quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Lei Seca vai de zero às 18 horas no domingo

Em entrevista exclusiva, o secretário Bezerra revelou as últimas diretrizes para que o pleito seja tranquilo
O secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado, coronel Francisco José Bezerra Rodrigues, assinou, no fim da tarde de ontem, a portaria que regulamenta a Lei Seca durante o pleito eleitoral. A partir de zero hora de domingo fica suspensa a venda de bebidas alcoólicas em todo o território cearense. A proibição se estende até às 18 horas do domingo, isto, uma hora depois do fim da votação. A SSPDS promete exercer uma rigorosa fiscalização nos estabelecimentos comerciais.


Bares, restaurantes, churrascarias, lanchonetes, barracas de praia e até lojas de conveniência em postos de combustíveis ficam terminantemente proibidos de comercializar bebidas alcoólicas neste intervalo.

Flagrante
Juízes e promotores eleitorais poderão acionar as polícias Civil e Militar a qualquer instante para fechar os locais onde ocorrer violação à portaria. Os responsáveis serão presos em flagrante.

Ainda na tarde de ontem, cópia da portaria foi encaminhada ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e hoje o documento deverá ser publicado pelo Diário Oficial do Estado do (DOE).

Em entrevista exclusiva ao Diário do Nordeste, na tarde de ontem, Bezerra informou que será montado na sede da SSPDS um núcleo que ficará responsável pela coordenação de todas as ações policiais durante a eleição.

Batizado de ´Centro de Gerenciamento de Comando e Controle das Ações de Segurança do Pleito Eleitoral 2012´, o órgão vai atuar de forma conjunta com o TRE. Durante todo o domingo, o próprio secretário Bezerra estará à frente dos trabalhos do Centro, juntamente com o comandante-geral da PM, coronel Werisleik Ponte Matias; delegado geral da Polícia Civil, Luiz Carlos de Araújo Dantas; comandante do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Joaquim Neto; perito geral do Estado, Maximiano Barbosa; além dos chefes das coordenadorias de Inteligência (Coin), de Operações Policiais (Copol) e Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer). Também estará na coordenação da movimentação da tropa da PM o comandante-adjunto da PM, coronel Jarbas Araújo dos Santos, chefe do Estado-Maior Especial das Eleições.

Segundo o secretário, além do reforço do policiamento já distribuído em todo o Estado, as forças especiais da PM estarão em regime de prontidão para qualquer deslocamento eventual onde houver necessidade de uma pronta ação policial para reprimir crimes eleitorais e incidentes que possam ocorrer motivados pela disputa nas urnas.

Para tanto, cinco helicópteros estarão apostos para decolar da Capital ou das bases no Interior em direção aos Municípios onde estiver ocorrendo conflitos de maior gravidade e que necessitarem de ações do BPChoque.

Além dos três helicópteros da Ciopaer, outros dois foram locados pelo Estado para o pleito.

FERNANDO RIBEIROEDITOR DE POLÍCIA
Postar um comentário