terça-feira, 15 de abril de 2008

O Ceará Musical, mais uma vez brilhando em Brasília.



Na Escola de Música de Brasília, com a presença do Governador de Brasília José Roberto Arruda, a comunidade cearense, estará sendo representada, com a seguinte apresentação:
4ª-feira, 16/04/08, 20h, TCG:
Show com Myrlla Muniz e Banda
Myrlla Muniz: Graduada em Música pela Universidade de Brasília, professora do curso de Canto Popular da Escola de Música de Brasília. Gravou os cds “Pedra rara” em 2001 ,” “ O leite das baleias e outros sertões”, em 2002, “Melodias sentimentais”, em 2004, o dvd “ A Violeira“, em 2005, “12 canções de amor e um blue desesperado” em 2006, o dvd “Cocos, Pandeiros e ganzás” , em 2007, e atualmente realizou o cd “ Notícias do Brasil “. Em 2006 foi protagonista do longa “ Cine Tapuia “ de Rosemberg Cariry. Myrlla Muniz seria revelada, profissionalmente, como instrumentista e cantora, nos festivais de música do Ceará, no final da década de oitenta. A sua voz, de sonoridade e de timbres únicos, marcou um diferencial e determinou o início de uma carreira que abrangia a música erudita e a música popular brasileira. Myrlla Muniz encontraria no maestro Paulo Abel do Nascimento, que desfrutava de grande prestígio internacional na época, as primeiras orientações sobre música erudita. Começou então a estudar música e canto com renomados professores. Uma nova fase se inicia para ela quando, em 1988, juntamente com Nara Vasconcelos, Cláudia Leitão, Angelita Ribeiro, David Castelo, Ricardo Pereira, Duda de Cavalcanti, Ocello Mendonça, Liduíno Pitombeira, Henrique Torres e Sônia Barroso, participa do Syntagma, grupo de música antiga, barroca e nordestina, que, para Myrlla Muniz, representou um grande aprendizado e um contato mais intenso, através de recitais e viagens por todo o Brasil, com o cancioneiro popular nordestino e com as correntes musicais barrocas e eruditas contemporâneas. Myrlla descobre, assim, os elos entre a música nordestina e o barroco europeu, através das semelhanças das estruturas melódicas e harmônicas, o que seria decisivo para o futuro da sua carreira e a levaria a uma original interpretação da música popular brasileira. Participa, ainda nesse período, da Orquestra de Cordas do SESI, da Camerata da Universidade Federal do Ceará e da Orquestra Sinfônica de Fortaleza, como violista.
Músicos: Prof. João Marinho (violão), Marcílio Homem (violão), Zé Adonis (violão), Ocello Mendonça (violoncelo)
Programa:
1) La saeta - Antonio Machado
2) Barco de cristal - Rodger Rogério / Clodo /Fausto Nilo
3) Dono dos teus olhos - Humberto Teixeira
4) Contrato de separação - Dominguinhos /Anastácia
5) Retrato em branco e preto - Tom Jobim / Chico Buarque
6)Vaca estrela e boi fubá - Patativa do Assaré
7) Cavalo ferro - Fagner
Postar um comentário