segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Notícias Tecnológicas - Por Yuri Lacerda

Uma nova categoria de computador invadiu o mercado nos últimos meses - o computador de rede, também chamado de netbook. O netbook é um computador mais portátil que o notebook, ou seja, possui dimensões menores e também um peso mais reduzido.

Enquanto que os notebooks convencionais possuem um monitor com tamanho entre 13 e 15 polegadas (há alguns com até 17 polegadas), os netbooks geralmente possuem uma tela de até 11 polegadas. Com relação ao peso, os notebooks variam entre 2 e 3 quilogramas, enquanto que os netbooks possuem apenas 1 quilograma.

Um fator muito interessante com relação aos netbooks é que estes possuem um processador mais lento do que os computadores convencionais. Enquanto que os computadores convencionais possuem processadores que trabalham em alta frequência (2.5GHz) e com vários núcleos de processamento (Dual core, Core 2 Duo, ...), os netbooks possuem um processador mais simplório, que trabalha com apenas um núcleo de processamento e com uma velocidade menos acelerada (1.6Ghz).

Outro fato marcante nessa nova categoria de computadores é que possuem também uma capacidade de armazenamento bem menor, atualmente os disponíveis no mercado possuem um disco rígido com aproximadamente 160 Gigabytes. A memória principal, ou memória RAM, também é mais reduzida que nos outros computadores, normalmente possuem entre 1 e 2 gigabytes. Com essa menor capacidade de processamento e armazenamento é possível se fabricar computadores bem mais baratos. Atualmente é possível com aproximadamente R$ 1.000,00 comprar um netbook de uma boa marca.

Mas, porque se fazer computadores com uma menor capacidade de processamento e armazenamento? Só porque é mais barato? A resposta é não. Uma característica peculiar do netbook é que ele possui uma ampla capacidade de conectividade, ou seja, ele possui placa de rede wireless, placa de rede ethernet (a do cabo azul semelhante ao cabo telefônico), modem dial-up (cabo da telefonia convencional) e alguns possuem até modem 3g embutido. Tudo isto, para possibilitar que o usuário tenha uma forma simples de se comunicar com o restante do mundo, ou seja, com a Internet.

Nos últimos anos está havendo uma forte tendência de que os programas de computadores migrem para a plataforma Web, não necessitando mais que se tenha várias ferramentas instaladas no computador, mas que sejam acessíveis através de um browser (navegador da Internet).

Atualmente, temos vários serviços já disponíveis desta forma: caixas de e-mails (ex: Gmail, Hotmail, Yahoo! Mail,...), editores de texto (ex: Writely, Google Docs), softwares de planilhas eletrônicas (ex: Google docs), tocadores de música e vídeo, editores de imagens, serviços de comunicação (ex: Meebo), entre vários outros. Estes software não estando instalados no computadores não demandam de muitos recursos do computador, como processamento e memória.

Com essa tendência, dos softwares estarem na Web, surgiu este novo nicho de mercado, o dos netbooks, para as grandes empresas fabricantes de computadores, como a Acer, HP, Dell, Asus, entre várias outras. Além disso, muitas pessoas utilizam os computadores de forma bem simplificada, não necessitando de enormes capacidades de armazenamento e de processamento.

Texto:
Yuri Lacerda
Professor de Informática - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia
Mestre e Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Campina Grande/PB

Fotografia: http://ogestor.files.wordpress.com/2009/07/netbook-ao-lado-do-notebook.jpg
Postar um comentário