sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Chuvas: Zona de Convergência Intertropical atua no Ceará


Chuva Beira MarDesde o fim da noite de quarta-feira (29), um ramo da Zona de Convergência Intertropical atua no Ceará fazendo chover em várias regiões do Estado. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou precipitações em 59 municípios. A maior chuva foi em São Gonçalo do Amarante (104,5 milímetros), seguido por Pentecoste (57mm) e Granja (46mm). Em Fortaleza, o registro foi de 16,8mm.

A meteorologista Cláudia Rickes lembra que a Zona de Convergência Intertropical é o principal sistema causador de chuvas durante a quadra chuvosa no Ceará e adianta que há previsão de chuvas isoladas ao longo desta quinta-feira e também para sexta-feira (31), em todas as regiões do Estado. “Aqui na faixa litorânea, teremos predomínio de céu parcialmente nublado, com algumas ocorrências de chuva. No Sertão Central, os modelos apontam precipitações com intensidade pouco maior”.

Abaixo da média

Apesar dos registros de chuva, a Funceme ratifica o prognóstico divulgado no último dia 21, com maior probabilidade de precipitações abaixo da média nos meses de fevereiro, março e abril. “Com essa previsão climática, não estamos dizendo que não choverá. Haverá sim algumas precipitações em todas as regiões do Ceará, mas o acumulado das chuvas nos três meses deve ser menor que a média histórica”, explica Cláudia Rickes.

30.01.2014
Assessoria de Comunicação da Funceme
Guto Castro Neto (85 8814.4194)

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Piso salarial dos professores terá reajuste de 8,32%, anuncia MEC

Salário inicial para 40 horas semanais deve ser de R$ 1.697 em 2014.
Reajuste foi maior que no ano passado, mas menor que em 2012.


Do G1, em São Paulo

O Ministério da Educação anunciou nesta terça-feira (29) o reajuste do piso salarial dos professores da educação básica (ensinos fundamental e médio). Segundo os dados do ministério, o aumento será de 8,32%, e o valor subirá para R$ 1.697. O reajuste neste ano foi maior que no ano passado, quando o aumento foi de 7,97%, mas menor que entre 2011 e 2012, quando o reajuste foi de 22,22%.
Nos últimos cinco anos, o aumento do salário inicial dos professores que cumprem a carga horária de 40 horas semanais foi de 65,6%.
Veja abaixo a evolução do piso salarial dos professores no Brasil:
2010 - R$ 1.024,67
2011 - R$ 1.187,08
2012 - R$ 1.451,00
2013 - R$ 1.567,00
2014 - R$ 1.697,00
Entenda o cálculo do reajuste
Desde 2009, por lei, o reajuste do piso salarial é feito anualmente em janeiro seguindo como  indicador o Fundeb. O fundo reúne recursos provenientes de tributos e da complementação da União, que são repassados aos governos municipais e estaduais.

Durante o ano vigente, o valor mínimo anual investido pelo fundo por aluno da educação básica é calculado com base em estimativas de arrecadação. A variação desse valor impacta na variação do salário dos professores.

Agricultor familiar poderá ter crédito facilitado para assistência técnica


Agricultor familiar poderá ter crédito facilitado para assistência técnica

Tatiana Beltrão (Jornal do Senado)
Facilitar o acesso dos produtores rurais a serviços privados de assistência técnica e extensão, por meio de financiamento, é o objetivo de projeto de lei pronto para votação na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). O PLS 318/2012 — Complementar, apresentado pelo ex-senador Assis Gurgacz, altera as Leis do Crédito Rural (Lei 4.829/1965) e Agrícola (Lei 8.171/1991) para incluir, entre os objetivos do crédito agropecuário, o financiamento da contratação desses serviços por produtores rurais e associações, por meio de linha específica de crédito subsidiado.
O texto estabelece que agricultores familiares e empreendedores familiares rurais terão juro zero no crédito para contratação de assistência técnica privada. O projeto também determina que o Conselho Monetário Nacional deverá incluir na proposta orçamentária anual, elaborada pelo Executivo, dotação destinada ao custeio da contratação de trabalhos desse tipo por beneficiários do crédito rural. Os recursos seriam alocados em linhas de crédito exclusivas.
Ampliação do acesso
No projeto, o ex-senador — que exerceu mandato no Senado em 2012 como primeiro-suplente de Acir Gurgacz (PDT-RO) — argumenta que o financiamento público da contratação de serviços privados pode ampliar, de forma mais ágil, o acesso dos produtores à assistência técnica e extensão rural (Ater). Ele diz que a dificuldade de acesso é uma das principais queixas manifestadas durante audiências públicas realizadas pela Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA). Sua proposta, afirma, pretende reparar uma deficiência da legislação ao explicitar, na Lei 4.829, o financiamento subsidiado da prestação de tais serviços como um dos objetivos específicos do crédito rural.
Assis frisa que a reestruturação das empresas estaduais de Ater, que oferecem orientação gratuita aos agricultores familiares, é fundamental para o sucesso das políticas vinculadas ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Porém, “levaria muito tempo, décadas talvez, para que tais empresas tivessem estrutura e pessoal suficiente para atendimento de todos os agricultores familiares, além de bilhões em investimentos, inclusive, dos governos estaduais”, ressalta. O ex-senador cita estudo divulgado em publicação do Ipea, baseado no Censo Agropecuário de 2006, que revela que 78% dos produtores rurais declaram não receber nenhuma orientação técnica, 13% afirmam ter orientação ocasional e apenas 9% garantem ter orientação regularmente. Para o ex-senador, o país precisa de um sistema pluralizado de serviços de assistência técnica e de financiamento, tanto públicos quanto privados, para suprir a necessidade do setor.
Juros baixos
Ele defende que, tal como no Pronaf, as linhas de crédito para Ater sejam subsidiadas com baixas taxas de juros. O ex-senador sustenta ainda que os produtores rurais (sejam agricultores familiares ou patronais, individualmente ou organizados em grupos informais, cooperativas ou associações) devem poder contratar o prestador de serviço de assistência técnica que quiserem. Assis explica que, a partir da Lei Geral de Ater (Lei 12.188/2010), que instituiu o Programa Nacional e a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural para a Agricultura Familiar e Reforma Agrária (Pronater e Pnater, respectivamente), o governo passou a selecionar e credenciar entidades privadas (empresas, ONGs e cooperativas) para atender agricultores familiares. Para ele, tal modelo representa a tutela do Estado sobre a escolha de qual instituição prestará serviço gratuitamente aos agricultores, que não têm participação na seleção dos técnicos ou entidades que darão assistência.
Voto favorável
O relator, Antonio Carlos Rodrigues (PR-SP), deu parecer favorável à proposta. No relatório, o senador observa que embora alguns setores exibam recordes de produtividade agropecuária, há um significativo contingente de produtores, sobretudo agricultores familiares, que necessitam de serviços de Ater, hoje insuficientes. Ele diz que no Plano Safra da Agricultura Familiar de 2012–2013 foram previstos R$ 542 milhões em recursos federais para serviços gratuitos no âmbito do Pronater, o que equivaleria a R$ 124 para cada um dos 4,3 milhões de estabelecimentos de agricultura familiar identificados pelo Censo — um valor irrisório para a remuneração de um profissional técnico, conforme o relator. Para Rodrigues, a destinação de crédito subsidiado à contratação dos serviços e sua previsão no Orçamento, estabelecidos pelo projeto, dotariam o setor agropecuário de recursos para o acesso dos produtores ao conhecimento e à assessoria técnica.
Agência Senado

IFCE e UFC ofertam 3.804 vagas na 2ª chamada do Sisu 2014

Solicitação de matrícula ocorrerá nos dias 31 de janeiro, 3 e 4 de fevereiro.
IFCE tem 1.153 vagas, UFC 2.651.

 

Do G1 CE

Após o encerramento do período de solicitações de matrícula da primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a Universidade Federal do Ceará (UFC) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) ainda têm um total de 3.804 vagas para ofertar. A relação de candidatos selecionados foi divulgada na segunda-feira (27) pelo Ministério da Educação (MEC), no site do Sisu (sisu.mec.gov.br). A solicitação de matrícula ocorrerá nos dias 31 de janeiro, 3 e 4 de fevereiro.
IFCE
Somente o IFCE está disponibilizando 1.153 vagas  nesta 2ª chamada do Sisu para preencher 37,5% das vagas ofertadas na 1ª chamada do Sisu para o semestre 2014.1. Ao todo, 692 candidatos se matricularam nas 1.845 vagas ofertadas em 17 campi da instituição.
O curso de Engenharia Civil do campus de Fortaleza registrou o maior percentual de pré-matrículas: 80% do total ofertado. Em seguida, ficaram os cursos de Ciência da Computação de Maracanaú e de Telemática em Fortaleza, com 70%. Na sequência, destaca-se o curso de Tecnologia em Estradas, também de Fortaleza, com 68% de pré-matriculados.
UFC
Já a UFC dispõe de 2.651 vagas, incluindo as 449 da Universidade Federal do Cariri (UFCA), criada em junho de 2013, mas ainda tutelada pela UFC. Em números absolutos, os cursos com mais vagas disponíveis para segunda chamada em Fortaleza são Agronomia (50 vagas) e Engenharia de Pesca (42 vagas), além de Letras/Língua Portuguesa e Design de Moda, ambos com 37 vagas. Os cursos de Ciências Econômicas e Pedagogia (Noturno) têm 36 vagas cada.
No campus Sobral, os cursos com maior oferta de vagas são Engenharia da Computação (51 vagas) e Engenharia Elétrica (44 vagas). Já em Quixadá, há mais vagas disponíveis nos cursos de Engenharia de Software (33 vagas) e Ciência da Computação (31 vagas). Nos novos campi de Russas e Crateús, que iniciarão suas atividades no segundo semestre, há vagas, respectivamente, nos cursos de Engenharia de Software (39 vagas) e Ciência da Computação (31 vagas).

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Vinte pessoas são presas em rinha de pássaros no Crato, no Ceará

Polícia Militar Ambiental apreendeu 62 pássaros canários-da-terra.
Presos vão responder em liberdade por crime ambiental.







Vinte pessoas foram presas em flagrante em uma rinha de pássaros no distrito de Mont'alverne, no município do Crato, a 506 quilômetros de Fortaleza. Durante a operação neste domingo (26), a Polícia Militar Ambiental também apreendeu 62 pássaros da espécie canários-da-terra. Os animais viviam em gaiolas pequenas e eram usados na rinha. Os envolvidos vão responder por crime ambiental.
Os pássaros apreendidos foram levados para um centro de triagem do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e, depois de avaliados, serão devolvidos para a natureza. De acordo com a polícia, em alguns casos, os pássaros usados na rinha brigavam até a morte.
Segundo a polícia, as vinte pessoas presas assinaram um termo circunstanciado de ocorrência, foram liberadas e vão responder em liberdade por crime ambiental. Os suspeitos também podem ter de pagar uma multa de R$ 1.000 por cada ave apreendida.

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Nota de Falecimento de Dr. Iari Gomes Lacerda

Nota de falecimento.


A família de Dr. Iari Gomes Lacerda em luto comunica o seu falecimento. Ocorrido hoje às 16:00 horas. O corpo será velado em sua residência. O sepultamento e missa serão às 16:00 horas do dia 25/01/2014 no cemitério do Crato.

Iari, estamos hoje aqui para lhe prestar essa última homenagem, saiba que nossas vidas não seria tão boas se não fosse pela sua presença. Todos nós nos orgulhamos a cada dia de termos tido você como o nosso pai, marido, tio, primo, sogro e amigo do seu jeito alegre ao mesmo tempo responsável. Se no nosso mundo tivéssemos mais Iaris com certeza seria um mundo totalmente diferente.

Te amamos muito,
Laice, Marco, Melina, Yuri, Marcos Antônio, Thially, Sabrina, Eduardo, Todos os familiares e amigos.


Biografia de Iari Gomes Lacerda

Nasceu em Santana do Cariri ao dia 30 de Maio de 1941 em frente à praça da prefeitura daquele município. Filho de João Ajury de Lacerda e Lídia Gomes de Lacerda. Ele filho de Luis Furtado de Lacerda e Maria do Carmo de Lacerda, ela filha de Manoel Gomes de Oliveira e Ana Gomes Linard. No lado materno de origem italiana e já no lado paterno de origem espanhola. Em uma família de treze irmãos: Clóvis, Luís, Joary, Ajury, Manoel Ary, João Luzary, Mariene, Iariene, Liariene, Luciene e Lidiene.

Teve um parto difícil e em consequência, foi levado às pressas para o Crato, onde foi  medicado e retornou com saúde, graças a sua madrinha D.Celi Aquino de Lacerda,vida livre e solta; povoada de brincadeiras, banhos de rios, catequese aos domingos e jogos de bolas.

Teve sua educação iniciada nas escolas reunidas de Santana do Cariri, e depois estudou com Lazuli de Queiroz. Em seguida, veio para o Crato seguir com os estudos no Colégio Estadual Wilson Gonçalves e no Colégio Diocesano do Crato, no tempo referências em ensino de qualidade. Onde teve uma adolescencia frequentando a escola e o cinema da época. Participou de movimentos políticos na época, ajudando a eleger o presidente da UNE do Crato.

Concluiu o terceiro ano com conceitos máximos nas disciplinas de física e química. Seguiu os estudos em recife, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), onde obteve o segundo lugar para ingressar no concorrido curso de Odontologia em 1964. Morava inicialmente na Rua Conde da Boa Vista região central de recife, ia aos cinemas, festas na faculdade e no náutico, próximo  sua residência. Em seguida residindo nos seguintes locais: Rua do Príncipe, Rua da Aurora e por último, na Rua da Hora (no bairro espinheiro). Pertencia a equipe de natação e de remo. Morou em Recife até o ano de 1968. Morando em recife no período da ditadura brasileira, onde havia vibrado pela revolução, imaginando uma retirada dos corruptos do poder, porém, viu que ao passar dos anos estes ganharam força ao se adaptarem com a revolução, aumentando ainda o poder. Não havia violência em Recife no período de roubos ou assassinatos. Recorda que na época havia repressão militar para os que se manifestassem contrários a ditadura. Porém, se não houvesse manifestações, poderia-se levar uma vida tranquila. Foram bons anos, onde se destacou no segundo ano, numa classificação que havia a cada decênio, recebendo um diploma de honra ao mérito, sendo o evento televisionado pela rádio universitária, em uma festa muito bonita.

Ao retornar de Recife no final do ano de 1968, após a sua formatura, montou consultório no Centro do Crato, tendo tirado um mês de férias para o descanso.  O primeiro consultório foi na Rua Dr. João Pessoa, onde hoje é parte da Loja Tomás Osterne. Em seguida, montou consultório vizinho ao Cassino Sul Americano, na praça Siqueira Campos. Por último, comprou um prédio situado a Av. Tristão Gonçalves, 508, conhecida também por Rua da Vala, endereço onde exerce a profissão até os dias atuais. Naquela época, juntamente de seus amigos (Irismar Lucena, alguns da família Peixoto, dentre outros) iam para os bailes da época e para os conhecidos banhos na nascente do Crato, onde na época era um lugar bastante apreciado pelas famílias caririenses. Também participava de vários campeonatos de vôleibol com os seus amigos, vindo a ganhar diversos troféus.

Conheceu a sua esposa Maria Laice no próprio consultório, quando a irmã dela a Srta. Maria de Fátima a levou para realizar um tratamento odontológico onde se encantou pela bela jovem de olhos azuis. Filha do Sr. Aurélio Liberalino de Menezes e da Sra. Maria Teresinha de Menezes. Sendo ele um renomado político da cidade de Farias Brito, na época prefeito da cidade. Onde após isto iniciou o namoro. Namorou durante três anos, vindo a realizar o pedido de casamento aos pais em Farias Brito em Dezembro de 1973. Com a autorização dos pais dela, estes foram a cidade de Santana do Cariri para consultar os pais dele para saber se eram de acordo. Vindo o casamento a se realizar no dia 16 de Fevereiro de 1974 na igreja matriz de Imaculada Conceição. Após o casamento, ouvia-se altíssimos sons vindos de bombas que os seus amigos Marcelo, Valdir (in memoriam) e Luciano acendiam para comemorar o matrimônio. Foram passar a lua de mel em Brejo das Freiras e em Recife

Após a cerimônia de casamento vieram residir no bairro Pimenta, em Crato, vizinho a sua atual residência. Da união do casal foram gerados três filhos: Marco Aurélio, Melina e Yuri. O primeiro é médico especialista em ortopedia e traumatologia. A filha é terapeuta ocupacional e o outro filho, Yuri, é mestre em Ciência da Computação e atua como professor do ensino técnico e superior. Sempre sendo um exemplo para os seus filhos de homem dedicado ao trabalho, à família e as causas sociais. Mostrou desde cedo à todos os filhos a importância do estudo, nunca medindo esforços para oferecer uma educação de primeira qualidade para seus filhos, matriculando estes nos melhores colégios do Crato e, posteriormente, da capital Fortaleza. Marco Aurélio e Melina seguindo os estudos em universidades em Fortaleza e Yuri em Campina Grande, Paraíba.

Sempre mostrou solidariedade aos mais carentes. Há mais de 15 anos promoveu anualmente, juntamente com sua esposa, o Natal do Sítio Patarábia, onde fez doações de alimentos para as famílias e de brinquedos para as crianças. Além de disseminarem a palavra de Deus e de promover o amor e a paz para aqueles que o circula. Fazia parte do grupo EJC da paróquia nossa senhora de Fátima. Exerceu por mais de 44 anos sua profissão.

O seu maior lazer era ir para os seus sítios (Patarábia, Carneiro e o Gavião) cuidar de seu gado e das suas plantações. Dentre os sítios, a Patarábia, com certeza foi o seu destino predileto, onde falava para todos que o significado do nome é “Fim das Raivas”. Nos sítios, cuidava de bovinos e das plantações de banana e côco.


Instituto Euvaldo Lodi oferta bolsas para universitários e recém-formados

Candidatos devem encaminhar currículo por e-mail.
Bolsas ofertadas variam de R$ 1.500,00 a R$ 3.000,00.

O Instituto Euvaldo Lodi (IEL) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico ofertam bolsas para o Programa Inova Talentos, no Ceará. A formação é destinada para estudantes do último ano da graduação ou recém-formados. Podem participar profissionais das áreas de administração, ciência da computação, economia, engenharia da produção, engenharia civil, marketing, entre outros cursos.
Os bolsistas recebem ajuda de custo que variam de R$ 1.500,00 a R$ 3.000,00. O programa tem duração de um ano. Para concorrer as vagas os candidatos devem apresentar soluções inovadoras para as empresas selecionadas pelas duas instituições que realizam o projeto.
Os postulantes podem encaminhar currículo para o e-mail estagio-@ielsfiec.org.br . Após o dia 28 de janeiro, o Instituto Euvaldo Lodi convocará os concorrentes cadastrados por e-mail a fazer a inscrição no site www.inovatalentos.com.br . Mais informações pelo telefone: (85) 3421-6514.

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Aluno de 14 anos faz Enem pela 1ª vez e é aprovado em medicina, no CE

Francisco Rodrigues de Castro Jr. foi aprovado no curso na UFC.
Estudante também passou em 1° lugar no curso de química na Uece.


Gabriela AlvesDo G1 CE

Francisco passou em medicina na UFC e tirou o 1º lugar de química na Uece (Foto: Arquivo Pessoal)Francisco passou em medicina na UFC e tirou o
1º lugar de química na Uece (Foto: Arquivo Pessoal)
O cearense Francisco Rodrigues de Castro Júnior, de 14 anos, é um dos 40 aprovados no curso medicina no campus de Sobral da Universidade Federal do Ceará (UFC). O menino que nasceu em Sobral, mas passou toda a infância em Mucambo, a 281 quilômetros de Fortaleza, fez pela primeira vez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para testar os conhecimentos. O estudante do 2º ano do ensino médio conseguiu 791,2 pontos na avaliação. “Fiz despretensiosamente. Não imaginava que teria essa pontuação. Meus amigos que falaram que com esse resultado conseguiria entrar em medicina na UFC”, conta.
Além de ser aprovado em medicina, Franciso também passou no vestibular tradicional da Universidade Estadual do Ceará (Uece), alcançando o primeiro lugar no curso de química. “Como soube da pontuação do Enem antes do resultado da Uece, já esperava que também me sairia bem”, afirma. Apesar da pouca idade e das opções, Francisco diz estar decidido em começar a cursar medicina o mais rápido possível. “Eu me acho novo, mas sei que consigo lidar com isso. Vai dar certo.”
Para Francisco ingressar na faculdade de medicina, a família do estudante já fez o pedido de parecer que dispensa o aluno de cursar o restante do ensino médio. O documento é dado pelo Conselho Estadual de Educação. O aluno deve fazer uma avaliação no colégio onde estuda e, caso seja aprovado, consegue o avanço de série e o certificado de conclusão do ensino médio, exigido na matrícula do curso. Normalmente, apenas alunos que concluem o Ensino Médio podem cursar nível superior.
Até o último dia de inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a primeira opção era medicina-Fortaleza. Na última hora, ele resolveu trocar. “Decidi colocar Sobral para ficar mais perto da minha família.” Francisco mudou-se para Fortaleza há dois anos, quando conseguiu uma bolsa de estudos no Ari de Sá, uma das escolas de Fortaleza que mais aprovam em vestibulares e no Enem.
No 1° ano do Ensino Médio, o adolescente estudou em uma turma preparatória para o vestibular do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), mas no 2° ano o estudante resolveu ir para uma turma olímpica, voltada para o Enem. “Estava em dúvida entre engenharia e medicina, mas vi que não queria tanto cálculo na minha vida”, confessa.
Criança é aprovada em primeiro lugar (Foto: Arquivo pessoal)Mãe entrega medalha a Francisco em premiação
na escola (Foto: Arquivo pessoal)
Rotina
Para chegar a esses resultados aos 14 anos, Francisco afirma que prefere estudar fora de casa. “Não costumava estudar em casa. Sou muito inquieto, não consigo sentar e parar para estudar. Aproveitava as aulas extras que o colégio oferecia ou ia para a biblioteca estudar. Também participava das olímpiadas”, conta.
A mãe de Francisco, a professora municipal Socorro Lima, lembra que ele sempre ganhou medalhas pelas boas notas e é apaixonado por livros. "Com menos de quatro anos ele já começou a ler. Mais velho, ele só gostava de livro grande e lia em três dias", afirma. Atualmente, ele diz preferir a literatura de ficção fantasiosa.
Em Fortaleza, o menino mora com o pai, que trabalha como gerente de um bar. Nas horas que fica em casa durante a semana, Francisco conta que prefere estar no computador, olhando as redes sociais e lendo artigos científicos. “Gosto muito dessa parte de pesquisas, quero conseguir conciliar a pesquisa (na medicina) com a parte clínica”.
Antes de conseguir uma bolsa de estudos em Fortaleza, Francisco estudava em uma escola pública estadual. “Até o 4° ano, estudava em uma escola particular. Mas depois fui para uma escola que meus pais conheciam e que eu poderia ter o mesmo desempenho”, conta. Hoje, os pais orgulhosos viram que fizeram o certo e apoiam a decisão do filho de entrar logo na universidade. "Tudo na vida é um desafio. A gente tem de arriscar. Ele é muito inteligente e esforçado e estará fazendo o que quer”, afirma a mãe.

domingo, 19 de janeiro de 2014

Paranaense de 17 anos é aprovado em seis vestibulares para medicina

'Ainda não caiu totalmente a ficha', conta o estudante Cezar Lorenzi.
Adolescente mora em Pato Branco e prestou vestibular pela 1ª vez.


Cassiane SeghattiDo G1 PR
Garoto prestou vestibular em sete instituições pela primeira vez (Foto: Arquivo Pessoal)Garoto prestou vestibular em sete instituições pela
primeira vez (Foto: Arquivo Pessoal)
O paranaense Cezar Henrique Lorenzi, de 17 anos, foi aprovado em seis universidades para o curso de medicina. O adolescente, que mora em Pato Branco, no sudoeste do estado, prestou vestibular pela primeira vez e foi aprovado em três universidades federais, uma estadual e duas particulares. Ao G1, ele contou que o grande número de aprovações foi um resultado inesperado. “Sempre achei justamente o contrário, e, por isso, busquei fazer o vestibular em um número grande de universidades", lembra.
Até a publicação desta reportagem, Lorenzi havia sido aprovado para o curso de Medicina na Universidade Positivo (UP); na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR); na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG); na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), na Universidade Federal do Paraná (UFPR); e na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Ele ainda aguarda o resultado da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
“Ao ver minha primeira aprovação, na UP, fiquei bastante surpreso, principalmente devido à minha colocação, que foi o 5º lugar. Mas as maiores surpresas vieram quando percebi que estava obtendo aprovações nas universidades públicas. A cada resultado divulgado, eu me sentia muito feliz e chocado por ter conseguido mais uma vitória. Ainda não caiu totalmente a ficha que passei em seis, estou muito contente”, contou ao G1.
Lorenzi, que não se importa de ser chamado de “CDF” pelos amigos, acredita que parte do sucesso nas aprovações seja devido à dedicação que teve desde o ensino fundamental. “Sempre prestei bastante atenção nas aulas e procurei revisar as matérias em casa, fazendo muitos exercícios para fixá-las”, disse. O estudante lembra que essa rotina era diária, e que o foco dos estudos era, principalmente, voltado para as matérias em que encontrava mais dificuldade.
O estudante também credita o sucesso nos vestibulares à própria família, que sempre o incentivou. “Minha família sempre me deu muito apoio durante a minha formação como estudante, e, apesar de sempre me incentivar e de acreditar em mim, nunca me pressionou”, disse. Ele recorda que os familiares e amigos partilharam dos sentimentos de alegria e surpresa diante dos resultados, além de demonstarem orgulho.
Para os vestibulandos que ainda irão enfrentar os concursos, o paranaense ressalta que é importante ter o estudo como hábito, além de muita leitura e persistência. “A dedicação é um elemento fundamental para obter sucesso, e este, com certeza, é muito recompensador”, destacou.
A dedicação é um elemento fundamental para obter sucesso, e este, com certeza, é muito recompensador"
Cezar Henrique Lorenzi
Futuro
Lorenzi conta que o sonho dele, após concluir o curso de medicina, é ser neurocirurgião. Ele admite, porém, que ainda pode mudar de ideia com o decorrer do curso, já que o curso é muito abrangente. Dentre as instituições, ele diz que ainda está indeciso. “Meu objetivo era passar na UFRGS ou na UFPR. Como acabei passando nas duas, agora ainda estou indeciso sobre qual cursar”, complementou.

sábado, 18 de janeiro de 2014

Funceme prevê chuva em todas as regiões do Ceará no fim de semana

Chuvas devem ser de curta duração e ocorrerão principalmente à noite.
Na terça-feira (21), Funceme divulgará previsão de chuva para o trimestre.

Do G1 CE
Previsão é de chuvas curtas em todas as regiões, diz Funceme (Foto: Funceme/Reprodução)Previsão é de chuvas curtas em todas
as regiões, diz Funceme (Foto: Funceme/Reprodução)
Deve chover em todas as regiões do Cearádurante este fim de semana, segundo previsão da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Neste sábado (18), há possibilidade de chuvas isoladas e de curta duração em todas as regiões do Estado, principalmente no final do dia e à noite.
No domingo (19), ao longo do dia, áreas de instabilidade atmosférica poderão ocasionar chuvas isoladas em todas as regiões cearenses, principalmente à tarde e à noite. Já na segunda-feira (20), de acordo com a Funceme, deve haver céu parcialmente nublado com possibilidade de chuvas isoladas em todo o Ceará devido áreas de instabilidade atmosférica vindas do oceano Atlântico.
A previsão climática para os meses de fevereiro, março e abril de 2014, período conhecido no Ceará como “quadra chuvosa”, será divulgada pela Funceme em 21 de janeiro, às 18h. O estudo mostrará a tendência de chuvas para três dos quatro meses que formam o período chuvoso no Ceará, “de fundamental importância para nortear ações do Governo do Estado que são impactadas pelo regime de precipitações”.
Neste sábado foram registradas chuvas em Apuiarés, na Região Norte do Ceará, de 3.2 milímetros; e em Acaraú, no litoral Oeste, de 9.1 milímetros.

Prouni do primeiro semestre teve 1,259 milhão de candidatos, diz MEC

Número de inscritos é recorde, segundo balanço do ministério.
Inscrições terminaram na sexta; primeira chamada sai nesta segunda (20).


A edição do primeiro semestre de 2014 do Programa Universidade para Todos (Prouni) recebeu 1.259.285 candidatos - número recorde -, segundo balanço divulgado pelo Ministério da Educação neste sábado (18). O prazo de inscrição terminou às 23h59 de sexta-feira (17). Nesta edição, os candidatos concorrem a 191.625 bolsas de estudo em faculdades particulares, sendo 131.636 integrais (o governo paga 100% da mensalidade) e 59.989 parciais (50%).
De acordo com o balanço final do MEC, o número de inscrições chegou a 2.424.354. Cada candidato pode fazer até duas opções de instituição e curso.
A primeira chamada de pré-selecionados será divulgada na segunda-feira (20). Para garantir a matrícula, os aprovados deverão apresentar a documentação necessário nas universidades em que conseguiram a bolsa entre esta segunda e a sexta-feira (24). Caso sobrem bolsas, o MEC fará uma segunda chamada no dia 3 de fevereiro.
Neste ano, o MEC mudou as regras para a lista de espera de bolsas remanescentes. Antes, os candidatos que não eram pré-selecionados manifestavam interesse em participar da lista e aguardavam a chamada das instituições. A partir de 2014, eles terão que manifestar interesse e já levar à instituição os documentos que comprovem os requisitos para receber a bolsa.
As chamadas dos candidatos da lista de espera só será feita, pela internet, após a avaliação desses documentos.
Números da edição de 2014
A edição do primeiro semestre de 2014 do Prouni superou o número total de candidatos do ano passado, que foi de 1.032.873 inscritos. O recorde anterior era do Prouni de janeiro de 2012, com 1.208.398 candidatos.
São oferecidas bolsas em 1.116 instituições participantes em 991 municípios. As bolsas integrais são colocadas à disposição dos candidatos com renda familiar bruta mensal per capita de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais, o valor da renda deve ser de, no máximo, três salários mínimos.
Os cursos de medicina têm as mensalidades mais altas com oferecimento de bolsas de estudos. O valor da bolsa pode chegar a quase R$ 8 mil, como é o caso do curso de medicina da Universidade de Marília (Unimar), no interior de São Paulo. A instituição terá 16 bolsas integrais para o curso. A mensalidade para esse curso na Unimar custa R$ 7.998,14.
Em seguida, entre as bolsas de instituições com as mensalidades mais caras, aparecem a Universidade do Ceuma (Uniceuma), de São Luís (MA), que tem cinco bolsas integrais e nove parciais para medicina, com mensalidade de R$ 6.036,90; a Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), com 14 bolsas integrais e mensalidade de R$ 5.950,00; e a Universidade Cidade de São Paulo (Unicid), que oferece três bolsas integrais e seis parciais em medicina, cuja mensalidade é de R$ 5.949,00.
Os cursos com o maior número de bolsas oferecidas são os de administração (21.252), pedagogia (14.773) e direito (13.794). Além disso, mais da metade das bolsas disponíveis está em São Paulo.

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Prouni bate recorde de inscritos; prazo termina às 23h59 desta sexta

Balanço das 11h aponta 1,08 milhão de inscritos. 
Marca anterior era de 1,03 milhão, em janeiro de 2013.


O Programa Universidade para Todos (Prouni) superou o recorde do ano passado e alcançou 1.084.501 candidatos inscritos às 11h desta sexta´-feira, superando a marca de 1.032.873 candidatos estabelecidas na edição de janeiro de 2013, a maior marca até então.
O prazo para o estudante que fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2013 se inscrever para concorrer a uma bolsa de estudos do programa termina às 23h59 desta sexta-feira (17). Os candidatos devem manifestar interesse pelo site http://siteprouni.mec.gov.br.
Segundo o MEC, nesta edição são oferecidas 191.625 bolsas de estudo em faculdades particulares, sendo 131.636 integrais (o governo paga 100% da mensalidade) e 59.989 parciais (50%).
São oferecidas bolsas em 1.116 instituições participantes em 991 municípios. A primeira chamada dos pré-selecionados será divulgada nesta segunda-feira (20). Haverá também uma segunda chamada, no dia 3 de fevereiro.
As bolsas integrais são colocadas à disposição dos candidatos com renda familiar bruta mensal per capita de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais, o valor da renda deve ser de, no máximo, três salários mínimos.
Bolsas de até R$ 8 mil
Os cursos de medicina têm as mensalidades mais altas com oferecimento de bolsas de estudos. O valor da bolsa pode chegar a quase R$ 8 mil, como é o caso do curso de medicina da Universidade de Marília (Unimar), no interior de São Paulo. A instituição terá 16 bolsas integrais para o curso. A mensalidade para esse curso na Unimar custa R$ 7.998,14.
Em seguida, entre as bolsas de instituições com as mensalidades mais caras, aparecem a Universidade do Ceuma (Uniceuma), de São Luís (MA), que tem cinco bolsas integrais e nove parciais para medicina, com mensalidade de R$ 6.036,90; a Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), com 14 bolsas integrais e mensalidade de R$ 5.950,00; e a Universidade Cidade de São Paulo (Unicid), que oferece três bolsas integrais e seis parciais em medicina, cuja mensalidade é de R$ 5.949,00.
Os cursos com o maior número de bolsas oferecidas são os de administração (21.252), pedagogia (14.773) e direito (13.794). Além disso, mais da metade das bolsas disponíveis está em São Paulo.
Opção ao Sisu
Para participar do Prouni, o aluno não pode ter tirado zero na redação do Enem e precisa ter nota superior a 450 pontos. O programa é uma opção para quem não foi aprovado no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), mas quer fazer faculdade particular com mensalidade paga pelo governo federal.
Somente poderá se inscrever no processo seletivo do Prouni o estudante brasileiro que ainda não tem diploma de curso superior, que tenha feito o Enem em 2013 e atenda a pelo menos uma das condições a seguir:
I - Tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública;
II - Tenha cursado o ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;
III - Tenha cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;
IV - Seja pessoa com deficiência;
V - Seja professor da rede pública de ensino, no efetivo.
Para os concorrentes à bolsa parcial, há ainda os benefícios do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O candidato poderá fazer um empréstimo, a juros baixos, para custear os outros 50% da mensalidade do curso, sem a necessidade de ter um fiador. Para isso, é necessário que a instituição para a qual o aluno foi selecionado tenha firmado um termo de adesão ao Fies e ao Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (Fgeduc).
Além disso, é permitida às instituições a realização de um processo seletivo próprio para os candidatos pré-selecionados no Prouni. Essa informação é fornecida ao candidato no momento da inscrição. Nesses casos, as universidades que optarem por fazer um processo de seleção próprio deverão comunicar formalmente os estudantes – no prazo máximo de 24 horas após a divulgação dos resultados das chamadas – sobre a natureza e os critérios de aprovação. Esses pré-requisitos não poderão ser mais rigorosos do que aqueles aplicados aos alunos selecionados em seus processos seletivos regulares (via vestibular). Também é vedada a cobrança de qualquer tipo de taxa para a realização de uma seleção própria.