sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Santa Teresinha do Menino Jesus



"Não quero ser Santa pela metade, escolho tudo".
Neste dia 01 de Outubro, data que é comemorada o dia de SANTA TERESINHA, padroeira de uma das Capelas da paróquia de Nossa Senhora da Conceição (VILA LAMAJU), publicamos neste blog a Biografia:
Santa Teresinha do Menino Jesus nasceu em Alençon (França), no dia 2 de janeiro de 1873, sendo batizada dois dias depois na igreja de Notre-Dame com o nome de Marie Françoise Thérèse. Seu pai, Louis Martin, relojoeiro e joalheiro, que aos 20 anos tentara ser monge da Ordem de São Bernardo, está perto dos 50 anos quando nasce sua nona filha. Sua mãe, Zélie Martin, famosa bordadeira do conhecido "ponto de Alençon", gera Teresa aos 41 anos. Vítima de câncer, essa piedosa mulher falece no dia 28 de agosto de 1877.

Aos três anos, a pequena Teresa já está decidida a não recusar nada ao Bom Deus. Louis Martin transfere-se com as cinco filhas para a cidade de Lisieux, por sugestão do cunhado, Senhor Guérin. Os outros irmãos morreram ainda pequenos. Aí, cercada pelo carinho do pai que chama sua caçula de "minha rainha" e pela ternura das irmãs, Teresa recebe uma formação exigente e cheia de piedade. Suas irmãs se chamam Maria, Paulina, Leônia e Celina.

Na festa de Pentecostes de 1883, ela é milagrosamente curada de uma enfermidade através de um sorriso que lhe oferece a Virgem Maria. Educada pelas monjas beneditinas, até outubro de 1885, completa seus estudos em casa sob a orientação de Madame Papineau. Fez a primeira comunhão em 8 de maio de 1884, depois de uma intensa preparação. Este grande dia marca a "fusão" de Teresinha com Jesus.

No dia 14 de junho do mesmo ano recebe o sacramento da Crisma, muito consciente dos dons que lhe são implantados no coração. No Natal de 1886 vive uma profunda experiência espiritual, uma virada decisiva em sua vida, que ela chama de conversão: aos 13 anos, a menina chorosa e caprichosa, conforme seu próprio testemunho abandona os cueiros da infância. Supera a fragilidade emotiva conseqüente da perda da mãe e inicia uma corrida de gigante no caminho da perfeição.

Põe-se a pensar seriamente em abraçar a vida religiosa como monja carmelita, a exemplo de suas irmãs Maria e Paulina, no Carmelo de Lisieux, mas é impedida em seu sonho devido à pouca idade. Por ocasião de uma peregrinação à Itália, depois de visitar Loreto e alguns pontos de Roma, numa audiência concedida pelo Papa Leão XIII a um grupo de peregrinos de Lisieux, no dia 20 de novembro de 1887, audaciosamente ela suplica ao Santo Padre a permissão para ingressar no Carmelo aos 15 anos de idade.

No dia 9 de abril de 1888, após muitas dificuldades, consegue realizar seu sonho e é aceita na clausura do Carmelo. Recebe o hábito da Ordem da Virgem no dia 10 de janeiro do ano seguinte. Emite seus votos religiosos no dia 8 de setembro de 1890, festa da Natividade da Virgem Maria. Inicia no Carmelo o caminho da perfeição traçado pela Madre Fundadora, Santa Teresa de Jesus, cumprindo com fervor e fidelidade os ofícios que lhe são confiados.

Começa sua escalada na montanha do amor, descobrindo o amor e a misericórdia de Deus como os maiores tesouros de sua vida. Encontra o Pequeno Caminho, a essência de sua espiritualidade, via de total abandono e entrega nas mãos de Deus. Em 1893 é nomeada auxiliar de Madre Gonzaga na formação das noviças. Em 27 de setembro de 1894, um grande golpe açoita o coração: falece seu pai, seu Rei.

Em 1895, por obediência, começa a escrever suas memórias que serão publicadas, após sua morte, com o título História de uma Alma. Este livro será responsável pela divulgação da vida e espiritualidade de Santa Teresinha no mundo inteiro, sendo traduzido em 58 línguas.

No dia 9 de junho de 1895, na festa da Santíssima Trindade, oferece-se vítima de holocausto ao Amor Misericordioso de Deus. Em 3 de abril do ano seguinte, na noite entre a Quinta-feira e a Sexta-Feira Santa, tem uma primeira manifestação da doença que a levará à morte. Teresa não se rebela.

Acolhe sua enfermidade como a misteriosa visita do Esposo Divino. Serão 27 meses de terrível martírio. Começa uma prova de fé, mas manter-se-á firme até o fim, sem jamais rebelar-se. Tudo aceita com paciência e amor. Chega a dizer que jamais pensou que fosse capaz de sofrer tanto.

Tendo piorado a sua saúde, em 8 de julho de 1897 é conduzida à enfermaria do Carmelo. Suas irmãs e as outras monjas, no afã de não perder nenhuma de suas palavras, anotam tudo que ela diz entre dores atrozes e gemidos. Pouco antes de morrer, sem o menor consolo, exclamou:
Não me arrependo de haver-me entregue ao amor.

Às 19 horas do dia 30 de setembro de 1897 fixou os olhos no crucifixo e exclamou: Meu Deus, eu Te amo. Depois de um êxtase que teve a duração de um Credo, expirou. Obscura e anônima, parte para os braços do Pai a humilde carmelita que um dia será chamada a maior Santa dos tempos modernos.

O Papa Pio XI a canonizou no dia 17 de maio de 1925. No dia 9 de junho de 1897 havia prometido fazer cair uma chuva de rosas sobre o mundo. No dia 17 de julho explicara melhor em que consistiria esta chuva:

Eu quero passar o meu céu fazendo o bem sobre a terra.

No dia 1º de agosto havia profetizado:

Ah, eu sei que o mundo inteiro me amará.

De fato, inúmeros prodígios são atribuídos à sua intercessão. A leitura e meditação de História de uma Alma vem causando incontáveis conversões. Sua mensagem pode ser resumida em quatro pontos:

1. sigamos o caminho da simplicidade;
2. entreguemo-nos com todo nosso ser ao amor;
3. em tudo busquemos fazer cumprir a vontade de Deus;
4. e que o zelo pela salvação das pessoas devore nossos corações.

Novena das Rosas
[Santa Teresinha do Menino Jesus]

Esta novena pode ser começada em qualquer dia do mês;

0RAÇÃO - "Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, eu Vos agradeço todos os favores, todas as graças com que enriquecestes a alma de Vossa serva Santa Terezinha do Menino Jesus, durante os 24 anos que passou na terra e, pelos méritos de tão querida Santinha, concedei-me a graça que ardentemente Vos peço (faça o pedido da graça que deseja) - se for conforme a Vossa Santíssima vontade e para salvação de minha alma. Ajudai minha fé e minha esperança, ó Santa Teresinha, cumprindo mais uma vez sua promessa de que ninguém Vos invocaria em vão, fazendo-me ganhar uma rosa, sinal de que alcançarei a graça pedida. "Reza-se em seguida 24 vezes: "Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, assim como era no princípio, agora e sempre, por todos os séculos e séculos, amém." Santa Teresinha do Menino Jesus, rogai por nós.

Rezar 1 Pai-Nosso, 1 Ave Maria
Pensamentos de Santa Teresinha
[Santa Teresinha do Menino Jesus]

"... Pensar em uma pessoa que se ama é rezar por ela".

"Para mim a oração é um impulso do coração, um simples olhar para o Céu, um grito de gratidão e amor no meio da provação como no meio da alegria".

"Tudo é graça."

"Amo tanto a Deus que desejo poder dar-lhe prazer sem que Ele saiba que sou eu."

"Não espero na terra qualquer retribuição: faço tudo por Deus."

"Do Evangelho fiz o meu tesouro mais precioso."

"A vontade de Deus é que eu lute até à morte."

"Lutemos sempre, mesmo sem esperança de ganhar a batalha."

"Oh! Bem-aventurado silêncio que tanta paz traz à alma!"

"Eu sempre quis ser santa."

"Deus apenas te pede que te deixes amar."

"Deus não tem necessidade das nossas obras, mas do nosso amor."

"Viver de amor é dissipar o medo e a recordação das faltas passadas."

"Oh! Que grande é o poder da oração!"

"Dir-se-ia que na oração és como uma rainha que tem livre acesso ao Rei e que dele podes alcançar tudo o que pedires!"

"Deus é tão rico que me dá abundantemente o que lhe peço."

"A minha vocação é o amor!"

"Como é doce chamar a Deus nosso Pai!"

"Eu escolhi ensinar a amar o Amor"

"Eu não posso ter medo de um Deus, que por mim se fez pequenino."

"Vim para salvar almas. E rezar pelos sacerdotes."

"Nunca me apoio nos meus próprios pensamentos."

"Deus quer que me abandone como uma criança."

"A caridade não deve ficar fechada no fundo do coração."

"Viver de amor é dar sem medida, sem reclamar salário aqui na terra."

"Deus não pode inspirar desejos irrealizáveis."

"Quero encontrar maneira de ir para o Céu por um caminhinho muito direito, muito curto."

"Eu faço como as crianças que não sabem ler: digo a Deus o que Lhe quero dizer, sem compor belas frases."

"Muitas vezes, sem o sabermos, as graças que recebemos são devidas a uma alma escondida."

"No coração da Igreja, minha mãe, eu serei o amor!"

"Uma alma abrasada em amor não pode permanecer inactiva."

"Um coração que ama trabalha com amor."

"Compreendi que o Amor encerra todas as vocações."

"O Amor é tudo."

"A caridade perfeita consiste em suportar os defeitos dos outros."

"Deus nunca me abandonou."

"Estou unida Àquele a quem amei com todas as forças."

"Meu Deus, amo-vos!"

"Não me arrependo de me haver entregue ao Amor."

"Haverá alma mais pequena e mais impotente que a minha?"

"O mérito não consiste em dar muito, mas em amar muito."

"Como é fácil agradar a Jesus, basta amá-L’o!"

"Não é para o primeiro lugar, mas para o último que eu corro."

"Sou filha de Maria."

"A Virgem Santíssima é mais Mãe que Rainha."

"A Santíssima Virgem teve menos que nós, porque não teve uma Santíssima Virgem para amar!"

"Ó Mãe bem-amada, apesar da minha pequenez, como tu possuo em mim o Onipotente."

"A Santíssima Virgem nunca estará escondida para mim, porque a amo muito."

"Ó Divina Eucaristia! Ó Mistério Sagrado! Que o Amor produziu..."

"Na noite desta vida aparecerei diante de Vós com as mãos vazias."

"Não recusemos nada a Jesus. Um dia Ele nos dirá: Agora é a minha vez!"

"É tão doce ajudar Jesus, pelos nossos sacrifícios, salvar almas."

"O meu caminho é todo confiança e amor."

"Não compreendo as almas que têm medo de um Amigo tão terno."

"Desejaria ter sido missionária desde a criação do mundo até ao fim dos séculos."

"Amar é tudo dar e dar-se a si mesmo."

"Nós, que corremos pelo caminho do Amor, não devemos pensar no que nos pode acontecer de doloroso no futuro."

"A minha missão vai começar, a missão de fazer amar a Deus como eu O amo, de dar às almas o meu pequeno caminho."

"Quero passar o meu Céu a fazer bem a terra."

"Não posso descansar enquanto houver almas para salvar."

"Deus não me daria este desejo de fazer o bem sobre a terra depois da minha morte, se não quisesse realizá-lo."

"Só no Céu veremos a verdade de todas as coisas."

"Que seria de mim se Deus não me desse força?"

"O que mais me agrada é o que Deus quer e escolhe para mim."

"Se soubesse como Deus é bom para comigo!Mas se Ele fosse um bocadinho menos bom, continuava a achá-l'O ainda bom..."
Postar um comentário