sexta-feira, 20 de novembro de 2009

BENEFÍCIO DO BOLSA FAMÍLA 55 mil bloqueados no Ceará

Os segurados devem procurar gestores do programa e regular a situação para desbloquear o benefício

Um total de 55.769 famílias cearenses inscritas no Bolsa Família tiveram o benefício bloqueado este mês. O motivo foi a falta de atualização cadastral, que deveria ter sido realizada até o dia 31 de outubro, conforme o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

Com a medida, o dinheiro do beneficiário, pago entre os dias 17 e 30 de cada mês, será depositado na Caixa Econômica Federal (CEF) e só poderá ser liberado depois que o cadastro for devidamente atualizado.

A coordenadora do Bolsa Família no Estado, Silvana Crispim, destaca que a ausência desta atualização está relacionada a dois fatores: um, ao próprio beneficiário que não se encaminhou às secretarias municipais para colocar seus dados em dia; o outro, à existência de um problema tecnológico no sistema informatizado do Governo Federal. "Em muitos dos casos, aparecem erros processuais quando os municípios enviam as informações para serem atualizadas na base nacional", esclarece.

Independente das razões que provocaram o bloqueio, a orientação é que os beneficiários procurem os gestores municipais do programa para solucionar a situação. Caso a atualização não seja efetuada até janeiro, o benefício será cancelado em definitivo.

A possibilidade de bloqueio está prevista em decreto presidencial publicado em março de 2008. O documento estabelece que a cada dois anos o governo faça uma atualização cadastral dos beneficiários do programa a fim de evitar que famílias que tenham tido aumentos salariais continuem recebendo o dinheiro do programa.

No País, 975.601 benefícios foram bloqueados. Os estados que registraram mais índices foram São Paulo (165 mil), Bahia (97 mil) e Minas (91 mil).

Para se tornar um beneficiário, é preciso que a família mantenha os filhos na escola, a agenda de saúde em dia e o cadastro atualizado, com informações como renda, endereço e escola dos filhos.

BENEFÍCIOS

975
mil benefícios foram bloqueados em todo o País. O motivo do bloqueio foi a falta de atualização cadastral, que deveria ter sido realizada até o dia 31 de outubro

165
MIL bolsas famílias foram bloqueadas no Estado de São Paulo, o estado que registrou maior índice, seguido de Bahia (97 mil) e Minas (91 mil), cada um deles

DELY SÁTIRO
ESPECIAL PARA NACIONAL
Fonte: www.diariodonordeste.com.br
Postar um comentário