quarta-feira, 16 de julho de 2008

Barreiro do Jorge em Festa

A história de Nossa Senhora do Carmo está ligada a um grupo de monges que foram expulsos do monte Carmelo pelos sarracenos. No século XIII, os muçulmanos invadiram a Terra Santa, e os eremitas do Monte Carmelo fugiram para a Europa. O superior da Ordem era São Simião Stock, que pediu a Nossa Senhora que os protegesse. Recebeu de suas mãos o escapulário: "Eis o privilégio que dou a ti e a todos os filhos do Carmelo: todo o que for revestido deste hábito será salvo". Carmelo significa Vinha do Senhor.
Depois de séculos e séculos, aqui no município de Farias Brito, numa comunidade em cima da Serra do Quincuncá, por nome de Barreiro do Jorge, anualmente, no mês de Julho, acontecem as festividades para Nossa Senhora do Carmo, encerrando-se no dia 16.
Além das novenas acontece pela manhã o ofício de Nossa Senhora na Capela do Povoado e, em seguida, a comunidade leva a imagem em um andor para visitar as famílias, festejando a chegada da Santa com fogos de artifícios e café comunitário.


Na manhã do dia 13 foi o dia da família de Pedro Liberalino de Meneses receber Nossa Senhora do Carmo no seu Sítio Trapiá, visinho ao Povoado.







O encerramento aconteceu neste dia 16 com missa celebrada pelo Vigário da Paróquia Padre José Coringa.








Postar um comentário