sexta-feira, 7 de junho de 2013

Ciclistas realizam protesto pela construção de ciclovias na região do Cariri - Por Yuri Lacerda

Ontem à noite na cidade do Crato ciclistas de várias cidades do Cariri se reuniram em uma "bicicletada" para reivindicar ao governo estadual e governos municipais a urgência na construção de ciclovias na região do Cariri.

 Bicicletada no Crato em prol das ciclovias

Atualmente, nas cidades do Crajubar (Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha) a infra-estrutura das vias não permitem um tráfego adequado de ciclistas, uma vez que os mesmos acabam tendo que dividir o espaço com veículos automotores e pedestres.

Recentemente, o vereador do município do Crato Thiago Esmeraldo aprovou na câmara municipal um projeto de lei que visa dentre outras coisas: a construção de ciclovias; a adequação das ruas existentes; e a obrigatoriedade de dedicar os espaços adequados em novas vias.

O movimento iniciou através das redes sociais e reuniu dezenas de ciclistas. Os mesmos se reuniram às 19h30 na Rua Tristão Gonçalves, em frente a uma loja de equipamentos de bicicleta, e percorreram várias ruas da cidade. Nos ciclistas utilizaram adesivos e placas com os dizeres "Ciclovias no Cariri, Urgente!".


Placas utilizadas no protesto pelos ciclistas

O empresário Itiberê Sales Fontenele, um dos idealizadores do movimento, ressaltou que "esse movimento está na verdade nascendo, é latente na população, é quando uma coletividade abraça uma causa em prol de todos, sem distinção, não é a minha pessoa que está fazendo movimento, ele já existe, como necessidade imperativa da comunidade". Itiberê reforçou ainda que com a construção das ciclovias, todos são beneficiados, até aqueles que não pedalam, pois o trânsito será desafogado.

"Imagine um operário que ganha salário mínimo, mais R$ 110,00 de vale transportes. Se ele morar em um bairro mais distante, com certeza gastará mais em passagens do que essa ajuda. Utilizando a bicicleta, em espaços adequados, ele terá uma melhor qualidade de vida, ajudará a melhorar o caos do trânsito e ainda terá ganhos salariais ao final do mês", disse o empresário.

Os ciclistas de forma pacífica paralisaram por alguns minutos o trânsito da Rua Cel. Antônio Luiz, em frente a Universidade Regional do Cariri, deitando as suas bicicletas e gritaram frases em prol da construção de ciclovias.



Ciclistas deitaram as suas bicicletas e pararam o trânsito por alguns minutos

A bicicletada terminou no Rotary Clube do Crato, onde aconteceu o lançamento do livro "Quem Pedala não Envelhece" do Monsenhor Ágio Augusto Moreira.



Livro lançado ontem no Rotary Clube do Crato

Fotos: Bike Juazeiro
Texto: Yuri Lacerda
Postar um comentário