sábado, 23 de julho de 2011

Conheça o Google+, a nova rede social do Google


O Google apresentou nesta terça-feira (28) seu mais novo projeto: uma rede social que promete competir diretamente com o Facebook. Se chama Google+ (lê-se Google “plus”, em inglês), e se autoentitula “o compartilhamento da vida real na perspectiva da web”. Segundo a empresa, os serviços existentes de compartilhamento online, as atuais redes sociais, são inadequados, “quebrados”, mas o Google+ tem a pretensão de “consertar” isso.




“Gostaríamos de trazer as nuances e a riqueza do compartilhamento da vida real para o software. Queremos incluir você, seus relacionamentos e seus interesses, e fazer o Google melhor”, diz a nota que apresenta o serviço, publicada no blog do Google.

O principal diferencial da nova rede social será a divisão dos contatos do usuário em grupos. Amigos, colegas de trabalho, família e até mesmo seu chefe serão separados em categorias diferentes, de forma que cada grupo tenha acesso a informações específicas sobre a pessoa e não consiga “saber tudo sobre sua vida”. Nada que não exista nas outras redes sociais, mas o Google promete desenvolver a ferramenta para que cada amigo conectado ao usuário tenha acesso a informações específicas baseado em como a pessoa o classificou. 

CÍRCULOS O projeto contará com uma ferramenta que divide os amigos em "círculos", de forma que cada grupo terá acesso a determinadas informações e atualizações da pessoa.
“Cada conversa on-line (com mais de 100 "amigos") é uma exposição pública e, por isso, compartilhamos menos com medo dos holofotes”, afirma a nota. Para contornar a grande questão das redes sociais - o medo da exposição pública -, o Google+ filtrará, selecionará o conteúdo a ser apresentado a cada pessoa conectada ao usuário do perfi, sem que ninguém precise ter medo de postar o que quiser em sua página.

Outra ferramenta, o +Spark cria uma espécie de lista de feeds em rss baseada nos interesses dos usuários, de forma a lhe apresentar conteúdo constante sobre aquilo que ele tem interesse. Uma outra, chamada +Hangouts, diz que revolucionará a forma de comunicação entre as pessoas online ao combinar encontros casuais com vídeos ao vivo.

Além dessas funções, o Google resolveu adaptar a experiência do Google+ para os aparelhos celulares, e promete informar aonde a pessoa está para que seus amigos possam comentar e interagir melhor com o usuário. “O compartilhamento online precisa ser visto sob uma nova perspectiva, e já era hora de começarmos a fazer isso. Só (faltava) mais uma coisa. Na verdade, a única coisa: você”, diz o Google Blog.

Por enquanto, o serviço, assim como o Gmail no início e o Google Wave, estará disponível apenas para um seleto grupo de pessoas convidadas. Ainda não ficou claro se essas pessoas, da mesma forma como aconteceu com esses dois serviços, poderão enviar convites a outros usuários. Mas na página do Google+, o Google já abriu um serviço para que pessoas se cadastrem no banco de dados e recebam a próxima leva de convites. Quer tentar? Acesse aqui.


Fonte: Revista Época.
Postar um comentário