quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

HOMENGEM AO ILUSTRE DR. CAZUZA

Nascemos seres humanos, mas é preciso nos tornarmos cidadão, isso mesmo cidadão. para isso é necessário alguns requezitos básicos, como: honestidade,dignidade, amor ao próximo e isso o senhor Dr. Cazuza tem de sobra. Um grande homem, jamais será esquecido, porque se faz digno de ser lembrado para sempre.
 Parabéns Dr. Cazuza. Muitos anos de vida, paz, sucesso e felicidades.
Francis Gomes


Inspirado no poema de Cora Coralina, todas as vida.


Só vive em nós o que deixamos


Quis viver em mim um político corrupto.
Um viciado em drogas,
 espancador de mulheres.
Quis viver em mim um vagabundo
preguiçoso sem sonhos.
Um incrédulo mentiroso e arrogante.

Quis viver em mim  um racista,
 rico e orgulhoso
Praticante do bullying.
Quis viver em mim um boêmio
malandro e bom de lábia.
Mas não dei espaço para isso.

Deixei viver dentro de mim,
um lavrador  de mãos calejadas,
um caboclo de pele queimada do sol,
de  sonhos pequenos.
Vive dentro de mim um pai de família
que acorda cedo e dorme tarde.

Que pega trem lotado
buzão apertado
e anda a pé para economizar um trocado.
Vive dentro de mim um desempregado,
um  mendigo sujo a pedi esmola
um cão rabugento.

Vive dentro de mim um branco,
um preto, um índio
um amarelo, um pardo.
Vive dentro de mim
um pai, um filho
um preto velho.

Vive dentro de mim um causador de emoções,
furtador de lágrimas
 roubador de sorrisos
um contador de histórias
um  matuto,  um caipira
um poeta.


Francis Gomes

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Parabéns Dr. Cazuza!

Hoje é o aniversário do Dr. José Pinheiro (Cazuza), um dos idealizadores do Blog Farias Brito. Além de ser um dos fundadores do nosso Blog, José Pinheiro é um dos nossos colaboradores mais atuantes. Ele é natural de Farias Brito, filho de Aurélio Liberalino de Menezes e de Teresinha Almeida de Menezes. Casado com a Profa. Maria de Alcantara Seabra (Seabranira), cujo relacionamento gerou os filhos: Emanuel, Aureliano e Taciano.


O mesmo é Engenheiro Agrônomo da EMATERCE, atualmente lotado na unidade de Altaneira, porém tendo exercido o ofício nas cidades de Crato, Farias Brito e Várzea Alegre. Além de engenheiro agrônomo, é um grande jornalista, sempre empenhado em divulgar eventos e assuntos relacionados a Farias Brito e a região do Cariri.

O Blog de Farias Brito e a família desejam os parabéns, muitos anos de vida, paz, saúde e alegria para este grande cidadão fariasbritense. 

Beneficiários do Bolsa Família têm até quarta-feira para atualizar dados do cadastro

Os inscritos no Programa Bolsa Família no Ceará devem atualizar seus dados até o próximo dia 29 para não terem seus benefícios cancelados a partir de 1º de março. A orientação é do Núcleo de Benefícios e Transferência de Renda, da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS). Em todo o Estado, 49.363 beneficiados terão que comparecer às prefeituras municipais de suas respectivas cidades munidos de documentação para realizar a atualização dos dados.

No processo de revisão cadastral de 2011, o Ceará tinha 134.015 famílias com cadastros a serem atualizados, das quais 84.652 já tiveram a situação regularizada. O número corresponde a 63% de cadastros atualizados em todo o Estado, valor acima da média nacional que foi de 58%.

Treze municípios cearenses tiveram melhor desempenho no processo de revisão cadastral de 2011 e ficaram entre 90% e 100% de benefícios revisados. Acarape, Altaneira, Cariús, Cruz, Ererê, Jaguaribara, Jaguaruana, Madalena, Miraíma, Mucambo, Mulungu, Piquet Carneiro e Pires Ferreira revisaram 3.721 cadastros de 3.997, o que corresponde a 93,09% de benefícios atualizados.

CadÚnico
No Ceará, estão cadastrados no CadÚnico 1.619.022 famílias, das quais 1.076.763 são beneficiárias do Bolsa Família, e recebem auxílio mensal de R$ 32,00 a R$ 306,00, dependendo da composição familiar e da situação de pobreza em que se encontrem.

Além do Bolsa Família, os inscritos no CadÚnico no Ceará podem ser contemplados em outros programas, como o Minha Casa Minha Vida, o Peti, o ProJovem e gozar de novos benefícios, a exemplo de tarifas sociais, de isenção de taxas para concurso público e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) etc.

Em dez anos do CadÚnico, o Ceará já foi premiado duas vezes, uma em cada edição do programa, por desenvolver ações inovadoras de gestão e desempenho na qualificação e inserção de novos beneficiários. O Ceará também foi o primeiro Estado do Brasil a ter todos os municípios incluídos no CadÚnico.

Documentação necessária para atualização de dados:
Representante da família (titular do cartão de benefício):
- CPF ou título de eleitor (obrigatório)
- Comprovante de endereço atualizado
- Outros documentos de identificação com validade nacional

Crianças e adolescentes com idade inferior a 18 anos:
- Certidão de nascimento
- Declaração escolar obrigatória para as idades de 7 a 17 anos
- Cartão de vacinação em dia para crianças de 0 a 7 anos incompletos

Demais membros da família (maiores de idade):
- Qualquer documento de validade nacional: carteira de identidade, carteira de trabalho (obrigatório para quem declara ter vínculo empregatício), certidão de nascimento ou casamento, CPF, título de eleitor ou carteira de habilitação

27.02.2012

Assessoria de Comunicação Social da STDS
Carlos Eugênio Saraiva - 85 3101.2089 / 2099
imprensa@stds.ce.gov.br
@stdsonline

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Quaresma: Momento para descobrir que o amor é possível

Dom Orani João Tempesta
Arcebispo do Rio de Janeiro (RJ)
Em poucos dias, na Quarta-feira de Cinzas, começaremos um período litúrgico importante da nossa fé católica: a Quaresma. O tempo da Quaresma, eminentemente penitencial, em preparação para a Páscoa, é o propício momento em que todos nós, fiéis batizados, somos convidados a intensificar a vida de oração, penitência e caridade, com realce especial ao jejum e à abstinência. Contudo, só se compreende a Quaresma através do olhar de um Deus que se encarna, morre e ressuscita por amor a cada um de nós. Isto mesmo, Deus mergulha na epopeia e tragédia da vida humana para nos resgatar das correntes do pecado e dar-nos a vida eterna.
A Quaresma está intimamente conectada com o desejo de felicidade e infinito, latentes em cada coração humano. Sem ela não se entende o ser cristão, sem ela não se entendem os mistérios da indigência e da grandeza humana. Constata-se por muitos espaços da vida humana um mar de tristezas e frustações. A depressão, segundo dizem, é o mal de nosso século. Nunca sentimos tanta falta de infinito, e nunca estivemos tão presos ao efêmero, ao passageiro, ao transitório, aquilo que não gera relações humanas, valorizando demasiadamente o virtual e nos esquecendo do real, da dor, das misérias, da pobreza, da violência e das misérias morais que relativizam o belo, o sagrado, gerando a cultura do descartável.
O que impede o coração humano de encontrar a felicidade? Muitas são as respostas, muitos estudos são apresentados diariamente nos meios de comunicação. Buscam-se explicações psicológicas, sociais, econômicas, políticas etc. Mas, são poucos os que chegam ao fundo do problema. A verdadeira e plena felicidade só será alcançada quando passarmos pela via quaresmal, que é o caminho de purificação e penitência que nos liberta, através da graça, dos grilhões do pecado.
O pecado é o maior obstáculo. Infelizmente, estamos imersos numa cultura que o comercializa. O mais triste é que buscando a felicidade, a humanidade parece afundar-se cada vez mais no lodo e morre sufocada pelo veneno do pecado, que destrói almas e sonhos. E é a própria sociedade que promove esse tipo de vida, se questiona dos porquês dessas realidades que contaminam o orbe sem se importar com as condições econômicas ou sociais das pessoas.
A maior alienação é a incapacidade de perceber o quanto o ser humano se quebra quando se entrega ao pecado. Existe uma desintegração espiritual que se manifesta na sociedade e prolifera em estruturas. Ele nasce pessoal e, em proporção com a matéria, gravidade e circunstâncias, gera o mal social.
O reconhecimento de nossas misérias e fraquezas diárias é o primeiro passo para o encontro profundo consigo mesmo e com Deus. O pecado é a desintegração da nossa natureza e aliena nossa vida da realidade eterna a qual todos nós somos chamados. A penitência não é masoquismo, mas reconhecer de modo concreto e visível a nossa indigência e necessidade. Ela nos coloca no caminho do perdão, que é o resgate da unidade perdida pelo mal.
O salmo penitencial 51(50) exclama com beleza poética o drama do pecado e a recuperação do Rei Davi. A primeira coisa que o pecado ataca é nossa consciência, ou seja, a capacidade de perceber e distinguir o mal e o bem. O Rei Davi possui a graça de ter um grande amigo, o profeta Natã. Este, sem medo das consequências e guiado pela força do Espirito Santo, acusa Davi do seu pecado. A paz e a felicidade voltam ao rosto do rei de Israel apenas quando ele reconhece e deseja reparar o mal cometido.
O pecado nos coloca no sono mais profundo e nos impede de encontrar a paz que deve reinar em nossas vidas. Só através da paz, que nasce do encontro arrependido com Cristo misericordioso, poderemos encontrar a felicidade. Os verdadeiros amigos são aqueles que nos ajudam a despertar e a ver a realidade em toda sua complexidade, como fez Natã com Davi. Eles são capazes disso não porque sabem mais ou são mais capacitados, mas, sim, porque nos amam. Como está escrito em Eclesiástico: “O amigo fiel é poderoso refúgio, quem o descobriu, descobriu um tesouro”. (Eclo 6,14).
A crise de felicidade está proporcionalmente relacionada com uma crise de amizade. Poucos encontram verdadeiros amigos. Muitas vezes não sabemos ser bons amigos. Neste clima de preparação para a JMJ RJ, conclamo ao jovem: desperte através do encontro com Cristo, o dom da amizade. Não se pode ser cristão sozinho. Jovem evangeliza jovem. Com razão impacta, positivamente, milhões de pessoas a participação nas Jornadas Mundiais da Juventude, no encontro com Cristo juntamente com o Santo Padre o Papa. Nessas jornadas, os jovens descobrem que a amizade já existe entre eles, pois todos possuem em comum o grande amigo Jesus Cristo, aquele que nunca nos abandona.
Dizem que hoje as pessoas não querem se relacionar, desejam apenas se “conectar”, pois é mais fácil colocar o outro em “off”. O medo em criar laços sólidos brota, em muitos casos, da incerteza do amor. O pecado apaga de nossas vidas a certeza de que é possível amar. A fragmentação de nosso ser, oriunda do pecado, nos impede de confiar no outro.
Assim, neste importante tempo de Quaresma despertemos novamente o desejo de felicidade. Purifiquemos nossas almas do pecado que obstaculiza o encontro com Cristo, amigo capaz de nos guiar com passos seguros. Como o Rei Davi, peçamos a Deus piedade por nossos pecados. Não tenhamos medo de reconhecer nossas transgressões.
Deus conhece nosso ser, ama a verdade e nos ensina a sabedoria. Ele nos dá a felicidade, o júbilo e nos purifica de todas as iniquidades, fazendo-nos “mais brancos do que a neve”. Sobretudo, Deus cria em cada um de nós um coração novo, através da penitência e do perdão sacramental. A via quaresmal bem vivida despertará em nós um espirito firme e devolverá o júbilo da salvação. (cf. Sal 51).
Que nesta Quaresma tenhamos a coragem de fazer uma passagem profunda de purificação do pecado para a graça, no caminho bonito do itinerário do seguimento e discipulado do Redentor!

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Ceasa do Cariri atenderá 100 municípios e estados vizinhos

PDF
IMG_8564“A comercialização é um ponto fundamental a ser pensado quando se tem uma região com grande potencial agrícola, como é o caso do Cariri”. Essas foram as palavras do governador Cid Gomes, ao destacar a importância da construção do Centro de Abastecimento do Ceará (Ceasa) do Cariri. O  pronunciamento do Governador aconteceu na noite desta quinta-feira (24), em Barbalha, durante a inauguração do novo equipamento construído pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA).

Segundo Cid Gomes, o grande mérito da Ceasa Cariri, é poder proporcionar, principalmente aos pequenos produtores agrícolas, a possibilidade de negociar a sua produção, gerando renda para muitas famílias da região. Para a construção da Central de Abastecimento foram investidos cerca de R$ 11 milhões, dos quais, 42,7% do Governo Estadual, 45,7% do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e 11,6% do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

IMG_8449No primeiro momento, a Ceasa Cariri atenderá a aproximadamente 33 municípios, com previsão futura de suprir a necessidade de 100 municípios da região e adjacências, inclusive dos estados de Pernambuco, Bahia, Piauí e Paraíba. Isto se torna possível pela localização privilegiada da Central de Abastecimento.

Nelson Martins, secretário do Desenvolvimento Agrário, apontou uma projeção de que, inicialmente sejam comercializadas 80 mil toneladas/ano, beneficiando o agricultor familiar e os comerciantes do Pirajá. “É uma grande oportunidade de criação de emprego, cerca de 1000 diretos, além de organizar o processo de distribuição hortifrutigranjeiro”, disse.

Para o prefeito de Barbalha, Zé Leite, a Ceasa Cariri vem facilitar o escoamento da produção. “Nós sabemos do esforço dos nossos produtores rurais em distribuir a sua produção. Agora a realidade é outra. Todos terão chance e oportunidade de negociar os seus produtos”, afirmou.  O secretário das Cidades, Camilo Santana, vê no empreendimento, um celeiro de boas negociações e garantia de bons preços nas mercadorias, o que virá a impulsionar a economia local.

A Ceasa Cariri é composta de quatro galpões – dois para comerciantes permanentes e dois para produtores ou comerciantes não permanentes – construídos em uma área de 8.815 m². Nos galpões para comercialização permanente, cinquenta boxes com áreas entre 30m² e 120m² serão entregues aos comerciantes. Já nas áreas não permanentes, 342 módulos de 4,8m² estão prontos para receber os permissionários.

Participaram da solenidade de inauguração o superintendente do Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE), Quintino Vieira; os deputados federais José Guimarães, Arnon Bezerra, Raimundão, Manoel Salviano; o deputado estadual Wellington Landim; o gerente geral da Ceasa Cariri, Leonardo Santana; o diretor presidente em exercício da Ceasa Ceará, Eduardo Aragão, e os prefeitos da região.

24.02.2012
Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado do Ceará
Casa Civil ( comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898)

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Ceasa Cariri será inaugurada nesta quinta-feira (23)


O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) e da vinculada Ceasa, inaugura nesta quinta-feira (23), às 19 horas, mais uma unidade da Centrais de Abastecimento do Ceará (Ceasa), a Ceasa Cariri. O equipamento recebeu investimento de aproximadamente R$ 11 milhões. Desse total, o Governo do Estado participou com 42,7%  do investimento, o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) com 45,7% e o Ministério do Desenvolvimento Agrário com 11,6%.

Localizada em Barbalha, a Ceasa Cariri atenderá ao produtor da região e suprirá em sua primeira etapa as necessidades de abastecimento de 33 municípios. A localização estratégica, à margem da rodovia que liga o município de Barbalha à Juazeiro do Norte, garante o abastecimento não apenas da Região, mas também de outros municípios cearenses e dos estados do Pernambuco, Bahia, Piauí e Paraíba.

Inicialmente, a expectativa é que sejam comercializadas 80 mil toneladas/ano no novo entreposto, cerca 32,6% abastecidos pela produção da própria região do Cariri, 31,2% das regiões irrigáveis dos estados vizinhos e 36,2% do mercado produtor de Juazeiro da Bahia. Para isso, quatro galpões – dois para comerciantes permanentes e dois para produtores ou comerciantes não permanentes – foram construídos em uma área de 8.815 m². Nos galpões para comercialização permanente, cinquenta boxes com áreas entre 30m² e 120m² serão entregues aos comerciantes. Já nas áreas não permanentes, 342 módulos de 4,8m² estão prontos para receber os permissionários.

Os produtores e comerciantes já instalados no atual mercado atacadista da Região devem ser os primeiros a ocupar as áreas de comercialização na Ceasa Cariri. O agricultor familiar é uma das prioridades da Centrais. Um dos galpões para comerciantes não permanentes atenderá a oferta de produtos da agricultura familiar. No mercado produtor local, podemos destacar a produção de banana, manga, maracujá, goiaba e pequi. Já na produção de hortaliças, a tomate, o pimentão, o feijão verde, o milho verde, a abóbora, o amendoim e as folhosas – alface, cebolinha e coentro – são destaques.

Além das áreas de comercialização de hortigranjeiros, um galpão de convivência com quatorze lojas de 28m² foi reservado para o comércio de atípicos e para os serviços bancários, telefônicos, internet, correios e loterias.

O secretário da SDA, Nelson Martins, ressalta que a Ceasa Cariri é muito bem estruturada e a previsão é que em pouco tempo a nova unidade atenda cerca de 100 municípios. “O investimento tem grande importância para o consumidor, que vai adquirir produtos de qualidade a um preço menor, e para os produtores, que terão um mercado bem estruturado para vender sua produção”, frisou. O secretário lembrou também que o equipamento vai gerar cerca de 1000 empregos diretos e será um elo da cadeia de produção da agricultura familiar.

Serviço

Ceasa Cariri
Av. Leão Sampaio, S/N - Bulandeira
CE 060 - Km 8 / Barbalha-CE

22.02.2012
Assessoria de Imprensa da Ceasa / Assessoria de Imprensa SDA
Raissa Karen ( imprensa@ceasa-ce.com.br / 85 8803.5121)
Cícero Lacerda ( lacerda.cicero@gmail.com / 85 3101.8105)

sábado, 18 de fevereiro de 2012

CUIDADO COM O TEMPO


Saudações Fariasbritenses!!


Um dos fatores importantes a se considerar na corrida para o alcance de um objetivo com certeza é o Tempo.                

É normal encontrar pessoas que colocam obstáculos em sua vida e afirmam que o responsável pela sua infelicidade ou insucessos é a falta de tempo. Isso demonstra PREGUIÇA.

Observei que as pessoas de sucesso, geralmente tem seu tempo preenchido (agenda cheia), ou seja, fazem tudo para aproveitar ao máximo o tempo disponível. Elas têm pouco tempo, porém sabem ADMINISTRÁ-LO. E é isso que se deve aprender.

A má administração do tempo é algo que dá pra remediar-se, tornando-se uma pessoa organizada. A organização de objetos, bem como de hábitos ajudam-nos a ganhar mais tempo para atingir um objetivo, pois, geralmente, o fator “tempo” é essencial para o êxito.

Por isso devemos correr!

Fragmentos do livro “Você, O Senhor do Destino” – Edivanio Leite

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Linguagem da natureza

Dom Genival Saraiva

Bispo de Palmares - PE

Desde os primórdios ao momento presente, a natureza fala de muitas maneiras à humanidade. Isso acontece quando se vislumbra a realidade macrocósmica, como ocorre, atualmente, com as investigações da astronomia no sistema planetário, e quando se constata essa realidade num organismo individual. É sempre muito fascinante o olhar sobre a natureza, naquela face que deixa grandes interrogações à inteligência humana e naquela que, embora conhecida, não deixa de falar, mesmo sendo lugar comum. Na verdade, não há como a inteligência não se deslumbrar diante da complexidade da natureza, não como não se curvar diante da sua obviedade.
Reconhecidamente, as coisas grandiosas e raras chamam mais a atenção, enquanto as cotidianas passam despercebidas, embora também tenham sua significação. Na literatura eclesiástica, essa leitura é feita com saborosa singeleza, como se pode constatar em dois textos. Ao comentar a obra Diatéssaron, de Taciano (séc. II), Santo Efrém (séc. IV) escreve: “A palavra de Deus é a árvore da vida a oferecer-te por todos os lados o fruto abençoado, à semelhança do rochedo fendido no deserto que, por todo lado, jorrou a bebida espiritual. (...) O sedento enche-se de gozo ao beber e não se aborrece por não poder esgotar a fonte. Vença a fonte a tua sede, mas não vença a tua sede a fonte. Pois, se tua sede se sacia sem que a fonte se esgote, quando estiveres novamente sedento, dela poderás beber. Se, porém, saciada tua sede também se secasse a fonte, tua vitória redundaria em mal.” Quanto ensinamento, quanta verdade em afirmações tão simples e tão óbvias. A natureza se encarrega de revelar a cada pessoa o grau de saciedade em relação a uma coisa tão corriqueira quanto beber água. O bom senso vai também falar à pessoa saciada, no tocante à necessidade de preservar a fonte, porque logo mais precisará procurá-la, para “matar a sede”. A água é um bem que deve ser objeto dos melhores cuidados por parte da população e dos governantes. Hoje, em muitos lugares, a fonte de onde jorra a água do consumo da população está sendo esgotada por suas agressões, através de fatores como o desmatamento e a poluição ambiental. A sabedoria popular revela que, em relação a essa matéria e a muitas coisas, as pessoas e as empresas erram porque vão “com muita sede ao poço” de seus interesses e de sua ganância, daí a falta ou a diminuição da água, em muitas regiões e cidades.
Por sua vez, São Bernardo (séc. XII), ao discorrer sobre a sabedoria, compara-a ao mel. “Na verdade, se encontraste a sabedoria, encontraste o mel. Não comas demasiado, para que, saciado, não o vomites. Come de modo a sempre teres fome. (...) Não te sacies para que não vomites e te seja retirado aquilo que pareces possuir, por teres desistido de procurar antes do tempo.” Em relação ao alimento, a natureza também fala, através do limite identificado pelo estômago. Com efeito, por melhor que seja o alimento, há sempre um limite no seu consumo. Nesse ponto, há um paradoxo na sociedade: muitos vão ao spar para emagrecer, enquanto outros vivem com estômago vazio, permanentemente.
O carnaval destes dias será um termômetro para leitura do comportamento humano. Segundo a natureza física e social, quem falará mais: o equilíbrio ou excesso no ato de beber e comer? o bom senso ou a extravagância no modo de conviver e de se divertir?
Fonte: www.cnbb.org.br

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Serviço de Extensão Rural do Ceará completa 58 anos de criação

Nesta quinta-feira (16), mais de mil extensionistas, com orgulho, lembram o dia 16 de fevereiro, consagrado ao Serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce). A data faz retroceder-se à primeira metade da década de 50, quando foi criado, nesse mesmo dia, em 1954, no Ceará, essa modalidade de serviço público estadual gratuito, prestado aos agricultores familiares.

A data apresenta um marco para o serviço de assistência técnica e extensão rural do Ceará, vez que, em 16 de fevereiro de 1954, ou seja, há 58 anos, inaugurou-se o primeiro Serviço de Extensão Rural do Ceará, que recebeu, inicialmente, a denominação de Associação Nordestina de Crédito e Assistência Rural (Ancar). Naquele ano, os trabalhos de campo começaram pelos municípios de Maranguape, Redenção e Quixadá.

Decorridos alguns anos, o Governo do Estado criou, em 1976, com a aprovação da Lei 10.029, de 6 de julho daquele ano, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce). A Ematerce é um órgão público estadual, de direito privado, sem fins lucrativos, vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Ceará (SDA).

Com o passar dos anos, a Extensão Rural cearense consolidou-se como um serviço indispensável ao setor primário (Agropecuário) da economia, por contribuir para o aumento da produção, da produtividade das lavouras e da pecuária, além da renda líquida dos agricultores, sem falar das ações, voltadas para a melhoria das condições de vida do homem do campo e para a preservação do meio ambiente.

Para o presidente da Ematerce, Engº Agrº José Maria Pimenta, capacitar os servidores da empresa e os agricultores de base familiar, contribui para ampliar a abrangência de atuação e dotar a Ematerce de equipamentos modernos, por sinal, prioridades da atual diretoria-executiva no exercício de 2012. O órgão oficial de assistência técnica e extensão rural do Ceará recebe apoio irrestrito do governador Cid Ferreira Gomes, por intermédio do secretário do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, para que continue uma empresa pública, funcionando, de forma eficiente e com eficácia, voltada para melhorar as condições de vida das famílias rurais, sobretudo dos agricultores familiares, responsáveis pela produção de mais de 70% de gêneros alimentícios.

O dirigente da Ematerce adiantou, ainda, que o Dia da Extensão Rural, em nosso Estado, é um momento ímpar, que não deve ser, apenas, de lembranças e de elogios aos que se dedicaram e ainda executam esse trabalho no meio rural. Deve ser - isso sim - uma oportunidade para reflexão a respeito do que a Extensão Rural fez e continua a fazer, de produtivo, útil e salutar, em benefício das famílias rurais.

Deve ser, também, uma ocasião, para se aprender e ter vontade de superar desafios, no dia-a-dia, buscando meios, mais adequados, de agricultores familiares, numa troca de saberes com os extensionistas, produzirem mais, com qualidade, sustentabilidade e sem degradar o meio ambiente. Na opinião de Pimenta, essa, sim, deve ser a principal preocupação dos extensionistas, no transcurso desta expressiva data, respaldados pelo apoio dos Governos Federal, Estadual, Municipal, órgãos parceiros, os próprios agricultores, quando se comemora, embora sem festividades, o Dia da Extensão Rural no Estado do Ceará.

Como educadores não formais, os extensionistas utilizam técnicas e metodologias participativas, que auxiliam o produtor rural a ter uma produção sustentável sob os aspectos ambientais, econômicos e sociais. Sempre agregando o conhecimento acadêmico do técnico e as experiências de anos de trabalho do agricultor, a Extensão Rural visa à qualidade da produção, geração de emprego e renda e à melhoraria da qualidade de vida no campo.

Com o apoio governamental, a empresa, que somente nos três primeiros meses de 2012, contará com 63 novos escritórios, totalizando até março/2012, 134 unidades administrativas, tem sua responsabilidade aumentada e está preparada para assistir, em tempo hábil e eficientemente, um público, composto por mais de 100 mil agricultores, cuja orientação técnica e gerencial, recebida, é produzir alimentos de qualidade, porém com a preservação dos recursos naturais.

15.02.2012
Assessor de Comunicação da Ematerce
Antonio José de Oliveira ( antonio.jose@ematerce.ce.gov.br / 85 3217.7872)

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Parabéns ao alunos da Escola Gabriel Bezerra de Morais aprovados no vestibular da URCA


A Escola Gabriel Bezerra de Morais parabeniza os alunos que obtiveram êxito no vestibular da URCA 2012.1.

Antonio Francisco Mateus maia  - 3º ano “D”  - Ciências Sociais
Issac  Caeira Guedes   - 3º ano “A”  - Física
Clemilson Rodrigues Francisco – 3º ano “D” - Física
Caio Tomaz de Aquino – 3º ano “A”  - Ciências Econômica
Carla aparecida Rodrigues Oliveira – 3º ano “A”  Letras
San Gabriel Rodrigues Silva – 3º ano “A”  -  Geografia
Pedrina  França Pereira – 3º ano “C” - História
Nádia Rodrigues da Silva – Rumo à Universidade - Geografia
Anderson Carlos de Sousa - Rumo à Universidade - Física

O empenho e a dedicação nos levam a grandes conquistas.Continuem sempre assim.

Governo do Estado inaugura delegacias de Penaforte e Farias Brito

O Governo do Estado, por meio da Secretária de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), entrega à população nesta quarta-feira (15), as delegacias dos municípios de Penaforte e Farias Brito, na Região do Cariri. As solenidades fazem parte de um calendário de inaugurações de 30 delegacias até o final de março. O secretário Francisco Bezerra representará o governador Cid Gomes nas solenidades.

A primeira a ser entregue é a delegacia do município de Penaforte, às 10 horas. A nova delegacia teve um investimento total de R$ 109.531,97 e deve atender a uma população total de 8.226 habitantes no município. À frente do equipamento estará a delegada Márcia Janine Espíndola.

Ainda na quarta-feira, às 19 horas, será a entrega da delegacia do município de Farias Brito. Para o novo equipamento foram investidos R$ 97.270,07 que irá atender a uma população de 19.007 habitantes. À frente da delegacia estará o delegado Giuliano Vieira Sena.

Desde o dia 26 de janeiro, já foram entregues 9 delegacias à população: 15º DP, em Fortaleza e as delegacias dos municípios de Aracoiaba, Chorozinho, Jucás, Pindoretama, Saboeiro, Uruoca, Chaval e Bela Cruz.

Serviço - Delegacia de Penaforte
Inauguração da delegacia de Penaforte
15 de fevereiro de 2012, às 10 horas
Avenida Antonio Matias, S/N - Bairro Padre Cícero
88.3559.1319

Serviço - Delegacia de Farias Brito
Inauguração da delegacia de Farias Brito
15 de fevereiro de 2012, às 19 horas
Rodovia CE-386, 171 - Bairro Nova Esperança
88.3544.1270


14.02.2012

Assessoria de Comunicação da SSPDS
Henrique Silvestre e Leonardo Heffer
Fone: (85) 3101 6517 / 3101-6518 /3101-6519
E-mail: ascom@sspds.ce.gov.br
Twitter: @sspdsce

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

DELIRANDO DE FEBRE OU A FEBRE DOS COLETIVOS NO CARIRI - Por: Antonio Sávio


A manipulação da juventude caririense e a lavagem cerebral ideológica


Qualquer pessoa comum que debruce um olhar mais atento sobre a realidade pode achar que está ficando louco, ou, como comumente lhe passam, não tem “nível suficientemente alto” para entendê-la. Essa ideia de ter que ter um ingresso dado por uma escola ou universidade brasileira para entender a realidade é fruto de um culto ao leviatã ( O Estado) denunciado por Hobbes, que hoje se personifica em nosso sistema educacional, e isso nunca me entrou na cabeça.

A suposição que no ambiente universitário você encontrará mentes aptas a lhe esclarecer alguma coisa e daí, você possa ter uma visão mais crítica (perdoe-me pelo uso dessa palavra, mas é a que o pessoal mais usa) da realidade é de uma falta de senso do ridículo incomum. A realidade mostra-se ao ser humano de acordo com sua vontade e esforço de captá-la, e isto, definitivamente não está nas mãos dos atuais professores universitários, salvo, como sempre, alguma exceção.

A tolice institucionalizada pelas universidades brasileiras tem feito um estrago mortal ao país. Muita gente inocente, de mente deveras brilhante, empreendeu suas forças por causas realmente ridículas, levados por gente mais experiente em aliciar e distorcer a realidade dos fatos. O fenômeno merece atenção, não pela qualidade das ideias produzidas, coisa que a história é sempre implacável, e os renegará ao lixo das eras, mas, o efeito que as ideias têm tomado na cultura e política do país é algo que merece atenção imediata. Os moldes da nossa atual cultura superior está no rebaixamento à ideia de “intelectual coletivo” do Antonio Gramsci que, vendo que a revolução pode ser feita pela corrupção contínua de uma cultura, corrompendo, distorcendo fatos, ocultando obras, tudo fica bem mais fácil. Deste modo, poucos estudantes universitários dos cursos de ciências humanas, apesar do acesso a internet, tem se perguntado sobre o conteúdo que lhes estão sendo entregues dia a dia em sala de aula.

Não se trata aqui de nenhuma “teoria da conspiração”, a estratégia embora de fato tenha sido empreendida pelas esquerdas brasileiras que trabalham dia e noite na empreitada, ainda tem como vantagem a inexistência de uma direita, uma soma enorme de analfabetos e miseráveis onde o primeiro discurso é o bastante para manipulá-los. Ora, assim é vitória certa. A prova que nos falta à ideia do que seja um estudo ou cultura de qualidade que dificilmente encontraremos um estudante que não tenha entrado em contato com as obras de Marx na universidade de modo direito ou indireto, mas, sequer ouviram falar em nomes como Edmund Burke, Samuel Coleridge, Thomas Carlyle, Henry Maine, ou pelo menos em brasileiros como Meira Penna, Mário Ferreira dos Santos, José Guilherme Merquior etc. É claro que, em tempos de supremo relativismo moral haverá quem diga: - Cada um segue o que quer! Mas a sentença aí só passa a ser verdadeira se puder existir apoditicamente a possibilidade de escolha, coisa que, é claro, que doutrinadores ideológicos não seriam inocentes de deixar.

O que vemos, portanto é uma série de acontecimentos que tem sim uma explicação histórica e filosófica. A propagação desse coletivismo é uma afronta à realidade. Não há nenhuma possibilidade de coletividade sem a existência individual. A própria constituição garante isso, porém, há quem ache que a nossa existência só pode ser vista de modo político-coletivo. Neste caso, você deixa de existir e passa a ter a ideia corrompida pelo grupo, pelo time de futebol, pelo partido, pelo coletivo. É claro que não é conveniente dizer que essa coletividade partidária ou não mataram por meio de suas ideologias mais de duzentos milhões de pessoas ao longo do século XX. As mesmas são frontalmente contra o que se desenvolveu filosoficamente na Grécia ou pelo pensamento medieval pelo fato de ambas professarem uma responsabilidade ao uno, ao indivíduo. Não há possibilidade de melhoria política da comunidade sem que antes a noção de responsabilidade sobre si seja tomada como prioridade.

A juventude como combustível.

Evidentemente que, a preparação dessas coletividades só se faz em bases frágeis ou inocentes, que facilmente cedem ao canto da sereia dada as suas carências. De um modo geral essas características podem ser vistas historicamente sobre os jovens. A necessidade de autoafirmação e pertencimento vem a ser o principal ingresso de jovens nas mais diversas ideologias, juntamente com a promessa de “fazer um mundo melhor”. É a supremacia do “intelectual orgânico” ou “intelectual coletivo” do Gramsci, citado acima. Uma vez que qualquer pessoa pode ser considerada intelectual para poder abranger toda uma massa de jovens que queira sua autoafirmação.

No Cariri, a propagação desses coletivos ideológicos tem sido difundida seguindo a regra a receita, de modo consciente ou não. É claro que muitos dos participantes dessa coletividade são pessoas idôneas que, em sua inocência aderiram à causa seja “por um mundo melhor”, “contra o imperialismo”, por um “mundo verde”, “ecologicamente correto” etc. Os jovens são incentivados as mais diversas ações sem nenhuma base de leitura política ou filosófica. A “preparação” é feita com base em leituras superficiais dos panfletos ideológicos com a intenção de por em atividade, o mais rápido possível, o jovem carente por elogio que, a partir daí receberá seus aplausos no fim do dia de modo garantido.

Enquanto isso na sala de justiça... Os responsáveis pelos grupos estão sempre muito ocupados. Se tiver um membro novo tem lá alguém que ver se o mesmo leu direitinho o manifesto comunista, se tem outros mais adiantados temos que ver quando será a próxima reunião, além de ter que receber os panfletos a serem distribuídos na próxima performance, além de uma infinidade de outras pseudo-ocupações que passam a impressionar os mais jovens.

Uma pergunta curiosa que eu faria caso estivesse em algum destes grupos é: - Como seguimos uma pessoa que professa uma doutrina que supostamente está acima do entendimento da maioria da população alienada, se ele mesmo, muito ocupado como percebemos, não tem tempo de abrir um só livro? E, supondo que a existência de tudo, haja uma dialética, como não pode ele estudar literalmente nada que seja contrário ao seu pensamento? Com que autoridade alguém que questiona o sistema capitalista pode fazê-lo se nunca leu nenhum economista, se não sabe o que é uma comparação de estados estacionários, nem uma taxa de poupança, nem um impacto de moeda corrente? Saberiam os revolucionários do Cariri quem são Covarrubias, Luis Saravia de la Calle, Pedro João de Olivi, Santo António de Florença e, principalmente, São Bernardino de Sena? Ou saberiam que essa ideia de concorrência (em latim, concurrentium) que eles tanto abominam já tinha sido dada no século XVI? Indo em direção as artes alguém pode imaginar que as maiores obras da cultura Ocidental foram feitas por um grupo? Da Vince, Michelangelo e Sandro Botticelli seriam “Coletivo Renascentista”, ou no barroco teríamos Caravaggio, Rembrandt e Geoges de La Tour como o “Coletivo Ave Maria”? Sabemos muito bem que o contexto histórico que vivemos é totalmente diferente, mas, como diria o Paulinho da Viola: “Tá legal, eu aceito argumento, mas não me altere o samba tanto assim…”.

O que sabemos é que desde que o mundo é mundo, cada um pensa com sua própria cabeça, individualmente! Esta é a condição de existência do homem, que, de fato não lhe impede nenhuma caridade. Mas caridade e alienação política são diferentes. Uma parte da ordem exterior, de um comando ilegítimo a outra da própria consciência. É óbvio que o direito de expressão é algo garantido constitucionalmente. O que não garante nossa constituição é a qualidade do que será expresso, e nem a premissa que ele seja inquestionável.

Por: Antonio Sávio

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Dia Mundial dos Enfermos


Dom Orani João Tempesta
Arcebispo do Rio de Janeiro (RJ)
Com essa citação de Jesus demonstrando que o sinal da cura ia mais além, o Papa Bento XVI inicia a sua mensagem para o XX Dia Mundial do Doente, celebrado no Dia de Nossa Senhora de Lourdes, dia 11 de fevereiro.
Para nós no Brasil, esse dia se reveste de maior solenidade ainda, pois estamos a poucos dias da abertura da Campanha da Fraternidade, que justamente nos demonstrará um dos aspectos da importante Pastoral da Saúde, que é a questão da saúde pública.
Além das visitas aos enfermos nas paróquias e nos hospitais, e das campanhas de esclarecimentos e de conscientização da responsabilidade pela saúde das pessoas, a preocupação com uma assistência sanitária digna do ser humano para todos os brasileiros clama nos corações de todos.
Neste dia, unimos a nossa reflexão para que as pessoas experimentem a diferença que faz a fé em suas vidas quando se defrontam com a fragilidade da doença e da dor.
O Papa recorda dos sacramentos “de cura”, ou seja, o “Sacramento da Penitência ou da Reconciliação, e o Sacramento da Unção dos Enfermos, que encontram o seu cumprimento natural na Comunhão Eucarística.”
O tema mundial escolhido visa também ao “Ano da Fé”, que deverá ser “ocasião propícia e preciosa para redescobrir a força e a beleza da fé”. O Papa recorda que “deseja encorajar os doentes e quantos sofrem a encontrar sempre uma âncora segura na fé, alimentada pela escuta da Palavra de Deus, da oração pessoal e dos Sacramentos.”
É fato que a doença, e suas consequências, afetam a todos. Torna-se, assim, uma dor comum de toda a humanidade, de todos os homens e mulheres. A doença envolve toda a pessoa, seja no seu aspecto físico – o mais sentido, certamente, – mas também no âmbito psicológico e mesmo espiritual. É assim um mistério que envolve o ser humano.
A Igreja louva os progressos da medicina, e mesmo os apoia, visto que são no seu cerne uma manifestação do poder criador de Deus. Porém, sempre fazendo a ressalva de que acima de qualquer avanço tecnológico está a dignidade do ser humano.
Jesus, ao curar, não o faz apenas e tão somente para eliminar a doença. Ele cura para libertar, salvar a pessoa. Libertar principalmente daquilo que a impede de realizar-se como pessoa, como filha de Deus.
Assim, na cura Jesus manifesta-se como o Salvador, o Messias. A cura das doenças por Jesus é um sinal de Sua ressurreição, que é a primícia da nossa própria ressurreição.
Portanto, seguindo os caminhos de Cristo, vencedor do pecado e da morte, a Igreja está solidária e unida a todos os doentes.
Ao celebramos o Dia Mundial dos Enfermos no dia 11 de fevereiro, na memória da Virgem de Lourdes, a Igreja no Brasil também quer refletir sobre a questão da Saúde Pública na Campanha da Fraternidade 2012, e incentivar a todos para que se engajem na Pastoral da Saúde e trabalhem em todos os seus âmbitos.
Com isso, a Igreja demonstra a sua solicitude constante para com os doentes, anunciando e testemunhando o Evangelho do sofrimento, iluminada pela fé.
Sabemos da enorme contribuição que a Igreja dá em todos os cantos do mundo ao cuidado em relação aos enfermos. Seja no campo material com seus inúmeros centros de assistência aos doentes: hospitais, casas de saúde, e outros, principalmente e, sobretudo, no atendimento aos mais carentes e pobres.
Fazendo eco ao Papa Bento XVI, também agradeço “àqueles que trabalham no mundo da saúde, assim como às famílias que nos seus próprios entes queridos veem a face sofredora do Senhor Jesus”.
Em suma, queridos diocesanos, a Igreja quer e deseja promover e testemunhar o Evangelho de Jesus não só em palavras, mas com iniciativas concretas de assistência e cuidados para as multidões incontáveis de sofredores com os males da dor e das doenças.
Que Nossa Senhora de Lourdes, Maria, Mãe de Misericórdia e Saúde dos Enfermos, interceda por todos os doentes, os profissionais da saúde, os enfermeiros e os dirigentes hospitalares a colocarem a pessoa humana e a sua dignidade de filhos de Deus acima de qualquer outra cultura, “para que a saúde se difunda sobre a Terra” (cf. Eclo 38.8).
Fonte: www.cnbb.org.br

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

MARIA DA PENHA Lei fica mais dura contra agressor

Clique para Ampliar
A biofarmacêutica cearense Maria da Penha Maia Fernandes virou símbolo da luta pelo fim da violência contra a mulher 
 O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu ontem que, nos casos de agressão física leves previstos na Lei Maria da Penha, o processo judicial pode ser iniciado independentemente da vontade da mulher, por iniciativa do Ministério Público.

O resultado final foi de 10 votos a favor e 1 contrário. O voto divergente foi do ministro Cezar Peluso, presidente do tribunal.

Relator do caso, o ministro Marco Aurélio de Mello afirmou que baseou seu voto no "princípio da realidade". Ele defendeu que é preciso "levar em conta o que ocorre no dia a dia quanto à violência doméstica".

O ministro citou que 90% das mulheres que são agredidas acabam desistindo da ação quando têm que comparecer à Justiça para a chamada "audiência de confirmação", na qual expressam a vontade em processar o agressor - geralmente, o próprio marido, companheiro ou ex.

"E normalmente deve-se ao fato de a vítima vislumbrar uma possibilidade de evolução do agressor, quando na verdade o que acontece é a reiteração da violência", afirmou o magistrado.

Validade confirmada

Também ontem, o STF julgou uma ação de autoria da Presidência da República em que, por unanimidade, confirmou a validade da Lei Maria da Penha. O pedido do Executivo tinha o objetivo de evitar questionamentos de que a norma fere o princípio da igualdade. Para os ministros, a lei não fere esse princípio, mas, pelo contrário, busca proteger as mulheres para garantir uma cultura de igualdade, sem violência e sem preconceitos.

O julgamento sobre a legalidade da lei foi marcado por uma controvérsia em relação à posição adotada pelo advogado do Senado, Alberto Cascais. Ele defendeu que a lei deve permanecer conforme aprovada naquela casa, delegando à mulher a iniciativa de denunciar seu agressor à Justiça.

Presentes no STF, a ministra da Secretaria de Políticas para Mulheres, Iriny Lopes, e a senadora Marta Suplicy (PT-SP) criticaram o advogado.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Transposição: Dilma Rousseff e Cid Gomes visitam canteiros de obras

Transposição: Dilma Rousseff e Cid Gomes visitam canteiros de obras PDF
cid_foraA presidenta Dilma Rousseff e o governador Cid Gomes visitaram nesta quarta-feira (8) as obras da Transposição do Rio São Francisco. A visita começou pela manhã em Floresta (PE)  e seguiu para a barragem de Areias (PE). A comitiva seguiu para Mauriti (CE), na região do Cariri, e no início da noite, a Presidenta se reunirá com os governadores do Ceará, de Pernambuco (Eduardo Campos) e empreiteiros das obras, no Hotel Verdes Vales, em Juazeiro do Norte.  Na quinta-feira (9), Dilma e Cid Gomes, visitarão as obras da Ferrovia Transnordestina.

“A presidenta Dilma vem acompanhar as obras, a execução, e cobrar um ritmo mais intenso, nas duas obras estruturantes mais importantes que o Nordeste teve em toda sua história, que são a Transposição das Águas do Rio São Francisco e a Ferrovia Transnordestina. Essas duas obras serão demarcadoras, iniciadoras de uma nova era, principalmente para o interior dos estados do Ceará, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Piauí”, destacou Cid Gomes.

Durante entrevista, o Governador destacou o projeto dos Cinturão das Águas, que já tem recursos acertados do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II). “A primeira etapa dele começa exatamente em Jati, passa pelos municípios de Brejo Santo, Missão Velha, Crato, Barbalha e chega até Nova Olinda. É uma obra que nós pretendemos já nesse primeiro semestre licitar”, explicou Cid Gomes.

cid_dentro2Transposição
A Transposição do Rio São Francisco é um empreendimento do Governo Federal, sob responsabilidade do Ministério da Integração Nacional – MI. A obra prevê a construção de mais de 600 quilômetros de canais de concreto em dois grandes eixos (norte e leste) ao longo do território de quatro estados (Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte) para o desvio das águas do rio.  Cerca d 12 milhões de pessoas deverão ser beneficiadas.

O projeto prevê a retirada de 26,4m³/s de água (1,4% da vazão da barragem de Sobradinho) que será destinada ao consumo da população urbana de 390 municípios do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte através das bacias de Terra Nova, Brígida Pajeú, Moxotó, Bacias do Agreste em Pernambuco, Jaguaribe, Metropolitanas no Ceará, Apodi, Piranhas-Açu no rio Grande do Norte, Paraíba e Piranhas na Paraíba.

cid_dentro1Transnordestina
A Transnordestina é uma ferrovia que liga os portos de Pecém (CE) e Suape (PE) ao cerrado do Piauí, no município de Eliseu Martins, um total de 1.728 km. O objetivo é elevar a competitividade da produção agrícola e mineral da região com uma moderna logística que une uma ferrovia de alto desempenho e portos de calado profundo que podem receber navios de grande porte. No território cearense os serviços foram divididos em três trechos: Missão Velha-Acopiara (183 km ; Piquet Carneiro-Quixadá (179,2 km); e Itapiúna-Porto do Pecém (164,3 km), totalizando 526,5 km de ferrovia.

A implantação da Ferrovia Transnordestina prevê um investimento de R$ 6,5 bilhões. A construção da ferrovia permitirá a integração da estrutura produtiva do Nordeste com as demais regiões brasileiras a partir da união de três pontos do sistema ferroviário do Nordeste - Missão Velha (CE), Salgueiro (PE) e Petrolina (PE).

fotografia 








fotografia2


08.02.2012

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br – 85 3466.4898

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

NOVA DIRETORIA DO SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Farias Brito está com nova Diretoria que tem como novo Presidente o trabalhador rural ALCIDES. Aconteceu Missa de Ação de Graças e em seguida MOISES, Presidente da FETRAECE deu posse a todos os membros.
                                 Membros da Diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais no momento da posse.






                                  Elcileide Mendonça, Gerente Regional da EMATERCE em Crato, falou colocando o trabalho em Parceria.




                                 Alcides e sua espesa Rosa ofereceu almoço aos convidados.
                                    Alcides com familiares.


                                Alcides com o amigo Pitônio e Cazuza.

Luz para iluminar as nações

Cardeal Odilo Pedro Scherer
Arcebispo de São Paulo (SP)
No dia 2 de fevereiro a Igreja comemora a Apresentação do Senhor no templo, conforme nos narra o evangelista São Lucas (cf Lc 2,22-40). Trata-se de um dos “mistérios” da infância de Jesus, ainda com sabor de Natal; por esse motivo, o Papa João Paulo II queria que o presépio, na Praça de São Pedro, fosse desfeito apenas após o dia 2 de fevereiro...
É uma celebração muito querida ao Povo de Deus, que lhe foi atribuindo vários significados e expressões exuberantes de piedade popular. De fato, quem está no centro da festa é Nosso Senhor; mas Nossa Senhora também é lembrada, com vários títulos: N.Sra. da Luz, das Candeias, da Candelária, dos Navegantes... E não é sem razão, pois ela que deu à luz, para este mundo, aquele que é a própria luz do mundo; ela leva Jesus ao templo e o apresenta ao sacerdote; é ela que introduz no templo aquele que é o Senhor do templo e que, de fato, é o verdadeiro e único templo de Deus entre os homens.
As exclamações do “justo e piedoso” Simeão, certamente, são a expressão melhor do significado, para nós, da apresentação de Jesus no templo. Ele toma o menino em seus braços e bendiz a Deus, porque vê cumprida nesse pequenino a promessa da salvação feita a seu povo! Cheio de consolação, ele diz que agora já pode morrer, pois viu o que esperava ver: o socorro de Deus, a luz que brilhou para o povo de Israel e para toda a humanidade. Ele reconhece no menino Jesus o enviado de Deus, o Redentor! Da mesma forma, a velha profetisa Ana reconhece no menino Jesus aquele que Deus havia prometido para redimir o seu povo.
Dos muitos aspectos bonitos desta festa, o simbolismo da luz talvez é o mais destacado. Por isso também se faz a bênção das velas e a procissão com a luz, como prevê o próprio rito da Liturgia. Não se trata, simplesmente, de benzer velas e de levá-las para casa, como objetos de devoção em si mesmas... Elas devem ser acesas, iluminar, manifestar a luz, significando a luz que Maria introduziu no mundo e levou ao templo; luz que é o próprio Cristo Jesus em quem nós cremos.
Já no século VII, o santo bispo Sofrônio convocava o povo, num sermão para esta festa: “Todos nós, que celebramos com tanta piedade o mistério do encontro com o Senhor, corramos para ele cheios de entusiasmo. Ninguém deixe de participar deste encontro, ninguém recuse levar sua luz! Acrescentemos também nós algo ao brilho das velas, para significar o esplendor divino daquele que se aproxima e ilumina todas as coisas; ele dissipa as trevas do mal com sua luz eterna e também manifesta o esplendor da alma, com o qual devemos correr ao encontro de Cristo”.
A festa da Apresentação já antecipa o que Jesus anunciará na sua pregação: “Eu sou a luz do mundo: quem me segue não caminha nas trevas”. Aderir pela fé a Cristo e ao seu Evangelho significa sair das trevas e ser iluminados com a claridade da luz divina ao longo da vida. São Paulo dirá que o Batismo nos faz sair das trevas, para sermos “luz no Senhor”. Por isso, ele recomenda: “andai como filhos da luz, para que as trevas não mais vos surpreendam”. Chegou a verdadeira luz, que vindo ao mundo, ilumina todo homem (cf Jo 1,9). “Portanto, irmãos, conclama ainda S.Sofrônio, deixemos que ela nos ilumine, que ela brilhe sobre todos nós!”
Esta bela festa também tem um forte significado missionário: uma vez iluminados com o fulgor de Cristo ressuscitado, também os cristãos devem ser luz para o mundo: “vós sois a luz do mundo: brilhe a vossa luz diante dos homens, para que eles, vendo vossas boas obras, glorifiquem o Pai que está no céu”. Como Simeão e Ana, não devemos ocultar esta luz, mas proclamá-la e difundi-la a todos ao nosso redor!
Jesus Cristo é a verdadeira “lumen gentium” – luz dos povos: luz de verdade, esperança, beleza, amor, justiça, perdão... E a Igreja, formada pela multidão daqueles que receberam o brilho desta luz no encontro com Ele, deve iluminar as realidades do convívio humano, para que todas as “trevas” sejam superadas. Esta é a contribuição dos discípulos de Cristo para a edificação do mundo.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Audiência Pública em Crato debate Projeto final do Cinturão das águas.




A Secretaria dos Recursos Hídricos  - SRH realizou na terça-feira (31.01) , no Salão de Atos da Universidade Regional do Cariri (URCA), no Crato, a quarta  audiência pública com lideranças dos municípios beneficiários do primeiro trecho do projeto Cinturão de Águas do Ceará (CAC).
O CAC é um canal adutor que será construído pelo Governo do Estado para a transferência de águas do Rio São Francisco para a região do Cariri:  Jatí, Porteiras, Brejo Santo, Missão Velha, Barbalha, Juazeiro do Norte e Crato.
Sendo assim “com a realização da referida audiência pública, a Secretaria cumpre as exigências contidas nas Normas e Instruções de Licenciamento da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) para quem a SRH requereu licenciamento ambiental para concretização das obras. A mesma audiência pública foi realizada nos termos da Resolução 009/87, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA)”
Devemos ressaltar que a obra compreenderá trechos  com canal aberto, cifão e   túnel, e o primeiro trecho partirá de Jati até  às nascentes do rio Cariús, cortando os municípios citados acima, e o futuro município de Ponta da Serra, margeando a encosta da Serra do Juá, em direção ao distrito de Monte Alverne.
Saiba mais
"O governo do Estado do Ceará está em fase de elaboração do projeto definitivo do primeiro trecho do Cinturão de Águas do Ceará.
Em princípio, R$ 2 milhões e 752 mil já se acham destinados pelo Estado, com financiamento do Proágua Nacional, para a implantação da primeira etapa do projeto. Este primeiro trecho do Cinturão de Águas nasce no município de Jati, por onde chegarão as águas do rio São Francisco ao Ceará, e se estenderá por 160 quilômetros até Cariús, dentro de uma vazão pré-estimada entre 25 e 30 metros cúbicos por segundo, levando água para uma das regiões mais secas do Sertão dos Inhamuns. O projeto será formado por um Canal Principal margeando a Chapada do Cariri, aproximadamente no sentido leste-oeste, para depois, com diretriz sul-norte, atravessar as bacias do Alto Jaguaribe e Poti-Parnaíba, vindo a atingir a bacia hidrográfica do rio Acaraú, que começa um pouco a montante da cidade de Tamboril, totalizando cerca de 545 quilômetros. No seu caminhamento ainda permitirá derivações de porte para a bacia do Banabuiú, com a construção de túneis."
http://www.adece.ce.gov.br/investime...php?Noticia=42
"É o Cinturão das Águas do Ceará (CAC). Ele permitirá garantir, com segurança de 99%, o suprimento de água para 93% da população do Ceará", publicou. "Com canais e a perenização de rios as águas do São Francisco poderão chegar até áreas hoje muito carentes como o Cariri Oeste, os Inhamuns, o Sertão Central, Sertão de Crateús e pela Região Norte se integra ao Eixão das Águas".
http://diariodonordeste.globo.com/ma...?codigo=723693 
Fonte: Assessoria de Imprensa da SRH

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Encontro dos Presbíteros promove reflexão sobre identidade e espiritualidade


Mais de 500 sacerdotes e bispos participam do 14º Encontro Nacional de Presbíteros (ENP), cuja abertura ocorreu na noite desta quarta-feira, 1º de fevereiro, no auditório Padre Noé Sotillo, no subsolo do Santuário Nacional, em Aparecida (SP) e segue até o dia 7. A oração inicial foi dirigida pelo arcebispo de Palmas (TO) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e Vida Consagrada da CNBB, dom Pedro Brito Guimaraes.
Em seu discurso, dom Pedro enfatizou que o ENP é uma particularidade da Igreja no Brasil. “É uma mobilização do clero brasileiro que é uma benção, uma dádiva de Deus”. Para o bispo, o encontro é um momento privilegiado de convivência, formação e troca de experiências. Ele destacou a força da assembleia, por sua representatividade. “Estão reunidos representantes das 275 dioceses do Brasil, sendo de grande importância e valor para auto-estima do clero e para o seu crescimento espiritual”, avaliou.
Reflexão
Para o presidente da Comissão Nacional dos Presbíteros, padre Francisco dos Santos, o evento é uma oportunidade de renovação da vocação presbiteral. “Nossa missão é evangelizar, com a Palavra, a vida e o testemunho”. Ele convidou os participantes a ficarem atentos ao tema da reflexão do encontro. “Neste clima pós-moderno, em que a identidade e a espiritualidade perderam consistência, coloca-se o tema da reflexão do nosso encontro. Deparamo-nos com a necessidade de dizer quem somos, e porque aqui estamos. O desafio é a busca de novos caminhos”.
Também a respeito da temática em discussão, dom Pedro lembrou da atualidade da questão que já foi abordada em encontros anteriores. “O diferencial é este tempo de mudança de época que estamos vivendo. É um desafio para a Igreja hoje dar uma resposta para a pergunta sobre o futuro do cristianismo no mundo de hoje”. Na solenidade de abertura, foi justificada a ausência do padre João Batista Libâneo, que colaborou de forma fundamental no texto-base do encontro, mas que está doente. Padre Jésus Benedito dos Santos, que é o outro assessor do encontro, conta agora com a colaboração do padre Manoel José Godoy.
Acolhida
O Santuário Nacional de Aparecida se preparou de uma forma especial para acolher este encontro. “Os padres aqui se reúnem a exemplo dos bispos, que também fazem em Aparecida a sua assembleia anual, e são muito bem vindos”, afirmou o reitor do Santuário, padre Darci José Niciolli. Ele trouxe a saudação do cardeal arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB, dom Raymundo Damasceno Assis, e enfatizou a importância do povo acompanhar o encontro do clero. “O contato com os romeiros favorece a reflexão e mostra a cara dos presbíteros do Brasil. Espero que o povo sinta que o pastor de sua paróquia, de sua comunidade, está reunido, estudando, está formando também comunidade, aqui na casa da Mãe Aparecida que abençoa os seus filhos queridos, os sacerdotes”.
Na manhã desta quinta-feira, os participantes concelebram a eucaristia, no altar central do Santuário Nacional. Na missa, no espírito da liturgia de hoje, festa da Apresentação do Senhor, dom Pedro refletiu sobre a dimensão da oferta do Cristo. “A vida de Jesus é como uma vela que se consome, se entrega, se doa. Todos nós também poder ser luz onde vivemos”. Com a benção das velas, bispos, padres e demais fiéis participaram da procissão e benção do Santíssimo Sacramento. O encontro segue, no subsolo do Santuário, com o colóquio do padre Manoel e a discussão em grupo.
www.cnbb.org.br

Estado inaugura duas Unidades Básicas de Saúde no Cariri


Mais duas Unidades Básicas de Saúde da Família construídas com recursos do Governo do Estado serão inauguradas. Desta vez em municípios do Cariri, macrorregião onde foram construídas ou estão em fase de conclusão 35 UBSFs. As inaugurações estão marcadas para esta quinta-feira (2), em Farias Brito, às 15 horas, e em Santana do Cariri, às 18 horas, com a presença do secretário da Saúde do Estado, Arruda Bastos. Pela manhã, às 8 horas, em Juazeiro do Norte, o Secretário terá encontro com gestores municipais da região para discutir a regulação da rede de assistência aos pacientes.

Em Farias Brito, a Unidade Básica de Saúde da Família fica no distrito de Cariutaba. Para o prefeito da cidade, Vandevelder Freitas Francelino, “a nova UBSF pela qualidade e estrutura do prédio vai melhorar tanto as condições de trabalho dos profissionais como o acolhimento e atendimento aos pacientes”. Ele destaca que na nova unidade, bem maior do que a que existia anteriormente no distrito, a população tem num só lugar, funcionando de forma integrada, assistência médica e à saúde bucal. Na UBSF, que está com as portas abertas há duas semanas mesmo antes da inauguração, os moradores dispõem de um consultório odontológico.

Já em Santana do Cariri, a nova Unidade Básica de Saúde da Família fica no bairro São Pedro, sede do município. A unidade,  inicialmente, vai funcionar com médico pediatra, enfermeiro, dentista e profissionais de nível médio.

Apoiar os municípios nas ações da atenção básica é o objetivo central do Governo do Estado, através da Secretaria da Saúde, com a construção da nova rede de Unidades Básicas de Saúde da Família no Interior, em 150 municípios. “Ao mesmo tempo em que investe na ampliação e modernização da rede de assistência à média e alta complexidade, com a construção de hospitais regionais, policlínicas, Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs) e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) na Capital e no Interior, o Governo do Estado sabe da importância  de reforçar as ações da atenção básica nos municípios”, afirma Arruda Bastos. Ele observa que “com ações básicas efetivas e de qualidade a saúde da criança e da mulher, por exemplo, podem apresentar melhores indicadores, que na prática traduzem mais qualidade de vida para toda a família”.

Mais de 26 milhões
Na construção das 153 UBSFs distribuídas nos 150 municípios cearenses de todas as regiões, os investimentos do Estado totalizam R$ 26.779.000,00. Em cada nova unidade, que tem padrão único de construção com base em orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o investimento é de R$178.660,00. Os municípios conquistaram as Unidades Básicas de Saúde da Família com base em critérios. Entre eles, comprovação de cobertura do Programa Saúde da Família igual ou superior a 70%, pelo menos 90% das gestantes recebendo quatro ou mais consultas e ainda adesão aos consórcios públicos de saúde como estratégia de gestão das unidades de saúde regionais.

01.02.2012

Assessoria de Imprensa da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá - (85) 3101-5221

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Internet "Banda Larga" em mais 24 Municípios do Ceará


Nos moldes do PNBL, internet com 1Mbps de velocidade sai por R$35,00 ao mês e ajuda na inclusão digital

A OI anunciou que levará as novas ofertas do OI Velox nos moldes do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) a mais 1.050 municípios brasileiros. No Ceará, além das oito cidades que já eram atendidas, mais 24 serão contempladas.
Até fevereiro deste ano, a previsão é que a internet banda larga da operadora aporte nos municípios de Ipueiras e Jaguaribe. Para março, a expectativa é que Forquilha e Reriutaba, ambos municípios localizados no Noroeste do Estado, sejam beneficiados pelo PNBL.
Os outros 20 municípios só receberão a banda larga entre abril e junho deste ano. São eles:Altaneira, Aratuba, Caridade, Cariús, Catarina, Deputado Irapuan Pinheiro, Farias Brito, Frecheirinha, Graça, Granjeiro, Guaramiranga, Ipaporanga, Meruoca, Mulungu, Nova Olinda, Orós, Pereiro, Porteiras, Santana do Cariri e Varjota.
Atualmente, a OI já opera o PNBL nos municípios de Bela Cruz, Granja, Cruz, Milagres, Paraipaba, Assaré, Mauriti, além da cidade litorânea de Icapuí.
A TIM também está presente em cinco cidades cearenses. São elas: Fortaleza, Caucaia, Itaitinga, Maracanaú e Várzea Alegre.
Valores
O OI Velox nos moldes do PNBL oferece velocidade de 1Mbps e custa R$ 35 reais por mês. Nos estados em que foi concedida isenção de ICMS para serviços de banda larga, a oferta é feita a R$ 29,90 mensais.
Em ambos os casos, o cliente não precisa pagar pelo modem, cedido em regime de comodato.
O cliente tem também a opção de escolher um provedor de acesso gratuito, conforme lista de empresas que atuam em parceria com a OI, ou pagar por esse serviço, caso prefira um provedor que também seja parceiro da companhia, mas cobre pelo serviço alguma mensalidade.
Telefonia fixa
Conforme previsto no termo de adesão ao PNBL, o cliente pode optar também por uma oferta de serviços que inclua, além do OI Velox nos moldes do PNBL, o OI telefone fixo. Nas cidades beneficiadas, o serviço está disponível para novos clientes e também para os já assinantes. O limite de download mensal, inicialmente estabelecido em 500 Mbytes, terá que ser dobrado para 1Gygabyte a partir de junho de 2013.
 Fonte: Diário do Nordeste