segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Em resposta a "Valdemir escreve sobre lembranças de Aurélio Liberalino de Menezes" - Por Laice Almeida

Valdemir Correia em seu artigo: Valdemir Correia Lembra Aurélio Liberalino, retratou de forma fidedigna a personalidade e a vida de Aurélio. Nós como filhos também guardamos estes bons ensinamentos do nosso pai, por isso agradecemos a valdemir seu testemunho como amigo.

Desde jovem iniciou sua vida como tropeiro, conduzindo cal da cidade de farias Brito a Crato e de Farias Brito a Altaneira. Em suas lembranças nos descrevia o tipo de roupa que usava: mescla azul, na lida diária e roupa branca quando ia às festas da redondeza.

Depois já casado com D. Terezinha e com a morte de seu sogro Né de Almeida, sente-se na obrigação de dar continuidade à missão política de seu sogro e inicia a carreira política como vereador , depois prefeito em 1968 e pela segunda vez, prefeito em 1973.

Nas duas gestões políticas deixa claro seu propósito de pacificador, (pois Farias Brito, àquela época, como muitas cidades do interior cearense era cheia de conflitos por questões políticas ). Já como empreendedor, deixou inúmeras obras públicas: escolas, postos de saúde, eletrificação, calçamentos, matadouro, estradas,etc. Mas, verdadeiramente o que o imortalizou foram seus gestos de nobreza.Tinha um profundo carisma com as pessoas, especialmente os mais humildes, um profundo amor à família e aos amigos.

Hoje, passado 18 anos de seu falecimento, enche - nos de orgulho e gratidão sermos filhos de Aurélio: um homem honesto, amigo, que diferentemente de muitos políticos de hoje, tinha uma compreensão de que o homem público deveria estar a serviço do outro, especialmente os mais necessitados, e de não usar o poder para oprimir e massacrar os mais pobres.Mesmo quando já se encontrava bastante doente, fazendo hemodiálise em Barbalha ; e já quando não era mais chefe político dava continuidade ao seu trabalho social, conduzindo doentes em seu carro para os hospitais da região. Em nenhum momento, usou da política em benefício próprio e sim, a bem de uma coletividade.

Muito justo o nome da rodovia Crato farias brito pela grande contribuição que ele deu ao seu município, pois toda a sua vida foi de dedicação e serviço ao seu município

Postar um comentário