sábado, 1 de fevereiro de 2014

Bispo do Crato é inocentado das denúncias de estelionato


Bispo Dom Fernando Panico. (Foto: Arquivo/Agência Miséria)


Depois de seis meses de investigações, a Polícia Civil concluiu que o bispo de Crato, Dom Fernando Panico, é inocente das acusações de estelionato que lhe foram feitas. As investigações foram iniciadas atendendo ao pedido de sete inquilinos residentes em casas pertencentes ao patrimônio da Diocese de Crato.

Ao longo de seis meses de investigação, a Polícia Judiciária ouviu os dois lados – tanto os inquilinos como sacerdotes que trabalham na Cúria Diocesana. Na última quarta-feira, o delegado regional da Polícia Civil, Flávio Santos Silva, emitiu o Relatório Final do Inquérito nº 446-618/2013, de 29.01.2014, com o veredito de não houve nenhum crime e que a acusação feita contra Dom Fernando Panico era infundada e o bispo é inocente.

O advogado da Diocese de Crato, Hyarles Macedo, declarou que dentre as várias lições deixadas por este episódio, ganha destaque esta: “Os responsáveis pelos meios de comunicação não detêm a liberdade de veicularem o que bem entenderem. O importante e imprescindível papel que a imprensa desempenha numa democracia não se confunde com o papel dos julgadores. Os meios de comunicação não deveriam divulgar notícias e opiniões inexatas”.

Fonte: Blog do Eliomar
Postar um comentário