sábado, 23 de abril de 2011

Minha terra


Terra de amor eterno
Jamais te esquecerei
Meu ninho acolhedor
Sonho que sempre sonhei
Amo-te de tal forma
Que nunca imaginei.

Ao ouvir todas as manhãs
O canto dos passarinhos
Parecem hinos cantados
Na voz de anjos divinos.
Suspiros soltos no ar
Murmuro sem ter destino.

Terra sagrada sem guerra
Cofre de paz e de luz,
De vales fecundos que correm,
As águas do Carius,
Do verbo fei-se princípio
Coroa da tua cruz

Por mais longe que eu vá
Não te esqueço um segundo
Sou um patriota nato
De sentimento profundo
Faz parte da minha história
Eis minha terra meu mundo.


Francis Gomes

http://www.poetafrancisgomes.blogspot.com/
Postar um comentário