sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Poesia do Dia dos Pais

Por Antonio Wilton da Silva, Professor.

Agradeço ao meu pai, essa minha vida
Pois a sua lida, foi dura demais
Sofreu, trabalhou para dar-me estudo
Fez um pouco de tudo, que hoje não faz mais

O tempo enruga, branqueia, envelhece
Mas não desmerece o herói de verdade
Aquele que se esforça, em todos momentos
Pra dar seus rebentos, a felicidade

Os pais ”de verdade” que amam seus filhos
Os põem nos trilhos de um mundo melhor
Protegem, educam, também disciplinam.
Aos filhos ensinam, com seu tempo e suor

Então aos pais, eu parabenizo
E também eu friso ” em todos os momentos”
Não só uma data, mas todos os dias
Pois são alegrias, pra nós seus rebentos
Postar um comentário