sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Quer começar o ano empregado ou com sucesso na carreira? Veja dicas

Candidatos precisam pesquisar o mercado e as empresas antes.
Atualizar currículo e ter noção dos pontos fortes e habilidades é essencial.

 

Do G1, em São Paulo

Conseguir emprego ou mudar de trabalho são algumas das metas que estão no topo do ranking das resoluções de ano novo. Mas, para isso, segundo especialistas, os candidatos precisam pesquisar o mercado e as empresas onde pretendem concorrer a uma vaga, deixar o currículo atualizado e ter noção de seus pontos fortes e suas habilidades, investindo no autoconhecimento.

O G1 reuniu abaixo 10 dicas dos especialistas Cristiano Rosa, professor de gestão em recursos humanos do Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada (IBTA), da analista de carreiras do Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada (IBTA), Paula Sanches, e de Eduardo Ferraz, consultor em gestão de pessoas.
“A maioria dos profissionais sonha em ter o emprego ideal, ganhar mais, ser promovido ou tudo isso ao mesmo tempo. Entretanto, muitas vezes, acha que seu desenvolvimento profissional é atributo da empresa em que trabalha. A questão é que, na prática, além de saber avaliar bem as possibilidades de crescimento pessoal e profissional que a empresa oferece, é preciso aprimorar seus próprios talentos”, diz Ferraz.

De acordo com Cristiano Rosa, para quem quer se livrar do desemprego, o primeiro trimestre do ano é o período ideal para a busca de novas oportunidades. “Nessa época, as empresas renovam seus orçamentos e muitas têm mais verbas para contratar novos funcionários”, diz.
Currículo claro e objetivo
De acordo com Cristiano Rosa, o currículo ideal é claro e direto, contém apenas duas páginas e é preciso disponibilizá-lo nas redes sociais. “É necessário jogar o currículo na internet para que todos saibam que você está disponível para o mercado de trabalho.” Além disso, segundo o professor, é fundamental também deixar claro no documento os objetivos, que devem estar alinhados com a experiência profissional do candidato. Além disso, devem ser ressaltadas as aptidões e habilidades de acordo com o cargo pretendido.

Pesquisas de vagas
O profissional deve pesquisar em vários meios as vagas disponíveis e enviar o currículo para todas elas. “O candidato deve enviar o currículo inclusive para companhias onde ele sonha em trabalhar. Não pode desperdiçar nenhuma chance”, diz Rosa. É importante ainda, diz o professor, que haja conhecimento prévio da empresa onde se pretende atuar.

Networking
O contato de amigos e colegas já inseridos no mercado de trabalho ajuda bastante na hora da pesquisa sobre vagas. Muitas empresas preferem a indicação de novos profissionais dos próprios funcionários. “O ideal é procurar os colegas com quem você já trabalhou, eles podem ajudar bastante”, indica Paula Sanches.

Entrevista é prioridade
Uma boa apresentação na hora da entrevista é levada em conta pelo recrutador. Além de chegar com antecedência no local indicado, Paula Sanches reforça a importância de o candidato levar uma cópia impressa do currículo. Rosa ratifica a necessidade de um discurso seguro, que mostre conhecimento da empresa e do perfil da vaga que o candidato deseja. “O profissional deve saber o maior número de informações sobre seu futuro ambiente de trabalho”, explica.

Autoconfiança
Para Rosa, acreditar no próprio potencial profissional faz parte da conquista por uma vaga de emprego. “Todo profissional tem uma cadeira esperando por ele. É preciso encontrar a vaga com o seu perfil ideal. Tem pessoas que se cansam de procurar e vão desanimando, isso não pode acontecer. Autoconfiança é importantíssimo. Há pessoas que, quando chegam a uma certa idade, acham que já foram descartadas pelo mercado. Independente da idade, o que prevalece é a experiência. O mercado está aquecido e aguardando também o profissional de 40, 50 anos para entrevistas”, diz.

Autoconhecimento
Ferraz recomenda analisar bem o histórico de vida, as empresas e empregos por onde passou, o que mais gostou de ter feito e o que detestou. "Tudo o que uma pessoa conseguiu até agora e tudo o que espera conseguir é muito influenciado por sua personalidade", diz.

Respeite suas características
Para Ferraz, não é bom negócio insistir em coisas improváveis. "Por exemplo: se você é uma pessoa tímida, não lute contra isso, apenas administre. Provavelmente você não se sentirá bem ao lidar com grandes públicos. O contrário também é verdadeiro: se você é superextrovertido, trabalhar fechado num escritório será uma tortura. Pense em mudar de função ou de ambiente."

Identifique os pontos fortes
"Se você é muito exigente, teimoso, perfeccionista, mandão, falante, desconfiado ou qualquer comportamento que socialmente é visto como inadequado, pode se tornar um ponto forte se utilizado em tarefas que demandem esses comportamentos. O sucesso está em descobrir e aprimorar os seus pontos fortes", diz Ferraz.

Posicione-se onde você renda mais
Ferraz indica procurar por meio de um novo emprego ou dentro da empresa se posicionar para que possa usar os talentos na maior parte do tempo. "O perfeccionista vai gostar de organizar, o extrovertido de se relacionar, o dominante de comandar, o impaciente de acelerar", comenta.

Treine seu talento
"É importante melhorar aquilo que já tem de bom, desenvolver os talentos com técnicas, estudo e repetição. Um grande talento sem o esforço do treinamento e da repetição não gera resultados. Sucesso exige mais suor do que prazer", finaliza.
Postar um comentário