípios caririenses e do Centro-Sui. Destacou, também, que, em termos de negócios, no cômputo geral, ficaram acertados o financiamento de 54 tratores e a aprovação de 71 propostas, para compra de equipamentos agrícolas (irrigação, silagem etc) no valor total de R$ 5,6 milhões. Pelo Banco do Brasil( BB), houve o finananciamento de 13 tratores e aprovação de 20 propostas para aquisição de equipamentos agrícolas, no montante de R$ 1,1 milhão. Já o Banco do Nordeste (BNB) disponibilizou R$ 4,53 milhões, o que possibilita a compra de 41 tratores e a aprovação de 51 propostas para aquisição de equipamentos agrícolas.

Para o secretário Camilo Santana, titular da Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Ceará (SDA), é uma oportunidade ímpar para o pequeno produtor cearense. Saliente-se que a
estrutura da Caravana, em cada município, envolve 20 carretas, utilizadas para o transporte das máquinas e equipamentos, e mais de 150 profissionais para demonstração dos produtos, esclarecimentos de dúvidas sobre o melhor uso dos equipamentos e suas vantagens produtivas.

Na verdade, é um trabalho a ser feito em parceria com a Ematerce, prefeituras municipais, Banco do Brasil, Banco do Nordeste do Brasil (BNB), além das empresas de equipamentos agrícolas, de irrigação, armazenagem, câmaras frigorificas, microtratores e tratores. Haverá ainda o sorteio de diversos prêmios, dentre eles, um trator, que sorteados, entre os agricultores familiares, presentes em cada evento, nos cinco dias de caravana.

=========================================================================

ASSESSOR DE COMUNICAÇÃO E OUVIDOR

JORNALISTA ANTONIO JOSÉ DE OLIVEIRA - antoniojose@ematerce.ce.gov.br


domingo, 15 de novembro de 2009

Discípulo de Jesus é aquele que dá testemunho, afirma dom Eugênio Rixen

O presidente da Comissão Episcopal para Animação Bíblico-catequética da CNBB, dom Eugênio Rixen, afirmou que para ser discípulo de Jesus é preciso dar testemunho,“que fala mais que as pregações”. Ele citou os mártires como exemplo de discípulos missionários de Jesus Cristo e lembrou a missionária Dorothy Stang, assassinada em Anapu (PA), em 2005. “Ela não morreu por uma ideologia, mas por causa do evangelho”, justificou.


Dom Eugênio Rixen


Dom Eugênio foi um dos conferencistas da 8ª Assembleia Nacional dos Organismos do Povo de Deus, que reúne 150 pessoas de cinco organismos ligados à CNBB desde ontem no Centro de Pastoral Santa Fé, em São Paulo.

“Hoje há muita espiritualidade light. Está na moda acreditar em Jesus, que é um entre os outros e, muitas vezes de maneira mágica. É preciso voltar ao Jesus da história. Ele é uma pessoa concreta”, disse o bispo.

Uma das condições para seguir Jesus, segundo dom Eugênio, é carregar a cruz, como o próprio Jesus falou. “Não há cristianismo sem cruz. Ela faz parte do amor. Não procuramos a cruz, mas o amor nos faz carregar a cruz de tantos crucificados”, observou. Ainda de acordo com o bispo, não pode seguir o Cristo quem se envergonhar dele. “Ser cristão hoje é nadar na contra a corrente. Não devemos ter vergonha de ser diferentes por causa de Cristo”.

O bispo enumerou, ainda, outros compromissos que devem fazer parte da vida de quem é discípulo missionário de Jesus como “servir os pobres, não monopolizar Deus, ser fiel nas pequenas coisas, não escandalizar, arrancar o mal pela raiz, viver a fidelidade, ser como os pequenos e ser desapegado dos bens materiais”.

A Assembleia dos Organismos do Povo de Deus reflete, neste ano, o tema “Discípulos missionários”, inspirado no texto tirado do livro dos Atos dos Apóstolos “Sereis minhas testemunhas”. A reunião termina amanhã com missa presidida pelo secretário geral da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa.

Fontw: www.cnbb.org.br

sábado, 14 de novembro de 2009

Cuidado: animais na pista

Animais soltos em rodovias federais e estaduais oferecem riscos a motoristas no Ceará. Em BRs, uma pessoa morreu e 40 ficaram feridas após acidentes este ano. Já foram recolhidos, somente em 2009, 13.282 bichos nas pistas. Abandano de jumento é uma das principais causas.

RODOVIAS

Cuidado: animais na pista - 1Mais foram retirados das rodovias estaduais e federais do Ceará somente neste ano. A circulação dos bichos nas estradas preocupa os órgãos de fiscalização e segue causando acidentes e mortes. Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran) apontam que a maioria das apreensões é de jumentos. O professor Edilberto Reis, 41, lembra com detalhes de sua colisão com um jumento. Ele ensina História no Sertão Central e, há 10 anos, voltava de Piquet Carneiro para Quixadá, na Estrada do Algodão (CE-060). A viagem foi interrompida entre Quixeramobim e Senador Pompeu. "A estrada era muito ruim. E o motorista que vinha do outro lado estava com luz alta. Fiquei sem ver nada", recorda. O professor colidiu contra um jumento, mas saiu ileso. Outro condutor também não conseguiu desviar dos animais. De acordo com o comandante da Companhia de Policiamento Rodoviário (CPRv), tenente-coronel Werisleik Matias, a Estrada do Algodão é a rodovia estadual com maior fluxo de animais na pista. Segundo ele, o pior trecho é compreendido entre Quixadá e Iguatu. A apreensão de animais em rodovias estaduais é função do Detran. O órgão informa que, somente este ano, já foram recolhidos 10.508 bichos. Segundo o coordenador da Supervisão de Regionais do Detran, João Carlos Costa, 95são jumentos. O Detran não possui dados específicos sobre acidentes causados por animais em estradas. A malha viária das rodovias estaduais é de cerca de 10 mil quilômetros. Já nos 1,8 mil quilômetros de estradas federais a retirada compete à PRF. A corporação detalha que, em 2009, já houve o recolhimento de 2.774 animais. De acordo com o chefe do Núcleo de Comunicação, inspetor Darlan Antares, foram registrados 101 acidentes, com 40 pessoas feridas e uma morte. João Carlos e Werisleik explicam que, geralmente, os jumentos são soltos pelos donos como forma de abandono. "São animais debilitados, com pernas quebradas, bicheiras. Não tem quem queira o jumento", afirma João Carlos. Os bichos recolhidos são levados a uma fazenda do Detran, em Santa Quitéria, na região Norte. O prazo para o dono resgatar o animal na fazenda é de 10 dias. Mas, segundo João Carlos Costa, é raro um proprietário de jumento buscálo. Somente bichos de maior valor, como bovinos e caprinos, são resgatados.

5 MIL JUMENTOS ESTÃO CONFINADOS

A apreensão de animais é feita por caminhões adaptados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). São 14 veículos fazendo rotas em busca de bichos soltos. Os animais apreendidos pelo Detran permanecem em um dos 12 postos regionais do órgão por 10 dias, à espera do dono. Em seguida, o bicho é levado a uma fazenda, em Santa Quitéria. Já os animais recolhidos pela PRF são conduzidos diretamente à fazenda e podem ser resgatados em 10 dias. De acordo com o coordenador da Supervisão de Regionais do Detran, João Carlos Costa, os animais de carne comestível, como bovinos e caprinos, são doados a instituições se não forem resgatados. Este ano, 705 animais foram doados a diversas instituições. Já os cavalos podem ser entregues a associações de agricultura. Os jumentos, porém, quase nunca são resgatados. Há cerca de cinco mil jumentos hoje confinados na fazenda. (DL).

Cuidado: animais na pista - 2

ÚLTIMO ACIDENTE FATAL OCORREU ONTEM

A Companhia de Policiamento Rodoviário (CPRv) registrou na madrugada de ontem mais um acidente fatal, por causa de animais na pista. O caso ocorreu no distrito de Cangati, em Mombaça, no Sertão Cearense, a 293 quilômetros de Fortaleza. Segundo a Polícia, o condutor da moto, de 50 anos, não conseguiu evitar o choque, depois que um jumento invadiu o trecho da pista da CE-060, a dois quilômetros da sede do município. A doméstica Francisca Otaciano Domingos de Souza, 25, que viajava na garupa da moto, sofreu traumatismo craniano e morreu no local. Segundo equipe do hospital municipal, o condutor não corre risco de morte. O professor Fábio Aarão, do Instituto de Física da Universidade Federal Fluminense (UFF), explica as formas de como um acidente entre veículo e animal pode se dar. Segundo o professor, há duas possibilidades, em caso de carro, que é mais comum: o animal ser arremessado para frente ou ficar grudado na parte dianteira do veículo. Fábio detalha que, geralmente, a colisão entre um carro e um jumento acerta o animal à altura das patas. O impacto faz com que o bicho seja levantado, em forma de rotação. Em seguida, como o veículo continua em movimento, o animal pode colidir contra a parte da frente, como o para-brisa, ou passar por cima do teto. As consequências do acidente, a rigor, são imprevisíveis.

Cuidado: animais na pista - 3

ATENÇÃO

De acordo com o chefe do Núcleo de Comunicação da Polícia Rodoviaŕia Federal (PRF), inspetor Darlan Antares, a maioria dos acidentes acontece à noite. Ele explica que o fato é causado pelo orvalho vagetação, que causa frio aos animais e os faz se refugiarem na estrada.

O comandante da Companhia de Policiamento Rodoviário (CPRv), tenente-coronel Werisleik Matias, explica que o pior período é entre 17 e 19 horas. Ele recomenda que os motoristas trafeguem em velocidade moderada, com atenção redobrada à frente da rodovia, principalmente nos trachos listados com críticos de animais.

SAIBA MAIS

Os animais apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) são levados diretamente para a fazenda do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), em Santa Quitéria.

Já os bichos recolhidos pelo Detran permanecem no posto regional do órgão por até 10 dias, a espera do dono. Há 12 postos espalhados por todo o Ceará. Em seguida, o animal é levado à fazenda e pode ser resgatado em mais 10 dias.

A multa para resgatar o animal é de R$ 111. Por cada dia de permanência do bicho na fazenda é cobrada uma taxa de R$ 22.

O resgate também é condicionado à assinatura de um termo de responsabilidade por parte do proprietário, também é necessário ao dono comprovar a propriedade do animal por meio de testemunhas.

Segundo o Detran, os animais são acompanhados por veterinários e não podem ser sacrificados. A fazenda é de 500 hectares e possui quatro açudes.

[12/11/2009] - Fonte: Jornal O Povo/Fortaleza

Cuidado: animais na pista

Animais soltos em rodovias federais e estaduais oferecem riscos a motoristas no Ceará. Em BRs, uma pessoa morreu e 40 ficaram feridas após acidentes este ano. Já foram recolhidos, somente em 2009, 13.282 bichos nas pistas. Abandano de jumento é uma das principais causas.

RODOVIAS

Cuidado: animais na pista - 1Mais foram retirados das rodovias estaduais e federais do Ceará somente neste ano. A circulação dos bichos nas estradas preocupa os órgãos de fiscalização e segue causando acidentes e mortes. Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran) apontam que a maioria das apreensões é de jumentos. O professor Edilberto Reis, 41, lembra com detalhes de sua colisão com um jumento. Ele ensina História no Sertão Central e, há 10 anos, voltava de Piquet Carneiro para Quixadá, na Estrada do Algodão (CE-060). A viagem foi interrompida entre Quixeramobim e Senador Pompeu. "A estrada era muito ruim. E o motorista que vinha do outro lado estava com luz alta. Fiquei sem ver nada", recorda. O professor colidiu contra um jumento, mas saiu ileso. Outro condutor também não conseguiu desviar dos animais. De acordo com o comandante da Companhia de Policiamento Rodoviário (CPRv), tenente-coronel Werisleik Matias, a Estrada do Algodão é a rodovia estadual com maior fluxo de animais na pista. Segundo ele, o pior trecho é compreendido entre Quixadá e Iguatu. A apreensão de animais em rodovias estaduais é função do Detran. O órgão informa que, somente este ano, já foram recolhidos 10.508 bichos. Segundo o coordenador da Supervisão de Regionais do Detran, João Carlos Costa, 95são jumentos. O Detran não possui dados específicos sobre acidentes causados por animais em estradas. A malha viária das rodovias estaduais é de cerca de 10 mil quilômetros. Já nos 1,8 mil quilômetros de estradas federais a retirada compete à PRF. A corporação detalha que, em 2009, já houve o recolhimento de 2.774 animais. De acordo com o chefe do Núcleo de Comunicação, inspetor Darlan Antares, foram registrados 101 acidentes, com 40 pessoas feridas e uma morte. João Carlos e Werisleik explicam que, geralmente, os jumentos são soltos pelos donos como forma de abandono. "São animais debilitados, com pernas quebradas, bicheiras. Não tem quem queira o jumento", afirma João Carlos. Os bichos recolhidos são levados a uma fazenda do Detran, em Santa Quitéria, na região Norte. O prazo para o dono resgatar o animal na fazenda é de 10 dias. Mas, segundo João Carlos Costa, é raro um proprietário de jumento buscálo. Somente bichos de maior valor, como bovinos e caprinos, são resgatados.

5 MIL JUMENTOS ESTÃO CONFINADOS

A apreensão de animais é feita por caminhões adaptados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). São 14 veículos fazendo rotas em busca de bichos soltos. Os animais apreendidos pelo Detran permanecem em um dos 12 postos regionais do órgão por 10 dias, à espera do dono. Em seguida, o bicho é levado a uma fazenda, em Santa Quitéria. Já os animais recolhidos pela PRF são conduzidos diretamente à fazenda e podem ser resgatados em 10 dias. De acordo com o coordenador da Supervisão de Regionais do Detran, João Carlos Costa, os animais de carne comestível, como bovinos e caprinos, são doados a instituições se não forem resgatados. Este ano, 705 animais foram doados a diversas instituições. Já os cavalos podem ser entregues a associações de agricultura. Os jumentos, porém, quase nunca são resgatados. Há cerca de cinco mil jumentos hoje confinados na fazenda. (DL).

Cuidado: animais na pista - 2

ÚLTIMO ACIDENTE FATAL OCORREU ONTEM

A Companhia de Policiamento Rodoviário (CPRv) registrou na madrugada de ontem mais um acidente fatal, por causa de animais na pista. O caso ocorreu no distrito de Cangati, em Mombaça, no Sertão Cearense, a 293 quilômetros de Fortaleza. Segundo a Polícia, o condutor da moto, de 50 anos, não conseguiu evitar o choque, depois que um jumento invadiu o trecho da pista da CE-060, a dois quilômetros da sede do município. A doméstica Francisca Otaciano Domingos de Souza, 25, que viajava na garupa da moto, sofreu traumatismo craniano e morreu no local. Segundo equipe do hospital municipal, o condutor não corre risco de morte. O professor Fábio Aarão, do Instituto de Física da Universidade Federal Fluminense (UFF), explica as formas de como um acidente entre veículo e animal pode se dar. Segundo o professor, há duas possibilidades, em caso de carro, que é mais comum: o animal ser arremessado para frente ou ficar grudado na parte dianteira do veículo. Fábio detalha que, geralmente, a colisão entre um carro e um jumento acerta o animal à altura das patas. O impacto faz com que o bicho seja levantado, em forma de rotação. Em seguida, como o veículo continua em movimento, o animal pode colidir contra a parte da frente, como o para-brisa, ou passar por cima do teto. As consequências do acidente, a rigor, são imprevisíveis.

Cuidado: animais na pista - 3

ATENÇÃO

De acordo com o chefe do Núcleo de Comunicação da Polícia Rodoviaŕia Federal (PRF), inspetor Darlan Antares, a maioria dos acidentes acontece à noite. Ele explica que o fato é causado pelo orvalho vagetação, que causa frio aos animais e os faz se refugiarem na estrada.

O comandante da Companhia de Policiamento Rodoviário (CPRv), tenente-coronel Werisleik Matias, explica que o pior período é entre 17 e 19 horas. Ele recomenda que os motoristas trafeguem em velocidade moderada, com atenção redobrada à frente da rodovia, principalmente nos trachos listados com críticos de animais.

SAIBA MAIS

Os animais apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) são levados diretamente para a fazenda do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), em Santa Quitéria.

Já os bichos recolhidos pelo Detran permanecem no posto regional do órgão por até 10 dias, a espera do dono. Há 12 postos espalhados por todo o Ceará. Em seguida, o animal é levado à fazenda e pode ser resgatado em mais 10 dias.

A multa para resgatar o animal é de R$ 111. Por cada dia de permanência do bicho na fazenda é cobrada uma taxa de R$ 22.

O resgate também é condicionado à assinatura de um termo de responsabilidade por parte do proprietário, também é necessário ao dono comprovar a propriedade do animal por meio de testemunhas.

Segundo o Detran, os animais são acompanhados por veterinários e não podem ser sacrificados. A fazenda é de 500 hectares e possui quatro açudes.

[12/11/2009] - Fonte: Jornal O Povo/Fortaleza

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Comissão aprova incentivo para agricultor que evitar desmatamento

Diógenes Santos
Celso Maldaner: parecer favorável ao mecanismo de redução de emissões.

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural aprovou na quarta-feira (11) o Projeto de Lei 5586/09, do deputado Lupércio Ramos (PMDB-AM), que cria a Redução Certificada de Emissões do Desmatamento e da Degradação (RCEDD). Trata-se de mecanismo para recompensar os proprietários rurais que evitarem o desmatamento e reduzirem as emissões de carbono. A remuneração será por meio de créditos de carbono negociados em mercado.

Para receber a RCEDD, o proprietário rural deverá apresentar ao Poder Executivo projeto detalhado sobre a área preservada. A RCEDD será um título de valor mobiliário, representativo de uma unidade padrão de gases de efeito estufa em área de preservação florestal. Após emitida, será negociada na bolsa de valores ou de mercado futuro.

Para Lupércio Ramos, a RCEDD tem potencial para mitigar as emissões de gases de efeito estufa a custos baixos e, ao mesmo tempo, gerar financiamento para conservar as florestas tropicais.

O relator do projeto na comissão, deputado Celso Maldaner (PMDB-SC), destacou que o mecanismo de redução de emissões vem assumindo importância nas discussões da Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima. Ele lembrou que esse debate vai definir o acordo que sucederá o Protocolo de Quioto.

A comissão aprovou uma emenda do relator que faz referência, no projeto, à legislação sobre registros públicos.

Críticas ao projeto
O deputado Anselmo de Jesus (PT-RO) criticou o fato de a proposta prever o cancelamento da RCEDD por solicitação do proprietário rural, que é o autor do projeto; ou por decisão do órgão federal responsável, se for constatada irregularidade nas informações sobre a área de preservação.

"É o mesmo que emitir um cheque e depois dar contraordem para sustá-lo. Tal medida cria insegurança de mercado, inviabilizando o mecanismo de RCEDD", defendeu.

Essa regra, no entanto, foi mantida no projeto.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado pelas comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:
- PL-5586/2009


Agência Câmara
Tel. (61) 3216.1851/3216.1852
Fax. (61) 3216.1856
E-mail:agencia@camara.gov.br

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Caravana Mais Alimentos percorrerá o Ceará


O objetivo é potencializar o acesso do produtor familiar à linha de crédito do Mais Alimentos.

Começa na próxima segunda-feira(16), a Caravana Mais Alimentos. Durante toda a semana, os agricultores familiares de cinco regiões cearenses receberão a Feira Itinerante Tecnológica do Programa Mais Alimentos. Promovida pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e pela Secretaria do Desenvolvimento Agrário(SDA), a Caravana percorrerá até sexta-feira(20), as cidades do Crato, Quixeramobim, Limoeiro do Norte, Baturité e Sobral, respectivamente. O objetivo é potencializar o acesso do produtor familiar à linha de crédito do Mais Alimentos, que financia projetos de até R$ 100 mil, com prazo de pagamento de até dez anos, carência de até três anos e juro de 2% ao ano.

Cerca de cinco mil produtores familiares deverão participar da maratona, que contará com a participação do secretário do Desenvolvimento Agrário, Camilo Santana, e de representes do MDA. As localidades escolhidas são municípios-pólo, referência em atividades produtivas da agropecuária. Em cada cidade, serão expostos tratores, máquinas e equipamentos agrícolas de empresas parceiras do Programa. Os agricultores também terão acesso direto às instituições financeiras que disponibilizarão facilidades na contratação de linhas de crédito do Mais Alimentos. “Uma grande oportunidade para o pequeno produtor cearense”, ressalta o Secretário.

A estrutura da Caravana em cada município envolverá 20 carretas, utilizadas para o transporte das máquinas e equipamentos, e mais de 150 profissionais para demonstração dos produtos, esclarecimentos de dúvidas sobre o melhor uso dos equipamentos e suas vantagens produtivas. Um trabalho que será feito em parceria com a Ematerce, prefeituras municipais, Banco do Brasil, Banco do Nordeste do Brasil(BNB), além das empresas de equipamentos agrícolas, de irrigação, armazenagem, câmaras frigoríficas, microtratores e tratores.

Haverá ainda o sorteio de diversos prêmios, dentre eles um trator. Os brindes serão sorteados entre os agricultores familiares presentes em cada evento nos cinco dias de caravana. Confira abaixo, os locais onde será realizada cada Feira.

Crato(16/11) – Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcanti

Quixeramobim(17/11) – Praça Nossa Senhora de Fátima

Limoeiro do Norte(18/11) – Largo da Rodoviária

Baturité(19/11) – Praça Padre Andrade

Sobral (20/11) – Parque de Exposições

Assessoria de Comunicação da SDA

Jully Gomes(85) 3101.8058/9924.6127A

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Semace apreende carga ilegal de carvão no Cariri



Mais uma vez, a exploração de produtos e subprodutos da flora, realizado de forma ilegal, foram detectados numa ação fiscalizatória conjunta entre o escritório regional da Semace no Cariri e o 2º Pelotão da Companhia de Polícia Militar Ambiental (CPMA), com a apreensão de um total de 107 sacos de carvão, sendo 21 no município de Caririaçú e outros 86 no município de Juazeiro do Norte, no último dia 04.

Em ambos casos a irregularidade foi constatada pela ausência de qualquer autorização para exercer a atividade e nem Documento de Origem Florestal (DOF) do carvão. A equipe técnica da Semace lavraram os Autos de Constatações e dirigiram-se juntamente com os autuados à Delegacia de Policia Civil para abertura do Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), com base na Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998.

E no dia seguinte a Semace apreendeu no município de Acopiara, 30 sacos de carvão em um depósito clandestino destinado à comercialização do produto. O responsável foi autuado e o processo será encaminhado à Procuradoria Jurídica (ProJur) da Semace para a adoção das penalidades previstas na legislação ambiental vigente.

Todo o carvão apreendido foi recolhido para o pátio de apreensões da Unidade Regional da Semace no Cariri e será destinado à doações previstas na Seção VI do Decreto Federal nº 6.514 de 22 de julho de 2008.

Daniel Herculano – Ascom Semace

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

XIV Semana Universitária debate Universidade, Estado e Sociedade

Universidade, Estado e Sociedade" é o tema da XIV Semana Universitária da Universidade Estadual do Ceará (UECE), que está sendo realizado realizada até o próximo dia 13. O deputado estadual, Roberto Cláudio Bezerra, presidente da Comissão de Ciências e Tecnologia da Assembléia Legislativa do Estado do Ceará, fará a conferência de abertura do evento. A solenidade de abertura terá inicio às 9 horas desta segunda-feira (9), no Auditório Central, no Campus do Itaperi. O Reitor da Uece, Prof. Francisco de Assis Moura Araripe, preside a solenidade de abertura da Semana.

Ao longo de cinco dias, alunos e professores, tanto da Uece como de outras universidades e faculdades participam de mesas redondas, oficinas, painéis, mini-cursos, debates, exposições fotográficas e literárias e mais uma série de outras atividades. Na quinta-feira, 12 de novembro, serão lançados coletivamente mais de 25 livros, todos editados pela EdUECE (editora da Uece), segundo informa a coordenadora da Editora, Profa. Liduína Farias Almeida da Costa, que os autores são professores pesquisadores da UECE. Na mesma tarde, será lançado o selo memória da Universidade Estadual do Ceará.

Segundo o coordenador geral da semana, vice-reitor da Uece, Prof. Antônio de Oliveira Gomes Neto, disse que a comunidade acadêmica conta com uma semana dedicada ao conhecimento científico, com uma mostra da produção qualitativa dos professores pesquisadores e dos alunos. O prof. Gomes enfatizou que a cada ano o número de trabalhos apresentados cresce.

A XIV Semana Universitária tem como objetivo despertar o espírito científico, bem como estimular a capacidade de pesquisa e de participação de professores e alunos da Uece e demais universidades, alunos da Rede Pública, além do sistema produtivo como um todo, em eventos dessa natureza. A programação da XIV Semana Universitária conta com 13 eventos: XVIII Encontro de Iniciação Científica, XV Encontro de Pesquisadores, XIII Encontro de Monitoria e Iniciação a Docência, XI Encontro de Grupos PET, XI Encontro de Iniciação Artística, V Encontro Universidade/, VIII Encontro de Comitês de Ética em Pesquisa e Biossegurança, I Encontro de Biblioteca e do Livro, Mostra da Editora da Uece, Mostra da Graduação, Mostra da Extensão, Semana Franco-Brasileira de Educação Superior, Mostra de Política Estudantil.

A conferência de encerramento do encontro acontecerá no dia 13 de novembro, na qual será proferida pelo Professor Pesquisador, Carlos Guilherme Mota, da Universidade Presbiteriana Mackenzie e da Universidade de São Paulo (USP), que versará sobre o tema "Problemas do Pensamento Político no Brasil". Em seguida haverá entrega da premiação dos melhores trabalhos apresentados pelos professores e alunos, que serão agraciados com menção honrosa. Os primeiros e segundos colocados receberão ainda como prêmio R$ 600,00 e R$ 300,00. Estão inscritos 2.505 trabalhos científicos, nas seguintes áreas de conhecimento: Ciências Agrárias; Ciências Biológicas; Ciências da Saúde; Ciências Exatas e da Terra; Ciências Humanas; Ciências Sociais Aplicadas; e Lingüística, Letras e Artes. Este é maior evento científico que Uece promove anualmente. A Semana Universitária foi criada em 1996.

Assessoria de Imprensa da Uece.
Fátima Serpa, (mfserpa@uece.br) 85 3101.9605

domingo, 8 de novembro de 2009

O TEMPO NÃO PARA

Velho profeta


Na cidadezinha onde eu cresci, as crianças brincavam nas calçadas, corriam nos jardins das pequenas praças. As nuvens brincavam de pique- esconde com o sol, o céu era mais azul e tinha mais estrelas.
A lua rainha da noite reinava absoluta como se abraçasse cada colina, enquanto o velho relógio da coluna no centro da cidade não contava os minutos, mas meditava cada segundo, entristecido, prevendo o futuro onde tudo aquilo ficaria no esquecimento, como um retrato velho em preto e branco, desbotado pelo tempo que as imagens só tomam vida e cores nas lembranças de quem foge do presente, com medo do futuro, volta ao passado para ser feliz.
E o velho relógio de hora em hora, com suas badaladas anunciava como os profetas anunciavam a vinda de Cristo, que o tempo estava próximo, até que chegou.
E hoje, muitos dizem que gostaria de viajar para, New Yorque, Londres, Madri, Tókio etc. enquanto eu gostaria de voltar à cidade onde vivi, para correr pelas ruas, por cada beco, tomar banho no Carius, jogar bola no campo, e depois deitar em baixo do velho pé de cajá, sem camisa de braços abertos, sentido o vento.
Oh meu Deus, e não posso, ela não existe mais, o progresso a destruiu. Só o velho relógio continua na velha coluna, profetizando para as próximas gerações, sabe-se lá, Deus o que.



Francis Gomes