terça-feira, 19 de abril de 2011

O sentido da Semana Santa

Será que já nos perguntamos qual é o significado da Semana Santa na nossa vida? E na vida das pessoas com as quais convivemos? Fácil imaginar. Difícil responder.
Durante a Semana Santa celebra-se o Tríduo Pascal da Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor. O Tríduo tem início na Quinta-feira Santa, com a missa da Ceia do Senhor, marcada pela recordação da instituição da Eucaristia e o Lava Pés. Na Sexta-feira Santa é presidida uma liturgia sóbria, não eucarística, com a representação da Paixão e Morte de Jesus na cruz. O momento mais importante de toda essa liturgia é a Vigília Pascal no Sábado Santo, ou Sábado de Aleluia. Ela é o mistério da redenção humana, da renovação do batismo, pelo qual morremos e ressuscitamos como Cristo. É a Ressurreição do Senhor!
Atualmente, para muitos, a Semana Santa é momento de descanso, de viagem, de compras de ovos de Páscoa; é mais uma oportunidade consumista. Podemos observar como a mídia modificou o contexto da celebração da Paixão e Morte de Cristo, citando a Nova Jerusalém, um teatro ao ar livre, que acontece no município de Brejo da Madre de Deus, em Pernambuco. Anúncios em revistas, sites e tv’s divulgam a Paixão e Morte de Jesus, não com “fervor”, mas com a finalidade de levar os espectadores a “adorarem” aos famosos atores que encenam o que deveria representar uma vida de entrega total ao Pai e ao serviço dos irmãos; o amor Daquele que morreu na cruz para nos salvar. Entretanto, o espetáculo é popular. Aproximadamente 500 pessoas (atores e figurantes) vivem o seu momento de “celebridades”. Virou banalização. Será que a fé existe entre essas pessoas?
É importante, e necessário, encontrarmos o verdadeiro sentido da celebração da Semana Santa na nossa vida de cristãos.
Páscoa é tempo de mudança de mente, de coração, de esperança, de perspectivas…É tempo de renovação da fé. É vida nova…em Cristo!
“É o momento de sair da reclusão de nosso mundo para entrar na grande casa de Deus; romper com o tradicional para acolher a surpresa; deixar a margem conhecida para vislumbrar o outro lado; abandonar a piedade e a perfeição pessoais por uma oração mais profunda e contemplativa; afastar a pedra da entrada do coração para viver com mais criatividade…Isso significa vida de ressuscitados.”
Na Formação do GPP do dia 31 de março – Tema Liturgia da Semana Santa, presidida pelo seminarista Reginaldo Sarto, refletimos o significado dessa Semana, que é Santa, e deve ser vivida como tal.
*Reginaldo é seminarista, trabalha com a formação de jovens e é professor de Ensino Religioso no Colégio dos Jesuítas.
Postar um comentário