domingo, 26 de setembro de 2010

Bíblia: Palavra de Deus

A Bíblia é a Palavra de Deus. Ela existe para “ensinar, refutar, corrigir e educar na justiça” (2 Tm 3,16). Pelo batismo todos recebemos a missão de anunciar a Palavra e testemunhá-la.

Ao chegar o Dia da Bíblia, convido-vos a refletirmos sobre o dever e a missão de evangelizar, ou seja, a missão de anunciar a Boa Notícia de Jesus Cristo.

No dizer da Conferência de Aparecida, cabe-nos comunicar a “alegria de ser discípulos missionários para anunciar o Evangelho de Jesus Cristo”. Não temos outro tesouro a não ser esse. Não temos outra felicidade nem prioridade senão a de sermos instrumentos do Espírito Santo na Igreja, para que Jesus Cristo seja encontrado, seguido, amado, anunciado e comunicado a todos, não obstante as dificuldades e resistências. Este é o melhor serviço – o seu serviço – que a Igreja deve oferecer às pessoas e às nações. Portanto, nossa missão é tornar possível às pessoas do nosso tempo o encontro com Deus, que nos fala e comunica seu amor. O Documento de Aparecida diz: “Conhecer a Jesus Cristo pela fé é nossa alegria; segui-lo é uma graça; transmitir este tesouro aos demais é uma tarefa que o Senhor nos confiou ao nos chamar e nos escolher”.

Neste mês da Bíblia somos convidados a renovar nosso compromisso com a Palavra de Deus. Se é verdade que Ela é lâmpada para os nossos pés e luz para o nosso caminho, é preciso primeiro ouvi-la, e depois acolhê-la para que penetre, anime e ilumine todo o nosso ser, pois é a Palavra que ilumina nossa vida diária e nos indica o caminho para nos encontrarmos com Deus. Não a Palavra gritada com ameaças ou manipulada para fins pessoais, mas a Palavra que se ouve “com os ouvidos do coração” no próprio dizer da Bíblia. Ou seja, a Palavra que fala dentro da gente e é capaz de transformar nosso modo de ser e viver. É assim que aconteceu com Zaqueu, quando Jesus lhe dirigiu a Palavra e ele se converteu (Lc 19, 1-10). É assim que aconteceu com Bartimeu, como nos fala a liturgia deste domingo, quando Jesus, com sua palavra, o recolocou no caminho (Lc 18, 35-43).

Parabenizo a todos os anunciadores e ministros da Palavra de Deus, e os convido a renovarem seus propósitos de servirem generosa e fielmente a Igreja, sendo discípulos e missionários do Senhor. Em especial lembro aos presbíteros a recomendação do rito da ordenação sobre a missão de ensinar: “Transmite a todos a Palavra de Deus, que recebeste com alegria. Meditando na Lei do Senhor, procura crer no que leres, ensinar o que creres, praticar o que ensinares. Seja, portanto, a tua pregação alimento para o Povo de Deus e a tua vida estímulo para os fiéis, de modo a edificares a casa de Deus, isto é, a Igreja, pela palavra e pelo exemplo”.

Jesus diz: “Quem me ama guarda a minha Palavra!”

Dom Canísio Klaus/CNBB
Postar um comentário