segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Ceará cresce 2,9% no Índice de Desenvolvimento Municipal

Índice leva em consideração emprego e renda, educação e saúde.
De 0 a 1, Ceará obteve índice médio de 0,7333 em 2010.

Do G1 CE
 
 
Pesquisa divulgada neste domingo (02) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) mostra que em 2010 o Ceará teve um crescimento moderado em comparação com o ano anterior no Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM). O índice do Ceará passou de 0,7129, em 2009, para 0,7333, em 2010, o que representa um crescimento de 2,9%.
De acordo com a pesquisa, pelo segundo ano consecutivo o Ceará foi avaliado como o estado com melhores índices de desenvolvimento na região Nordeste. O IFDM é resultado da análise dos índices em três vertentes: emprego e renda, educação e saúde. Criado pela Firjan, o índice varia de zero a um, e acompanha anualmente a evolução socioeconômica de todos os 5.565 municípios brasileiros.

No IFDM 2010, 64,1% dos municípios do Ceará registraram desenvolvimento moderado (entre 0,6 e 0,8 pontos) e 34,8 desenvolvimento regular. Segundo a pesquisa, nenhum município cearense foi classificado como de baixo desenvolvimento, com IFDM abaixo de 0,4 pontos, e apenas dois atingiram a classificação de alto desenvolvimento: Eusébio e São Gonçalo do Amarante, ambos na Região Metropolitana de Fortaleza, tiveram índices superiores a 0,8 pontos.
Os dez municípios com maiores índices, de acordo com a Firjan, são: Eusébio, São Gonçalo do Amarante, Maracanaú, Fortaleza, Juazeiro do Norte, Horizonte, Sobral, Russas, Barbalha e Caucaia.
Na outra ponta, a pesquisa da Firjan mostra os municípios cearenses com piores desempenhos em 2010: Quiterianópolis, Reriutaba, Tarrafas, Granja, Mombaça, Saboeiro, Ibaretama, Martinópole, Chaval e Granjeiro.

 

Postar um comentário