quarta-feira, 17 de abril de 2013

Aneel aprova reajuste na tarifa de energia do Ceará

Residências de baixa tensão terão aumento na tarifa de 3,44%.
Reajuste vai afetar a conta de 2,9 milhões de clientes da Coelce.

 

Do G1 CE
A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou na tarde desta terça-feira (16) o reajuste da tarifa de energia cobrada pela Coelce, no Ceará. A tarifa das residências de baixa tensão será de 3,44%. Para as residências de tensão média, o reajuste é de 4,38%. Já para as indústrias, a tarifa vai ficar 1,47%.
As novas tarifas entrarão em vigor a partir de 22 deste mês para 2,9 milhões de residências nos 184 municípios do Ceará. Segundo a Coelce, o reajuste médio no estado é de 3,52%. Os valores estão sujeitos à confirmação antes da publicação no Diário Oficial da União.
Os percentuais aprovados de reajuste da distribuidora refletem a variação do IGP-M, índice previsto no contrato de concessão para mensurar a inflação no período, o aumento do custo dos Encargos de Serviços do Sistema (ESS) e os gastos que as distribuidoras tiveram com compra de energia, em especial a elevação do custo variável em função do aumento da geração térmica.
De acordo com José Caminha Araripe, responsável pela Área de Regulação e Mercado da Coelce, as tarifas de energia não apresentavam aumento há 36 meses, tendo em vista que, em 2011, houve o congelamento das tarifas e, em 2012, uma redução na tarifa de energia (-10,89%).
Para calcular os índices de reajuste, a Aneel considera a variação de custos que a empresa teve no decorrer do ano. O cálculo inclui custos da atividade de distribuição e gastos que não acompanham necessariamente o índice inflacionário, como energia comprada de geradoras, encargos de transmissão e encargos setoriais.
Postar um comentário