segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Começa hoje Campanha de doação



O evento é nacional e, no Ceará, terá ampla programação, tanto na Capital, quanto no Interior do Estado

A Campanha Doe de Coração pretende estimular a solidariedade Foto: Kid Júnior

A partir de hoje até o próximo sábado, as doações de órgãos humanos estarão em foco. No período, comemora-se a XIV Campanha Nacional de Doações, que em Fortaleza e em alguns municípios do Interior do Estado será marcada por ampla programação, tendo como finalidade estimular e conscientizar a população sobre a importância desse ato para propiciar qualidade de vida ou até mesmo evitar óbitos de quem se encontra na fila de espera por transplante de órgão.

A abertura da II Semana de Doação de Órgãos e Tecidos, desenvolvida pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), acontece às 19 horas de hoje, em Sobral, com a realização de um fórum, no auditório da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC).

No decorrer da semana, diversas atividades ocorrerão, ainda, na Capital, incluindo campanha no Instituto Dr. José Frota (IJF) e em hospitais que dispõem de Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante.

A coordenadora da Central de Transplantes do Ceará, Eliana Barbosa, explica que, em Fortaleza, as mobilizações se iniciaram já no começo deste mês, com a Campanha Doe de Coração, desenvolvida pela Fundação Edson Queiroz e envolvendo maciça divulgação nos meios de comunicação de atividades relativas ao tema, distribuição de camisas e material educativo. O Dia Nacional do Doador é 27 de setembro, lembrou, observando que apesar do avanço no registro de doações, os festejos são importantes para ajudar a conscientizar um maior número de pessoas e tirar dúvidas.

O certo é que o Ceará tem muito a comemorar, destaca a coordenadora da Central: "No primeiro semestre deste ano, tivemos uma média de 20,8 doadores por milhão da população, o que superou as expectativas", contabiliza. Esse índice colocou o Ceará em segundo lugar no País em registro de doações, perdendo apenas para Santa Catarina, onde foi registrada uma média de 25 doadores por milhão da população.

O Ceará, acrescentou, está em primeiro lugar em transplante de fígado no País e em segundo lugar em transplante de coração. "Mas é preciso melhorar a taxa de notificação de potenciais doadores", citou, ressaltando que a Campanha Doe de Coração mostra-se fundamental para o alcance desse objetivo.

"A Doe de Coração impulsiona novas doações e tem um largo alcance na sociedade", frisou a coordenadora. Lembrou que, no ano de 2003, quando foi lançada, o número de transplantes cresceu no Ceará, tanto que a variação foi de 41,8% em relação ao ano anterior, 2002.

Amanhã, será aberta no IJF a II Campanha de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante. O evento vai até o dia 27 de setembro, com palestra, vídeos institucionais, exposição de artesanato pelo grupo Rim Arte, além de apresentações musicais com Waldonys, grupo Estrela do Norte e coral. Conforme a direção, a Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes do IJF vem obtendo bons resultados na sensibilização das famílias. Em comparação com o primeiro semestre de 2011, houve um crescimento de 18% na quantidade de doação de órgãos.

Apesar do avanço no registro de doações, os festejos são importantes para ajudar conscientizar mais pessoas e tirar dúvidas
Postar um comentário