terça-feira, 30 de julho de 2013

No Ceará, Fortaleza tem o maior IDH, diz estudo; Salitre tem o menor índice

Ceará tem o maior índice de frequência escolar com crianças de 5 e 6 anos.
Cidades do Nordeste do Brasil tiveram o maior crescimento em 20 anos.

 

No Ceará, Fortaleza tem o maior IDH, diz estudo; Salitre tem o menor índice

Ceará tem o maior índice de frequência escolar com crianças de 5 e 6 anos.
Cidades do Nordeste do Brasil tiveram o maior crescimento em 20 anos.

André Teixeira Do G1 CE
 
Fortaleza e Salitre têm o maior e menor índice de desenvolvimento humano respetivamente entre as 184 cidades do Ceará, segundo dados do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) divulgados nesta segunda-feira (29). Fortaleza tem IDH de 0,754, enquanto Salitre tem 0,540. O índice varia de 0 a 1 e, quanto mais próximo de 1, melhor a avaliação.
Para se calcular o IDHM, são considerados três indicadores: vida longa e saudável (longevidade), acesso ao conhecimento (educação) e padrão de vida (renda). No caso da renda, é avaliado o rendimento per capita (por pessoa) do município. Ainda segundo a pesquisa, o IDH cresceu 47,5% entre 1991 e 2010, em todas as cidades do Brasil.
Das 27 unidades federais, o Ceará tem o 11 º pior IDH, com valor de 0,682. O Ceará tem IDH abaixo de estados como Rio Grande do Norte, Paraná e Espírito Santo. Distrito Federal é a unidade com maior IDH, de 0,824.
Em 20 anos, 85% dos municípios do Brasil saíram da faixa de “muito baixo desenvolvimento humano”, segundo classificação criada pelo Pnud. Atualmente, 0,57% dos municípios, ou 32 cidades das 5.565 do país, são consideradas de “muito baixo desenvolvimento humano”.
  •  
idhm - índice de desenvolvimento humano municipal 2013 (versão 2) (Foto: Editoria de Arte / G1)
Frequência escolar
O Ceará se destaca com o maior índice de frequência escolar entre crianças com 5 e 6 anos de idade entre os 26 estados brasileiros e Distrito Federal. Segundo a pesquisa, 96,29% das crianças nessa idade frequentam a escola regularmente.
Entre alunos de idades mais avançadas, no entanto, o Ceará não repete o índice. Entre jovens com idade entre 11 e 13 anos, 86,02% frequentam a escola, o que coloca o Ceará em 12º nesse quesito. Já entre pessoas com 18, 19 ou 20 anos, 37% têm o ensino superior completo; 13 estados ficam acima do Ceará nesse índice.
Dos 5.565 municípios do Brasil, somente cinco (Águas de São Pedro-SP, São Caetano-SP, Santos-SP, Vitória-ES, Florianópolis-SC) são classificados como de "muito alto desenvolvimento" em educação
De acordo com dados do Atlas 2003, reformulados em 2013, nenhum município atingia a classificação “muito alto desenvolvimento” e somente três eram considerados como “alto”: São Caetano do Sul , Santos e Vitória.
Maior evolução na renda
Considerando apenas os índices de renda, das 10 cidades que registram maior evolução entre 1991 e 2010,  quatro são do Norte e seis do Nordeste. Das 5.565, Fortaleza fica na posição de número 5125 entre os municípios com maior renda do país.
Apesar de aumentos superiores a 80% no índice de renda, todos os municípios têm IDHM geral classificados como de "baixo desenvolvimento" (entre 0,500 e 0,599) e de "médio desenvolvimento" (entre 0,600 e 0,699).
O município que registrou o melhor resultado no crescimento da renda foi Nova Colinas, no Maranhão, cujo IDHM renda passou de 0,229 no atlas de 1998 (dados de 1991) para 0,502 no atlas de 2003 (dados de 2000) - aumento de quase 120% na renda. Embora apresente a maior evolução na renda, Nova Colinas tem renda per capita de R$ 181,59.
A cidade de Poço de José de Moura (PB) teve a segunda melhor evolução (117%) e Carrasco Bonito (TO) ficou em terceiro, com incremento de 102%.
Postar um comentário