segunda-feira, 14 de março de 2011

A todas as mulheres do mundo


O mundo sem mulheres é como um corpo sem coração,
Uma cabeça sem cérebro,
Olhos sem brilhos,
Lábios sem sorriso,
Uma floresta seca sem fauna, sem flora,
Um jardim sem flores,
Um rio sem água.
Um mar sem peixes,
Um céu sem estrelas...
Um corpo sem espírito.
Assim são as mulheres.
E ainda existe quem diga que elas são sexo frágil.
Imagina se fossem fortes! Como seriam?
Os homens precisam admitir,
Podem até dominar o mundo,
Mas as mulheres os dominam,
Porque simplesmente são mulheres,
O horizonte que todo homem busca,
Mulheres, como às compreenderem...
Quanto menos entendemos, mais amamos!
Quanto mais amamos nos enganamos
Na incerteza insana se nos querem.

Impossível é viver e não vos amar!
Quem nunca vos comparou, com a beleza das flores?
Quem vos beijou, sem que o coração transbordasse de amores?
Quem nunca falou alguma frase para vos louvar?

Mas, que poema faria eu para louvar-vos?
Passei dias, meses, anos e mais anos,
Mas está além dos conhecimentos humanos
Palavras para que eu possa comparar-vos!

Tentei comparar-vos á lua, ao sol e às estrelas,
Descrevê-las em versos, rimas e poesias,
Nas músicas, canções e melodias,
E percebi: é impossível descrevê-las.

É uma mistura de suplementos indescritíveis!
Tens a beleza da flor com o cheiro do pecado,
Mistérios que deixam um homem enfeitiçado
Encantos totalmente irresistíveis.

Que seria do mundo sem vocês?
São diamantes lapidados divinamente
Pelas mãos do próprio Onipotente,
Na imensa sabedoria que vos fez.

Neste momento, em que meu poema se encerra,
Sem adjetivos para vos qualificar,
A única coisa que eu posso afirmar
São os seres, mais cobiçados da terra.


Francis Gomes
Postar um comentário