domingo, 15 de maio de 2011

Nova Juventude "DIGITAL"




Eles têm entre 12 e 19 anos de idade, desconhecem o mundo analógico, são devoradores de tecnologia, têm na Internet a principal fonte de entretenimento e já respondem por 18% da população brasileira. Eles formam a Geração Z e representam uma grande mudança na maneira de pensar e agir em relação àqueles que lhes antecederam nesta faixa etária, os integrantes da Geração Y, que hoje têm entre 20 e 29 anos.
É o que revela uma pesquisa sobre juventude digital realizada pelo Ibope Mídia, que mapeou as características e hábitos destes jovens. “Houve uma evolução muito rápida entre eles, principalmente se você comparar o comportamento dos Y em 2001 e o comportamento dos Z agora”. A primeira destas características é que eles agrupam-se em uma geração que não consegue viver desconectada - ou offline, como preferem definir. Quando questionados quais itens consideravam indispensáveis para seu dia a dia, 82% responderam que em primeiro lugar estava um computador com acesso à Internet; em segundo lugar, 78% apontaram um telefone celular.Este item do questionário traz algumas surpresas. Com 31% da prioridade dos Z está um aparelho MP3/MP4 Player, deixando para trás opções como TV por assinatura (14%), câmera fotográfica digital (7%) e automóvel (11%).Não precisa de muito esforço para entender esses números. É só lembrar que o computador conectado hoje serve como tela de TV, assim como o aparelho celular tem a fotografia digital entre suas múltiplas funções.Aliás, 97% dos entrevistados da geração Z afirmaram ter aparelho celular; os donos de computador são 60% dos ouvidos pela pesquisa; os de videogame 54% e MP3/MP4 player, 38%.Na hora de ficar em frente a uma tela de computador, 71% deles usam com frequência as redes sociais. Outras atividades online com grande afinidade entre os desta faixa etária são: jogos, ir em salas de bate-papo, escrever em blogs e baixar músicas. Com tanta intimidade com as novas tecnologias (que para eles é simplesmente “tecnologia”, posto que nada tem de nova, uma vez que nem chegaram a conhecer a “velha”), eles se colocam no papel de grandes conhecedores da área.
Fonte de Pesq. O Povo

Postar um comentário