segunda-feira, 22 de abril de 2013

Mais uma etapa cumprida na licitação do Cinturão das águas

 
Foi dada continuidade, na manhã desta sexta (19), na Central de Licitações do Estado, na Procuradoria-Geral do estado do Ceará-CE (PGE-CE), mais uma etapa da concorrência pública para execução das obras de implantação do Cinturão das Águas do Ceará (CAC). A licitação, do tipo menor preço, é referente a construção do primeiro trecho da obra, entre o município de Jati e o Rio Cariús.

Na ocasião, foram abertos os envelopes das propostas comerciais que serão analisadas em uma nova etapa do processo licitatório, em seguida os envelopes foram lacrados e, os representantes das empresas assinaram documento comprovando o lacre das propostas que serão encaminhadas à Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH) para análise. O resultado do julgamento da fase das propostas comerciais será divulgado em sessão pública em data ainda a ser determinada..
Três consórcios e uma empresa entregaram as propostas. Os consórcios são: Consórcio Ferreira Guedes – Toniolo, Consórcio Águas do Ceará – Construtora Marquise SA e EIT Construções S/A, Consórcio águas do Ceará – Construtora Passarelli LTDA, Serveng Civilsan S/A – Empresas Associadas de Engenharia e PB Construções LTDA. E a empresa é a S.A Paulista de Construções e Comércio.

Sobre o Cinturão das Águas

O CAC será formado por um canal principal que vai margear a Chapada do Cariri, no sentido leste-oeste, para, em seguida, com direção sul-norte, atravessar as bacias do Alto Jaguaribe e Poti-Parnaíba, atingindo a bacia do Rio Acaraú. De acordo com a SRH, a previsão é de que a integração disponibilize 45 mil metros cúbicos de água por segundo para o Ceará.

O Cinturão se constitui de um grande sistema gravitário de canais para a condução das águas do São Francisco para a 93% do território cearense, inclusive para as regiões mais secas do Estado, bem como para aquelas de potencial turístico e econômico. Após a conclusão da primeira parte, o Governo do Estado prevê a construção de uma segunda etapa. O investimento total para todo o projeto é de R$ 7 bilhões.

19.04.2013
Assessoria de Imprensa da PGE-CE

Postar um comentário