domingo, 5 de fevereiro de 2012

Audiência Pública em Crato debate Projeto final do Cinturão das águas.




A Secretaria dos Recursos Hídricos  - SRH realizou na terça-feira (31.01) , no Salão de Atos da Universidade Regional do Cariri (URCA), no Crato, a quarta  audiência pública com lideranças dos municípios beneficiários do primeiro trecho do projeto Cinturão de Águas do Ceará (CAC).
O CAC é um canal adutor que será construído pelo Governo do Estado para a transferência de águas do Rio São Francisco para a região do Cariri:  Jatí, Porteiras, Brejo Santo, Missão Velha, Barbalha, Juazeiro do Norte e Crato.
Sendo assim “com a realização da referida audiência pública, a Secretaria cumpre as exigências contidas nas Normas e Instruções de Licenciamento da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) para quem a SRH requereu licenciamento ambiental para concretização das obras. A mesma audiência pública foi realizada nos termos da Resolução 009/87, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA)”
Devemos ressaltar que a obra compreenderá trechos  com canal aberto, cifão e   túnel, e o primeiro trecho partirá de Jati até  às nascentes do rio Cariús, cortando os municípios citados acima, e o futuro município de Ponta da Serra, margeando a encosta da Serra do Juá, em direção ao distrito de Monte Alverne.
Saiba mais
"O governo do Estado do Ceará está em fase de elaboração do projeto definitivo do primeiro trecho do Cinturão de Águas do Ceará.
Em princípio, R$ 2 milhões e 752 mil já se acham destinados pelo Estado, com financiamento do Proágua Nacional, para a implantação da primeira etapa do projeto. Este primeiro trecho do Cinturão de Águas nasce no município de Jati, por onde chegarão as águas do rio São Francisco ao Ceará, e se estenderá por 160 quilômetros até Cariús, dentro de uma vazão pré-estimada entre 25 e 30 metros cúbicos por segundo, levando água para uma das regiões mais secas do Sertão dos Inhamuns. O projeto será formado por um Canal Principal margeando a Chapada do Cariri, aproximadamente no sentido leste-oeste, para depois, com diretriz sul-norte, atravessar as bacias do Alto Jaguaribe e Poti-Parnaíba, vindo a atingir a bacia hidrográfica do rio Acaraú, que começa um pouco a montante da cidade de Tamboril, totalizando cerca de 545 quilômetros. No seu caminhamento ainda permitirá derivações de porte para a bacia do Banabuiú, com a construção de túneis."
http://www.adece.ce.gov.br/investime...php?Noticia=42
"É o Cinturão das Águas do Ceará (CAC). Ele permitirá garantir, com segurança de 99%, o suprimento de água para 93% da população do Ceará", publicou. "Com canais e a perenização de rios as águas do São Francisco poderão chegar até áreas hoje muito carentes como o Cariri Oeste, os Inhamuns, o Sertão Central, Sertão de Crateús e pela Região Norte se integra ao Eixão das Águas".
http://diariodonordeste.globo.com/ma...?codigo=723693 
Fonte: Assessoria de Imprensa da SRH

Postar um comentário