terça-feira, 10 de maio de 2011

Quixeramobim será sede do novo Hospital

Governador estima que a construção da unidade de saúde tenha início até o fim do ano e dure entre 18 e 24 meses
Fortaleza Com 61,2% dos votos, contabilizados de acordo com o número de habitantes de cada um dos 16 Municípios votantes, Quixeramobim foi eleito, na manhã de ontem, como sede do Hospital Regional do Sertão Central. Durante o processo eleitoral, prefeitos e presidentes da Câmaras Municipais das cidades votantes registraram suas escolhas diante de mais de uma centena de pessoas, as quais compunham caravanas dos Municípios concorrentes. A administração de Tauá absteve-se da eleição.

Às 9 horas, horário para o qual estava marcado o início da votação, o auditório do Centro de Convenções não apenas abrigava os espectadores do processo de escolha, mas também era palco de gritos de guerra das caravanas, entre as quais se destacavam, pela agitação, as de Quixadá e Quixeramobim. Também disputavam o hospital as cidades de Boa Viagem e Canindé. Além de gestores municipais, também estavam presentes deputados estaduais.

Por volta das 9h30, as manifestações das torcidas foram interrompidas pelo anúncio de que o governador Cid Gomes se dirigia à mesa que coordenaria a eleição, que durou cerca de meia hora. No decorrer do processo, o público podia acompanhar a contagem dos votos através de um telão.

Após os representantes da Prefeitura e da Câmara Municipal da última cidade votante apresentarem sua escolha, os olhares se voltaram para o telão, que apontava a vitória de Quixeramobim por 61,2% de um total de 648.354 votos, relativos à população total de cada um dos eleitores. Antes mesmo de o governador anunciar oficialmente a vitória da cidade, aqueles que por ela torciam já vibravam e aplaudiam.

Em segundo lugar na votação, ficou o Município de Quixadá, com cerca de 19, 9%, sendo seguido por Canindé e Boa Viagem, com, respectivamente, 17,5 % e 1,4 % dos votos.

Entre as 16 administrações que votaram, Tauá foi a única a abster-se do pleito. O prefeito do Município, Odilon Aguiar, não compareceu ao Centro de Convenções, cabendo ao representante da Câmara Municipal anunciar a decisão de não optar por nenhum dos concorrentes.

Dos 15 Municípios que votaram efetivamente, Arneiroz foi o único no qual prefeito, Antônio Monteiro, e presidente da Câmara, Manoel Feitosa, divergiram na escolha pela sede da unidade de saúde. Enquanto o representante do Executivo optou por Quixeramobim, o vereador anunciou a preferência por Boa Viagem.

Processo
Após o anúncio do Município mais votado, o governador preferiu não comentar o resultado, referindo-se à votação como um "a escolha da maioria", a qual "deve ser respeitada". "Entendemos que, nessas horas, o mais razoável é deixar aos usuários a escolha da sede", disse. Para Cid Gomes, a insatisfação de algumas cidades com a escolha final foi natural. "Para cada Município, há uma preferência. Seria praticamente impossível ter um consenso em relação a isso".

Segundo o governador, os recursos para a construção da unidade de saúde são provenientes do tesouro do Estado. O prédio, estimou, deve ter sua construção iniciada até o final do ano, após um processo de licitação que deve demorar cerca de seis meses. Após o começo das obras, disse, a unidade deve ser finalizada em um prazo de 1,5 ano a dois anos. Cid acrescentou que "alguns terrenos estão sendo examinados" para a construção de um hospital semelhante na Região Metropolitana de Fortaleza. A expectativa é de o equipamento seja erguido no Anel Viário. Está estimado entre R$ 50 e R$ 70 milhões, sendo R$ 80 milhões de custeio anual.

Refutando a hipótese de mobilizações políticas com Municípios da macrorregião de saúde, o prefeito de Quixeramobim, Edmílson Júnior, caracterizou a conquista como "um reconhecimento das cidades vizinhas" em relação à boa infraestrutura da cidade. A nova unidade, disse, deve ser construída em um terreno de cinco hectares, na margem da CE-060, conhecida como Estrada do Algodão.

Por sua vez, o prefeito de Canindé, Cláudio Pessoa, disse sentir-se prejudicado. Ele admite que a novidade não altera de modo significativo a realidade. Segundo Pessoa, as unidades de saúde de Fortaleza estão mais próximas de Canindé do que estará o novo hospital regional.

"Melhor você viajar 100 quilômetros para Fortaleza do que 135 para ir a Quixeramobim", comentou. Por conta da situação, o prefeito afirmou que irá solicitar ao governador a construção de um hospital de média complexidade em Canindé. Entre os votantes, optaram por Quixeramobim os Municípios de Auiaba, Madalena, Milhã, Parambu, Pedra Branca, Senador Pompeu e Solonópole. Banabuiú, Choró, Ibaretama e Ibicuitinga votaram em Quixadá. Canindé recebeu votos de Caridade, Itatira e Paramoti. A Câmara de Arneiroz votou na cidade de Boa Viagem.

MAIS INFORMAÇÕES
Secretaria de Saúde do Estado, em Fortaleza (85) 3101.5123

Prefeitura Municipal de Quixeramobim Telefone: (88) 3441.1326

João MouraEspecial para Regional
Postar um comentário