segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

O Vôo da águia

Luiz Domingos de Luna*
I
No tapete da vida sitiante
Restrito a orla vegetal
Sem riqueza material
O sonho no horizonte
II
No tabuleiro do jogo existencial
Cada movimento estudado
Um universo, criado
A onda em movimento espiral
III
Cruza do sonho a luz
Aurora boreal a confirmar
O Vôo da águia a voar
Uma paisagem reluz
IV
O cariri dá rosto feliz
Aurora levanta a voz
Ceará nascente e foz
Tempo senhor juiz
V

A águia canta no ar
O Tempo ao templo parado
A vida some em segundos
Á águia não pode mais voar
VI
Na curva da estrada
O choque do pavio
Como um navio
Vida emparedada
VII
Vida transfigurada
No além do mistério
Existe um critério
Águia de luz
Em outro universo
Seu brilho no verso
No caminho de luz!

+Poesia feita ao maior empresário de Aurora - Tarcísio Gonçalves - falecimento dia 04 de dezembro,2009.
(*) Colaborador do Blog Farias Brito
Postar um comentário